O recém-inaugurado Virtual Center Latam integra o que há de mais avançado do mundo digital à Engenharia Automotiva - Crédito: Leo Lara/Studio Cerri

Com mais de 50 laboratórios de desenvolvimento instalados em Minas Gerais, Pernambuco e Córdoba (Argentina), o Centro de Pesquisa & Desenvolvimento Giovanni Agnelli possui um time de cerca de 2 mil técnicos e engenheiros, responsáveis por mais de 3 milhões de horas de testes por ano, nas fases virtual e física.

Com estratégias centradas no cliente, a cada lançamento, novas tecnologias e metodologias de simulação virtual são desenvolvidas e incorporadas aos processos. Cada novo projeto soma cerca de 8 milhões de quilômetros rodados.

O diretor de Desenvolvimento de Produto da FCA para a América Latina, Márcio Tonani, lembra que o carro nasce inicialmente no ambiente digital. Nesta etapa, as ferramentas de Realidade Virtual (VA) e Realidade Aumentada (AR) fazem com que o processo de desenvolvimento ganhe agilidade e precisão e somente após as complexas análises em 3D e 4D e as certificações digitais, são construídos os primeiros modelos físicos para testes.

Os primeiros testes físicos acontecem nos Laboratórios de Experimentação, com o objetivo de certificar sistemas e componentes desenvolvidos durante a fase virtual. A próxima etapa são as pistas de teste, com avaliações em ambiente controlado, para certificação do veículo completo.

Virtual Center – O também recém-inaugurado Virtual Center Latam recebeu investimentos de R$ 4,1 milhões, integrando o que há de mais avançado do mundo digital à Engenharia Automotiva, com as ferramentas de Realidade Virtual (VA) e Realidade Aumentada (AR).

De acordo com o gerente de Integração de Sistemas e Virtual Center Latam, Marcus Paulo Nery, o espaço reúne as diversas áreas da engenharia para acompanhar a evolução dos projetos, do conceito inicial à industrialização, com avaliações contínuas que integram aspectos de ergonomia, segurança e interface dos sistemas e componentes.

O trabalho integrado acelera o tempo de comunicação entre as diferentes equipes envolvidas, incluindo os times da própria Engenharia de Produto, Assistência Técnica, Qualidade, Manufatura, fornecedores, entre outros. “O resultado final é a validação das performances virtuais, tendo como referência o briefing conceitual e objetivos funcionais do novo veículo”, diz.

Localizado em uma área de 800 metros quadrados, o Virtual Center Latam é composto de três ambientes: Sala de Realidade Virtual, Sala Integrada e Oficina.

“As análises virtuais também envolvem veículos da concorrência. O objetivo do benchmarking é realizar avaliações comparativas, capazes de auxiliar a melhoria de produtos e processos. Com um scanner, a carroceria e os componentes do veículo são digitalizados e, na sequência, carregados nos softwares do Virtual Center Latam como forma de aprimorarmos nossos produtos”, resume.

Unidade está integrada à era digital

O Polo Fiat de Betim é uma fábrica de 43 anos completamente integrada à era digital. Embora no início da trajetória grande parte das operações fosse manuais, hoje, a unidade conta com recursos inteligentes, sistemas modernos e eficientes como Big Data, Internet das Coisas, Realidade Virtual e Inteligência Artificial, que fazem toda a diferença no processo produtivo.

O World Class Center (WCC) acelera os processos de inovação na manufatura. Localizado na unidade da Montagem Final e inaugurado no primeiro semestre deste ano, o laboratório é um espaço de inovação aberta e colaborativa, que reúne startups, centros de pesquisa, universidades e a cadeia de fornecedores para o desenvolvimento de novas soluções voltadas para a melhoria dos processos produtivos.

Com times multidisciplinares e envolvimento de todas as plantas da FCA na América Latina, o WCC integra três áreas: o Industrial Innovation Center (IIC) – espaço dedicado às provas de conceito; Work Place Integration (WPI) – onde acontece o desafio de conectar as soluções já testadas e aprovadas no IIC às plataformas de produção dos novos modelos; Process Center – espaço para formar pessoas.

LEIA TAMBÉM:

Fábrica da FCA em MG atinge 100% de autonomia

FCA evoluiu para polo de desenvolvimento em 17 anos

Safety Center demandou aporte de R$ 40 milhões