Segundo Begnoch, empresa analisou mais de 3.500 empresas, mas aprovou menos de 1% - Crédito: Divulgação

Investir em startups por meio de plataformas on-line é uma opção cada vez mais comum entre os investidores brasileiros. O equity crowdfunding, que é um dos nomes desse tipo de investimento, foi regulado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) em 2017 e, no ano passado, permitiu a captação de R$ 46 milhões no Brasil. Primeira plataforma aprovada pela CVM, os executivos da paulista EqSeed desembarcam em Belo Horizonte na quinta-feira (13), para explicar sobre esse modelo de captação de investimento.

O sócio-fundador da EqSeed, Brian Begnoche, explica que o modelo de investimento on-line facilita o acesso de investidores a startups com alto potencial de crescimento. Isso porque a EqSeed faz todo o trabalho anterior de selecionar as melhores startups. Segundo ele, desde 2016, a empresa analisou mais de 3.500 empresas, mas aprovou menos de 1%, o que aponta para o criterioso processo de seleção.

“Na nossa plataforma, o investidor tem todas as informações sobre a empresa para que ele tome uma decisão. E, ao escolher a startup, ele pode fazer o investimento on-line. É muito mais prático que o processo offline, em que o investidor precisa ir atrás das empresas, pesquisar, coletar informações e estruturar todo o processo junto a advogados”, diz.

Desde 2016, a EqSeed já intermediou a captação de mais de R$ 18 milhões, sendo mais de R$ 12,8 milhões só em 2018. Entre as captações realizadas no ano passado, estão as quatro maiores rodadas individuais já registradas no equity crowdfunding brasileiro. A própria EqSeed é uma delas, tendo captado R$ 2,5 milhões em 27 horas.

O valor máximo permitido pela CVM para captação por empresa é de R$ 5 milhões.

Os números da empresa seguem uma tendência nacional de crescimento, desde que o modelo de captação on-line foi regulado no Brasil. Segundo balanço da CVM, o equity crowdfunding permitiu a captação de mais de R$ 46 milhões em 2018. Em 2016, quando a atividade não era regulada, a captação on-line de recursos para startups somou pouco mais de R$ 8 milhões. O crescimento no período foi de 451%.

Além disso, nesse mesmo período o número de investidores na modalidade registrou alta de 700%, passando de 1.099 para 8.966. Até o valor médio de captação por oferta aumentou nesse mesmo intervalo, saindo de R$ 347 mil para R$ 1 milhão.

“A CVM formalizou o mercado e deu respaldo para os investimentos nessa modalidade. Além disso, também podemos dizer que a queda da Selic tem feito os investidores procurarem retornos maiores em modalidades menos tradicionais”, afirma Begnoche.

E é exatamente esse modelo de investimento em ascensão que será apresentado pelo sócio-fundador da EqSeed em Belo Horizonte, no próximo dia 13 de junho, à 19h, no espaço do Órbi Conecta, no bairro Lagoinha, região Noroeste da Capital. O evento é destinado a empreendedores de startups, que têm o interesse na captação de investimento. Begnoche afirma que tem boas expectativas em relação ao ecossistema mineiro de startups.

“Belo Horizonte tem incentivado a inovação, atraindo talentos e empreendedores de qualidade de várias partes do País e se tornando um importante pólo do setor. Esperamos que mais empresas mineiras estejam presentes na nossa plataforma”, diz.