Fiat retoma a produção

Home

01/06/2018 - Por Ana Amélia Hamdan.

A produção da Fiat Chrysler Automobiles (FCA), em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, voltou totalmente ao normal. A montadora suspendeu a produção por seis dias úteis devido à greve dos caminhoneiros e já retomou a rotina de trabalho em dois turnos, segundo informou ontem a assessoria de imprensa da FCA. Também foi informado que a empresa trabalha com estratégia para compensar os dias parados, mas não detalhou como isso será feito.

Para o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Betim, João Alves, é possível que a montadora convoque os trabalhadores aos sábados. “Os trabalhadores podem ser convocados aos sábados para compensar os dias parados. Caso a convocação seja aos domingos, aí a empresa tem que pagar hora extra”, informou.

A produção na planta de Betim voltou à ativa ainda na quinta-feira, mesmo sendo feriado de Corpus Christi. No calendário oficial da empresa estava previsto o dia de folga, mas os trabalhadores foram convocados devido à situação provocado pela paralisação dos caminhoneiros. A volta ao trabalho só foi possível porque na quarta-feira o fornecimento de matéria-prima – autopeças e componentes – começou a ser normalizado.

Prejuízo - Segundo a assessoria de imprensa da FCA, a montadora ainda não quantificou o prejuízo e nem a média de veículos que deixaram de ser produzidos nos dias de paralisação dos caminhoneiros. Com a greve, os fabricantes não receberam insumos e autopeças e não conseguiram distribuir a produção.

A planta de Betim da FCA tem capacidade de produção de 800 mil carros/ano. De acordo com dados da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), a média diária de veículos fabricados em todas as montadoras do país, em abril, foi de 12,6 mil unidades.

No total, a produção da FCA foi suspensa por seis dias. A greve dos caminhoneiros teve início na segunda-feira, dia 21. Na quarta-feira seguinte, a produção sofreu redução parcial. Depois disso, a paralisação foi total, com a produção sendo retomada na quinta-feira (31). Os trabalhados da planta da FCA em Goiana (PE) também voltaram ao normal.