Yvan Muls (Diretor Executivo e de Mercado do DIÁRIO DO COMÉRCIO, Adriana Muls e Fausto Izac - Crédito: WAGNER DILÓ

O tradicional almoço-palestra da Associação de Dirigentes Cristãos de Empresa (ADCE) teve como convidado, nesta edição, o diretor-presidente da AngloGold Ashanti Brasil, Camilo de Lelis Farace.

O evento, realizado no último dia 5, na sede da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), reuniu empresários, representantes de sindicatos e autoridades mineiras. Com o tema “185 anos da AngloGold Ashanti: indústria de maior longevidade do País”, Farage contou aos convidados as principais conquistas e desafios da mineradora ao longo desses anos.

“O que levou a AngloGold ser uma das maiores do mundo advém do investimento em inovação e na capacidade de dedicação dos nossos profissionais”, afirma Farace. “Hoje, podemos falar que o ouro produzido pela empresa no Brasil não sai do País e pode ser encontrado nas joias de grandes joalherias, por a Vivara, por exemplo”, disse o diretor-presidente.

Segundo Farace, AngloGold é tradicionalmente uma empresa de mineração de subsolo que preserva um número significante de áreas de preservação. “Nos lugares que atuamos, trabalhamos com a reflorestação e com a preservação da fauna e flora. Também mantemos um centro de ambiental no município de Nova Lima”, afirmou.

Por sua vez, o presidente da ADCE-MG, Sérgio Frade, comentou que a AngloGold vem, tradicionalmente, apresentando um grande benefício para o estado, principalmente nos últimos anos com diversas inovações e resultados favoráveis na balança comercial. Frade pontuou que a ADCE tem uma forte convicção da importância do setor industrial para a comunidade como um todo, principalmente devido a criação de postos de empregos.

“O que tira as pessoas da pobreza é o trabalho e, por isso incentivamos que as empresas gerem mais empregos e apresentem bons produtos e serviços. Esse é o futuro do mundo e percebemos cada vez mais que os consumidores procuram empresas que são socialmente e ambientalmente responsáveis”, ressaltou.