Centros comerciais estimam uma alta para o varejo no Dia dos Pais entre 5% e 10% neste ano - CREDITO:ALISSON J. SILVA

Os shoppings de Belo Horizonte e da região metropolitana esperam um aquecimento nas vendas no Dia dos Pais deste ano. O aumento gradual dos resultados nos primeiros meses de 2019 é responsável pelo otimismo, que tem feito os centros comerciais apostarem em grandes campanhas e promoções especiais para incentivar o consumo na data comemorativa.

O crescimento econômico que o Shopping Cidade tem apresentado desde o início do ano, com um retorno positivo das campanhas realizadas e um aumento médio das vendas de aproximadamente 4% de um mês em relação ao anterior, faz com que a gerente de Marketing, Carolina Vaz, preveja um incremento de 5% a 6% nas vendas para o Dia dos Pais na comparação com o ano passado.

“Tivemos um início de ano bem positivo e o clima em relação à expectativa de uma melhora econômica no País também deve ajudar a alavancar as vendas. As campanhas e a participação dos lojistas têm feito com que o shopping cresça economicamente, e esperamos continuar nesse ritmo”, afirma.

A baixa taxa de vacância do shopping, que tem apenas uma loja vazia, também é um indicador positivo na avaliação da gerente de Marketing. Com um fluxo médio de 80 mil pessoas por dia, a previsão é de 90 mil para a véspera do Dia dos Pais. Carolina Vaz destaca a importância de aumentar a taxa de conversão desses potenciais clientes para vendas.

“Esperamos esse crescimento no fluxo de clientes, mas, o mais importante, é fazer com que essas pessoas consumam e participem da campanha além de passear no shopping”, explica.

As perspectivas do Itaú Power Shopping, em Contagem, para este ano, também são otimistas. A direção do mall projeta um crescimento de 6% no fluxo de pessoas e de aproximadamente 10% nas vendas em relação ao ano passado. A confiança em resultados melhores vem do aumento de vendas registrado pelo centro de compras nos últimos meses e também das campanhas de Dia das Mães e Dia dos Namorados melhores do que as de 2018.

“Até o momento, temos observado uma tendência de alta nas campanhas de 2019 em relação às mesmas campanhas do ano anterior. A expectativa é de que o Dia dos Pais acompanhe esse movimento. Investimos em uma campanha ampla e o shopping está preparado para receber os clientes com a infraestrutura, conforto e segurança de sempre”, reforça a gerente de Marketing do shopping, Renata Costa.

Tendência de alta – Também com campanhas bem sucedidas no Dia das Mães e Dia dos Namorados deste ano, o gerente de Marketing do BH Shopping, Renato Tavares, ressalta que a expectativa para os presentes dos pais é boa. Confiante na tendência histórica de um segundo semestre melhor que o primeiro, ele acredita que o crescimento deve continuar nos próximos meses e até no Natal, que, segundo ele, representa aproximadamente 30% do faturamento anual do mall.

“Além do bom desempenho dos últimos meses, é perceptível uma mudança com clientes mais interessados no shopping e com mais sacolas na mão. Isso tudo nos faz acreditar que vamos ter um Dia dos Pais com um resultado bem positivo. Com as vendas do Natal e da Black Friday, se tivermos um Dia dos Pais muito bom vamos coroar um excelente segundo semestre”, aposta Tavares.

O gerente de Marketing do Pátio Savassi, Marcelo Portela, espera uma alta de 10% nas vendas deste ano em relação ao Dia dos Pais do ano passado, que, segundo ele, foi uma base de comparação forte com boas vendas para o shopping. Na avaliação de Portela, desde o início do ano, há um movimento de otimismo tanto para a economia do País quanto para o varejo.

“Recentemente temos sinalizações um pouco mais positivas, principalmente com a reforma da Previdência. Esses sinais aumentaram o otimismo dos lojistas, que elevaram os estoques e estão mais preparados para o segundo semestre, acreditando em um clima positivo no País”, pontua.

