CRÉDITO:ALISSON J. SILVA

Empreender não é uma tarefa nada fácil, muito pelo contrário, é um desafio diário. Seria como navegar em um ambiente incógnito. Parafraseando Reid Hoffman, cofundador do Linkedin: “Empreender é como jogar de um precipício e construir um avião durante a queda.”

E na coluna de hoje, irei apresentar uma estória de dois empreendedores de sucesso da Paraíba, que acreditaram em um modelo de negócios até então bastante inovador para a região. Tiraram uma ideia do papel e investiram em um sonho, abrir um coworking, o Clubjob Coworking.

Para quem ainda desconhece o que é um coworking, seria um modelo de trabalho que se baseia no compartilhamento de espaço e recursos de escritório, reunindo pessoas que trabalham não necessariamente para a mesma empresa ou na mesma área de atuação, podendo inclusive reunir entre os seus usuários os profissionais liberais, empreendedores e usuários independentes.

André Santana, um dos cofundadores do Clubjob Coworking, viu a oportunidade como uma necessidade pessoal. Trabalhou durante 18 anos como empregado e sempre teve o sonho de empreender.

Aos 38 anos de idade foi demitido, o que o motivou ainda mais para levá-lo ao empreendedorismo.

O gatilho para empreender veio quando recebeu um convite de Daniel Pessoa, atual sócio no Clubjob. Daniel já tinha vivência no empreendedorismo, pois já teve outros negócios. Essa parceria foi fundamental para darem o start no negócio, visto que André não entendia nada sobre como abrir um negócio próprio. Parte contábil, documentação, certificados, domicilio fiscal, contrato social, e etc, era um ambiente obscuro para o mesmo.

A ideia de abrir um coworking surgiu quando André foi buscar informações sobre novos modelos de negócios. Descobriu um modelo em que poderia-se trabalhar de forma colaborativa através de espaços de trabalho compartilhado, os coworkings.

Era de fato um modelo de negócio inovador na região, quase não existiam coworkings no estado da Paraíba. Foram pioneiros, uma importante características de empreendedores.

Daniel e André sempre acreditaram no sucesso do negócio, mesmo ainda sendo muito incipiente para o público local, a grande maioria das pessoas jamais haviam escutado falar sobre coworking.

Vislumbraram e identificaram vários benefícios e vantagens em se trabalhar em um espaço de coworking. André nos cita alguns:

Completar tarefas de trabalho dentro do prazo combinado. Segunda pesquisa, 64% do coworkers (pessoas que trabalham em coworking), tornaram-se mais capazes de completar suas tarefas a tempo.

Um dos maiores problemas de quem trabalha em casa ou mesmo em lugares públicos, é o excesso de distrações. E no coworking é diferente, todo mundo está lá para trabalhar. A energia e as distrações ao nosso redor acabam influenciando diretamente no nosso ritmo, com mais disposição e produtividade, afirma André.

Outro benefício está ligado às relações entre as pessoas. 91% dos coworkers revelaram melhores interações com outros profissionais depois de trabalharem em coworking. Segundo André, você é exposto à conviver com profissionais de diferentes áreas, que talvez você não tivesse a oportunidade de conhecer e trabalhar.

Você irá se sentir mais confiante. 90% dos coworkers disseram sentir-se mais confiantes depois de trabalhar em um coworking. Não sabe-se ao certo por que, mas, provavelmente pela soma de todas as vantagens do espaço compartilhado, os coworkers acabam sentindo-se mais confiantes depois de começar a trabalhar neste tipo de ambiente.

Você se sentirá mais criativo e inovador. 71% dos coworkers afirmaram que a sua criatividade aumentou no espaço compartilhado. São vários os fatores que fazem com que a inovação flua melhor em um coworking; o contato com diversas profissões, as conversas diárias, o ambiente mais descontraído e vibrante que os escritórios tradicionais, além dos eventos e encontros mais frequentes.

Você irá se sentir mais motivado. 82% dos coworkers alegam que a motivação aumentou bastante após o trabalho em coworking. A rotina é tão leve e dinâmica, que não tem como não se sentir motivado, ainda mais quando comparado com os escritórios corporativos ultrapassados, ou mesmo com o home office, que, pouco a pouco vai nos deixando cheios de vícios e tentações para procrastinar.

É realmente sensacional! Particularmente trabalho em vários coworkings pelo Brasil e, posso firmar, realmente são inúmeros benefícios e vantagens.

A visão de André e Daniel foi mais que assertiva, visto o cenário atual de coworkings no Brasil. Segundo o Censo Coworking Brasil 2018, o mercado continua a evoluir e a crescer de forma sustentável.

De 2017 para 2018, o número de coworkings mais que dobrou. Até 2018, eram mais de 1.194 espaços conhecidos, do norte ao sul do País, do asfalto à comunidades. São milhares de brasileiros utilizando coworkings.

Com números expressivos e crescimento vertiginoso, esses visionários empreendedores paraibanos acreditam que o crescimento de espaços compartilhados de trabalho, assim como o número de usuários, tende a crescer, inclusive com grandes empresas investindo nesse tipo de modelo de negócio, para seus colaboradores.

Ahh, vale lembrar, eles estão inaugurando a quarta unidade do Clubjob Coworking. Você ainda tem dúvidas do sucesso desses empreendedores?

Vida longa ao empreendedorismo!

O futuro é agora!

Até a próxima.

Bruno de Lacerda.