Investir no desenvolvimento do Estado por meio de uma comunicação eficaz e transparente. Essa será uma das contribuições do Conselho Editorial do Diário do Comércio, segundo um de seus integrantes, Teodomiro Diniz, engenheiro, empresário da construção civil e vice-presidente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg).

“O papel da comunicação é fundamental quando ela é feita de forma objetiva, com conhecimento de causa”, destaca ele. “Dentro desse espírito, resolvi aceitar fazer parte do Conselho”, relata.

De acordo com o empresário, o fato de ele estar dentro do processo da indústria faz com que seja detectado no setor aquilo que é importante comunicar ao mercado e à sociedade. E, para Teodomiro Diniz, quando isso é feito observando todos os lados que precisam ser expostos, os resultados são bastante positivos.

“A comunicação sobre a questão ambiental, por exemplo, precisa ser realizada de maneira adequada, para que tudo que a envolve possa ser compreendido pela comunidade”, diz ele.

O membro do Conselho Editorial do Diário do Comércio argumenta também que é importante que todos saibam, por exemplo, o que circunda a burocracia e os problemas que ela causa, que muitas vezes não são vistos ou debatidos, como a falta de emprego.

“É importante transmitir o insight do negócio, deixar tudo muito transparente para que a comunidade possa fazer as suas avaliações de maneira adequada, não recebendo apenas um input único”, pontua Teodomiro Diniz.

Também membro do Conselho Editorial, Lindolfo Paoliello, consultor em comunicação social, jornalista, ex-Fiat e professor associado da Fundação Dom Cabral (FDC), afirma que o núcleo vai contribuir para o desenvolvimento do Estado agindo para que o Diário do Comércio inove, ainda que permanecendo como é.

“Ou seja, para que ele adote novas posturas, somando medidas criativas, contemporâneas, de conteúdo jornalístico e de tecnologia, mas que, no fundo, ele preserve aquilo que sempre foi a sua missão, que é a de José Costa: um inarredável compromisso com os interesses do Estado”, diz.

Gargalos – Quando o assunto são os gargalos em Minas Gerais e como o Diário do Comércio pode contribuir para eliminá-los, Teodomiro Diniz lembra as dificuldades que o Estado tem apresentado na questão do orçamento e para bancar os débitos obrigatórios da folha.

“Isso precisa ser equacionado. Na hora de cortar privilégios, por exemplo, é importante que saibam que a medida é justificada. A comunicação de assuntos como esse deve ser feita com clareza”, avalia.

Lindolfo Paoliello acrescenta que “sendo o Diário do Comércio um jornal de economia, ele deverá permanecer e incrementar sua postura que é visível desde a primeira página do jornal: uma atitude positiva de informações construtivas sobre a economia do Estado”, avalia o membro do Conselho Editorial do DC.

De acordo com o profissional, é importante informar, por exemplo, sobre “os investimentos que chegam para Minas, as medidas governamentais objetivando o desenvolvimento do Estado, iniciativas das empresas que atuam em Minas e que vão gerar o crescimento da economia do Estado, entre outras medidas”.

Por fim, Lindolfo Paoliello conclui que o Conselho Editorial do Diário do Comércio deve contribuir para que o jornal tenha condições de permanecer independente, autônomo e compromissado em oferecer um conteúdo construtivo com vistas ao desenvolvimento de Minas Gerais.

“Os temas devem ser debatidos com profundidade e não de forma sensacionalista, sem viés político-partidário”, acrescenta Teodomiro Diniz.

Membros – Também participam do Conselho Editorial: Luiz Carlos Costa, Alberto Portugal, Luiz Henrique Michalick, Helena Neiva, Mônica Cordeiro, Claudio Moura Castro e Adriana Machado.

Conselho Consultivo

Luiz Carlos Costa

Jornalista, Diretor Emérito da Associação Comercial de Minas. Preside o Conselho Consultivo do jornal.

Enio Coradi

Conselheiro Independente de Sociedades; Consultor Especialista em Empresas Familiares; Coordenador do Capítulo Minas Gerais do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa – IBGC e membro de Conselhos Consultivos e Fiscais de empresas

Tiago Fantini

Conselheiro certificado pelo IBGC; Conselheiro certificado pela FDC; Conselheiro Independente de Sociedades; Doutor em Direito Privado pela PUC-MG; Professor Universitário; Consultor Jurídico, Conselheiro fiscal da Fundação Renova, BDMG, entre outros.

Antonieta Rossi

Counseling; orientação de carreira; elaboração de modelo de negócios individual e empreendedorismo.

Conselho Editorial

Luiz Carlos Costa

Jornalista, Diretor Emérito da Associação Comercial de Minas. Preside o Conselho Consultivo do jornal.

Teodomiro Diniz

Engenheiro, empresário da construção civil e vice-presidente da Fiemg.

Alberto Portugal

Engenheiro agrônomo, ex-presidente da Embrapa, ex-Secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais. Trajetória profissional ligada à inovação.

Luiz Henrique Michalick

Jornalista, ex-superintendente de Comunicação da Cemig. Atualmente é consultor em Comunicação Empresarial por intermédio da Luhmi Comunicação Objetiva, empresa da qual é proprietário/dirigente.

Helena Neiva

Presidente da Fundação Pitágoras.

Mônica Cordeiro

Ex-superintendente da Cemig, ex-diretora presidente do Indi, ex-diretora da ACMinas e coordenadora do Projeto Internacionaliza BH, atualmente coordenadora do capítulo Minas Gerais do IBGC.

Lindolfo Paoliello

Jornalista, ex-Fiat, ex-assessor da presidência da FDC, professor associado da FDC, ex-presidente da ACMinas e consultor em comunicação social.

Claudio Moura Castro

Economista, professor, trabalhou no Banco Mundial e no Banco Interamericano de Desenvolvimento, presidiu a Capes, foi secretário-executivo do Centro Nacional de Recursos Humanos e técnico do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada. Presidiu o Conselho Consultivo da Faculdade Pitágoras. Diretor pedagógico da EduQualis.

Adriana Machado

Presidente e Diretora de Inspiração da Tom Comunicação. Publicitária formada pela PUC-MG e mestre em Mercadologia e Administração Estratégica pela UFMG. Presidente da Abap Minas (Associação Brasileira de Agências de Publicidade de Minas Gerais) e Conselheira do Conselho de Ética do Conar.