O Fundo de Impacto Social Brasil-China será lançado em 2020 para financiar projetos de saneamento básico | Crédito: Divulgação

As empresas de investimentos One Comprador LLC, com sede nos Estados Unidos, e a Comprador Limited, com sede em Hong Kong, anunciaram, ontem, a criação do Fundo de Impacto Social Brasil-China, que será gerido a partir de um escritório a ser instalado em Belo Horizonte. O Fundo Brasil China contempla recursos da ordem de US$ 1 bilhão para financiar projetos de saneamento básico no Brasil.

A carta de intenções foi assinada ontem, na capital mineira, durante o evento Pre Brics Summit: a Inovação e Sustentabilidade como Aliança para o Desenvolvimento, realizado pelo Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG). O encontro é um preparatório para a reunião do Brics – grupo composto por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul -, marcada para os próximos dias 13 e 14.

De acordo com o cofundador da One Comprador LLC, Rodrigo Veloso, a parceria entre as duas empresas tem o objetivo de combinar tecnologias, negócios e recursos chineses e brasileiros para investir em infraestrutura. A expectativa é de que o escritório, que será localizado em Belo Horizonte, seja inaugurado até o final do ano.

De acordo com os dados divulgados pela One Comprador, o fundo será lançado no início de 2020 e financiará cerca de US$ 1 bilhão em projetos de saneamento, oferecendo sistemas de tratamento de águas residuais de fornecedores chineses, que poderão alugar equipamentos para empresas de água de Minas Gerais e demais estados brasileiros.

O fundo pretende gerar investimentos estratégicos de capital para viabilizar projetos, incluindo participações em privatizações, aquisição de empresas privadas, buscando proporcionar retornos equilibrados aos investidores. A parceria firmada entre as empresas deve gerar a criação de outros fundos com o objetivo de financiar projetos de energia limpa e infraestrutura.

Veloso destacou que, apesar de viver há muitos anos fora do Brasil, sempre manteve os olhos focados no País e em Minas Gerais. Através das constantes vindas à capital mineira, observou preocupantes problemas relacionados à infraestrutura, de ordem social, econômica e de saúde pública.

“Observei que o governador, Romeu Zema, pensava diferente, sempre manifestando o desejo de implantar tecnologias para solucionar deficiências da infraestrutura social. Dessa forma, abracei a ideia para criar um fundo de impacto social. A One Comprador trouxe para o evento (Pre Brics Summit) várias empresas de tecnologias chinesas, que desenvolvem inovações técnicas de saneamento de água, energia solar e construção. Com essas empresas, procuraremos ter e manter parcerias visando à integral implantação dos objetivos do fundo, ou seja, do saneamento de água através do importante investimento do nosso primeiro fundo”, explicou Veloso.

Incentivo – Durante a assinatura da carta de intenções, o presidente do BDMG, Sérgio Gusmão, destacou que a entidade, que tem o papel de promover o desenvolvimento, pode criar valor e mobilizar recursos, não somente próprios e públicos, mas também recursos privados.

“Por meio da nossa articulação, da nossa rede de conversas, estamos dando suporte para a chegada da One Comprador no Brasil e em Minas Gerais. Serão recursos exclusivamente privados destinados a investimentos em áreas-chaves do nosso Estado”, disse.