CRÉDITO:ALISSON J. SILVA

Com extensa agenda em Brasília (DF), na última quarta-feira (16), o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), Flávio Roscoe, teve encontros com o presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), ministros e parlamentares mineiros. Nas pautas, assuntos de interesse do Estado, como as obras da BR-381, o turismo na Estrada Real, a flexibilização de leis ambientais, a reforma da Previdência e a atração de investimentos privados.

“Foi um dia muito produtivo, quando pude tratar com diversos representantes do governo federal sobre as pautas de Minas Gerais. Em geral, as contribuições foram bem aceitas e as reivindicações acolhidas. Os interlocutores viram as pautas como oportunidades de ajudar o Estado”, afirmou o presidente da entidade ao DIÁRIO DO COMÉRCIO.

Conforme Roscoe, como não foi possível esgotar todos os assuntos, alguns tópicos serão aprofundados em futuras oportunidades. Para isso, segundo o dirigente, outras reuniões serão agendadas. “Com certeza, teremos o desenrolar de vários desses assuntos e agendas ao longo do ano”, disse.

Ao presidente Jair Bolsonaro, o presidente da Fiemg assegurou o apoio da entidade à reforma da Previdência e disse que a federação está trabalhando em prol das mudanças. Para Roscoe, a reforma é fundamental para o Brasil.

Além disso, em audiência conjunta com o governador do Estado, Romeu Zema, entregou ao ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, propostas de alterações que impactam positivamente o ambiente de negócios. As propostas foram desenvolvidas pela Fiemg após análise das principais restrições ambientais que contribuem para um ambiente hostil a investimentos em Minas Gerais. “A intenção é ajudar a modernizar o arcabouço normativo do meio ambiente do Brasil”, citou.

Com o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, o assunto foi Estrada Real. Neste caso, segundo o líder industrial mineiro, o objetivo foi discutir o roteiro turístico da região, patrimônio de Minas Gerais. “Queremos reforçar a importância da Estrada como roteiro turístico para Minas e para o País. Melhorar a visibilidade e enaltecer seus atrativos”, resumiu.

BR-381 – Já a novela sobre as obras de duplicação e modernização da BR-381, mais conhecida como “Rodovia da Morte”, foi pauta da audiência com o secretário do Programa de Parcerias e Investimentos da Presidência da República, Pedro Bruno Barros de Souza.

A Reforma Sindical foi tema de conversa com o ministro da Justiça, Sérgio Moro, e a questão do tabelamento dos fretes foi tratada com o ministro da Cidadania, Osmar Terra.

Roscoe falou ainda sobre o Sistema S com o ministro da Secretaria Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, e com o ministro da Economia, Paulo Guedes, a quem também alertou sobre os custos que afetam a indústria – tema tratado ainda com o secretário da Receita Federal, Marcos Cintra.

Por fim, o presidente da Fiemg conversou sobre a atração de investimentos para o Estado com pessoas estratégicas. “São aportes ainda em caráter sigiloso, mas que dependem de um apoio da União para serem concretizados. São grandes projetos que movimentarão a economia do Estado”, revelou sem maiores detalhes.