Campinas – A CPFL Energia, um dos maiores grupos privados do setor elétrico, abriu inscrições para a chamada pública de projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação no setor elétrico, em conformidade com o Programa de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Os temas propostos nesta chamada pública deste ano são as perdas comerciais e novos modelos regulatórios de remuneração das distribuidoras de energia elétrica.

Perdas comerciais se referem à parcela de energia consumida pelo cliente e não faturada pela distribuidora, devido a furtos de energia, erros de medição, erros no processo de faturamento, unidades consumidoras sem medição e irregularidades nas instalações de consumo. A chamada pública busca o desenvolvimento de um projeto que otimize o trabalho das inspeções em campo para minimizar as perdas comerciais. A proposta de solução pode considerar o uso de equipamento, software ou metodologia, que auxilie o técnico na inspeção (contemplando tanto equipamentos mecânicos quanto eletroeletrônicos) e que ofereça rastreabilidade de dados, garantindo que o laudo final da inspeção esteja correto.

Já a chamada para novos modelos regulatórios de remuneração das distribuidoras de energia elétrica tem como objetivo incentivar projetos que estudem a rede de distribuição e os consumidores do futuro. Para a elaboração das propostas, os interessados devem considerar as melhores práticas da experiência internacional, avaliar oportunidades e barreiras da regulamentação vigente e apresentar sugestões de aprimoramento do modelo atual.

Empresas interessadas podem buscar mais informações, atualizações e os resultados desta chamada pública pelo site www.cpfl.com.br/chamada-publica-inovacao. Dúvidas podem ser esclarecidas por meio do e-mail [email protected], respeitando o prazo limite para solicitação de esclarecimentos estabelecido no cronograma. O formulário de inscrição também deve ser enviado para [email protected], adicionalmente aos demais documentos necessários. Serão consideradas propostas válidas aquelas que forem enviadas até às 17 horas da data estabelecida no cronograma (19/02).