Mix diferenciado – Com um mix forte de lojas de artigos masculinos, uma melhora significativa nas vendas durante os meses de junho e julho de 2019 e um aumento do fluxo de pessoas, as expectativas para as vendas no Dia dos Pais também são positivas no Diamond Mall.

Segundo a superintendente do shopping, Lívia Paolucci, a cada ano, há um crescimento no Dia dos Pais e isso tem levado os lojistas do shopping a investirem mais na data. Além disso, ela ressalta que o mall disponibiliza presentes que fogem do tradicional, com opções de gastronomia, vinhos e artigos para casa.

“Existe uma gama de opções de presentes no shopping que fazem com que o resultado de vendas e a expectativa sejam positivos. Acreditamos que agosto não será diferente e as promoções e campanha vão ajudar a alavancar as vendas e aumentar o tíquete médio”, disse.

Clima no varejo mineiro é de otimismo

O comércio varejista de Minas Gerais está otimista para o Dia dos Pais deste ano. A data que abre o calendário comemorativo do segundo semestre deve gerar um impacto positivo para 61,9% dos empresários do setor no Estado e, entre essas empresas impactadas, 75,8% acreditam que as vendas serão melhores ou iguais às do mesmo período do ano anterior, quando o índice foi de 76,7%.

As informações divulgadas pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio-MG) mostram também que a data é preferida por 15,3% dos empresários neste semestre, ficando atrás apenas do Natal, apontado por 55% dos entrevistados. Entre as ações adotadas para melhorar as vendas no período estão investimentos em propaganda (41,7%), em promoções e liquidações (37,9%) e na diversificação do mix de produtos (5,4%).

Para a estatística da Fecomércio-MG, Letícia Marrara, o Dia dos Pais é uma importante oportunidade para os comerciantes alavancarem as vendas. Ela ressalta que fatores conjunturais influenciaram as perspectivas otimistas do empresariado mineiro para a data.

“Essa expectativa positiva está relacionada a aspectos como aquecimento do comércio, aumento das vendas, otimismo dos empresários e a melhora da economia”, explica.

Os principais segmentos que tendem a ser destaque no período segundo o levantamento são os de tecido, vestuário e calçados (78%), seguido por combustíveis e lubrificantes (64,3%) e produtos alimentícios, bebidas e fumo (58,9%).

Consumidores da Capital – Os consumidores belo-horizontinos também se mostraram mais otimistas com o Dia dos Pais deste ano. De acordo com pesquisa da Fecomércio-MG, 40,8% dos consumidores da Capital vão presentear na data, percentual superior aos 34,3% registrados em 2018. Entre os que vão fazer compras, 84,7% pretendem gastar até R$ 200 com o presente enquanto, no ano anterior, 88,8% planejavam presentear com artigos nessa faixa de preço.

Letícia Marrara destaca que os motivos para a maioria dos consumidores de Belo Horizonte não comprarem presentes para os pais podem ser econômicos ou não.

“A maior parte dos consumidores não deve presentear ou por causa do desemprego e orçamento mais enxuto ou por não ter quem presentear ou estar distante do pai durante a data”, esclarece.

A maioria dos entrevistados (55,1%) deve optar por pagamentos à vista, em dinheiro, apontando para uma tendência de evitar parcelamentos. Reforçando a opção por praticidade e comodidade, 41,9% dos consumidores devem adquirir presentes em lojas de shopping e 26,6% vão procurar lojas de vizinhança para fazer as compras.

Os entrevistados indicaram que as promoções (65,8%), o preço reduzido (22,2%) e o atendimento diferenciado (10,3%) serão atrativos para aquisição dos presentes. Por outro lado, os preços altos (71,8%), o atendimento precário (10,3%) e a pouca variedade de produtos (9,4%) desanimam os clientes a procurarem as lojas na data comemorativa.