Crédito: Lúcia Sebe/Secom MG

A Feira de Artesanato do Mineirinho comemora os resultados das vendas do Dia dos Pais projetando um bom segundo semestre. A previsão de 30% de aumento no período, em relação às vendas do mesmo intervalo do ano passado se confirmaram.

De acordo com o diretor da feira, Willian Martins, a data abriu o segundo semestre e antecipou a comemoração dos 12 anos da feira.

“Os resultados do Dia dos Pais foram muito bons. Datas comemorativas como essa são esperadas com ansiedade pelos expositores. Saímos agora animados para as comemorações de aniversário em setembro, quando teremos atrações especiais e várias promoções. Os consumidores serão presenteados com preços mais em conta e com muitos brindes”, explica Martins.

A feira abriga atualmente 450 expositores de toda a Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) e de algumas cidades do interior. Funcionando às quintas e domingos, gera cerca de 800 postos de trabalho no dia de semana e 1,2 mil aos domingos. Cerca de 50 mil pessoas por mês passam pela feira.

Além das duas datas, o segundo semestre costuma ser melhor do que o primeiro embalado pelas vendas do Dia das Crianças e Natal, quando os expositores preparam peças especiais.

“Agora também nos voltamos para os produtos de verão. Isso nos deixa bastante animados”, destaca.

A Feira de Artesanato do Mineirinho se tornou, ao longo do tempo, um ponto de encontro dos moradores da Capital e também ponto turístico. O reconhecimento da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) do Conjunto Arquitetônico da Pampulha como Patrimônio Cultural da Humanidade, em 2016, ajudou a feira a se tornar também um ponto frequentado por visitantes estrangeiros. Argentinos, norte-americanos e alemães são vistos com frequência no local.

As barracas oferecem grande variedade de produtos, como artesanato, decoração, bijuterias, calçados, vestuários e produtos para o lar. O espaço conta com uma praça de alimentação com capacidade para receber cerca de 2 mil pessoas sentadas, além de espaço kids e estacionamento próprio.

“O artesanato e a gastronomia mineira são reconhecidos em todo o mundo e nós reunimos as duas coisas em um dos grandes cartões-postais do Brasil, reconhecido como patrimônio pela Unesco. Esse é um grande diferencial. É comum recebermos estrangeiros e também gente de todo o Brasil. É fácil saber porque durante os shows é comum as pessoas pedirem para os artistas mandarem um abraço para as suas cidades de origem. Isso é muito divertido”, comemora o diretor.