Crédito: Hans Braxmeier/Pixabay

Atento às questões ambientais e ciente do compromisso de todos para a destinação adequada dos resíduos, o grupo mineiro Direção Consultoria & Engenharia, especializado em prestação de serviços que envolvem a elaboração de estudos, pesquisas, diagnósticos e projetos de engenharia, diversificou seu leque de atuação e aposta em um novo nicho de negócio: a montagem e revenda de equipamentos com tecnologia japonesa para o tratamento adequado do lixo.

Todo o processo de produção e aquisição será feito pela Direção Máquinas, empresa do Grupo Direção Consultoria & Engenharia, responsável pela montagem do equipamento e com patente autorizada para a fabricação.

“Percebemos que, além do negócio, é preciso tratar a destinação correta do lixo de forma séria e responsável. Por isso, estamos acreditamos em soluções altamente sustentáveis e apostamos na montagem e revenda de equipamentos com tecnologia japonesa, hoje considerada a melhor opção para o tratamento de resíduos sólidos urbanos, industriais, de agronegócio e hospitalar. O equipamento reduz em até 95% o volume dos resíduos e está totalmente dentro das normas ambientais”, detalha o CEO do Grupo Direção Consultoria & Engenharia, Fred Couto.

O equipamento, chamado “DRTO5”, que realiza a decomposição de resíduos por meio de plasma frio, que pode integrar uma Usina de Tratamento de Resíduos Urbanos. Funciona com a presença de oxigênio e dispensa totalmente a utilização de lixões, que já foram proibidos desde 2010.

A tecnologia tem capacidade para tratar 210 kg de lixo por hora e apenas uma máquina atende, por exemplo, as necessidades de um município de até 20 mil habitantes. Vale ressaltar que é feita a triagem de todo o resíduo antes de dar entrada no maquinário, o que torna indispensável a colaboração de Associações de Catadores de Papel.

Ainda segundo Couto, trata-se de uma solução amplamente utilizada no Japão, país 22,5 vezes menor que o Brasil e que precisou desenvolver tecnologias avançadas de reciclagem e tratamento de resíduos.

“O equipamento não utiliza combustíveis ou fonte de energia externa para o processo de tratamento do lixo, possui tecnologia totalmente testada e aprovada pelos órgãos ambientais não necessita de mão de obra especializada para operação, além de contar com linhas de financiamento do BNDES”, esclarece.

Entre os diferenciais técnicos da máquina está a redução do volume de resíduo em 95%, além de não utilizar combustíveis ou fontes de energia externa para o processo de tratamento. Ou seja: o lixo é o próprio combustível e 100% da matéria resultante é aproveitável e pode ser usada como adubos, insumos para cimenteiras, fabricação de bloquetes, entre outros. Vidros e metais são reaproveitados e vendidos como material reciclado. A utilização da máquina possibilita ainda o tratamento do Passivo Ambiental de Resíduo Urbano, localizado em aterros irregulares ou desativados.

Linha do tempo – Fundado em 1989, o grupo Direção Consultoria & Engenharia nasceu do interesse de profissionais experientes em oferecer a prestação de serviços no setor de consultoria de engenharia rodoviária, através da utilização de tecnologia de ponta e elaboração de projetos que visam à preservação e tratamento do meio ambiente.

Além da montagem e revenda de equipamento para o tratamento de resíduos, com o intuito de oferecer soluções tecnológicas e sustentáveis que promovam a destinação correta dos resíduos, o grupo tem grande experiência no setor rodoviário, a empresa dispõe de profissionais com ampla experiência em desenvolvimento de estudos e projetos de engenharia e em supervisão, fiscalização e gerenciamentos de obras, assim como em logística de operação em serviços correlatos, aos quais confere competências essenciais. (Da Redação)