Publicidade
28 de June de 2017
Login
Entrar

Internacional

Email
A-   A+

Estados Unidos querem moratória nas disputas de Doha

Genebra - O governo dos Estados Unidos deixou claro: quer uma moratória nas disputas na Organização Mundial do Comércio (OMC) no setor agrícola para que possa aceitar um acordo de redução de subsídios. Além disso, rejeita o estabelecimento de um limite de US$ 13 bilhões em seus subsídios agrícolas distribuídos por ano. O valor é defendido pelo Brasil e demais países emergentes como condição para a conclusão da Rodada Doha, lançada em 2001. A proposta americana é de...
24/07/2007
Brasil colocará mais uma vez agricultura no debate
Estratégia é desviar as atenções sobre a abertura para bens industriais Genebra - Pressionado, o Brasil começa na Organização Mundial do Comércio (OMC) um esforço para...
24/07/2007
França é contra proposta agrícola
Genebra - O governo francês não aceitará a proposta apresentada pela Organização Mundial do Comércio (OMC) para a liberalização dos mercados agrícolas e alerta que um acordo "ainda...
24/07/2007
Etanol gera resistência na Rodada
Genebra - Os mediadores das negociações da Organização Mundial do Comércio (OMC) estimam que o etanol não pode ser considerado como um "bem ambiental" e, portanto, não deve fazer parte de...
21/07/2007
Acordo na OMC poderá avançar, acredita Zoellick
Para o Bird, oportunidade precisa ser aproveitada Washington - O presidente do Banco Mundial (Bird), Robert Zoellick, criticou ontem indiretamente a posição negativa do...
21/07/2007
Dólar despenca com a crise imobiliária dos EUA
Insegurança dos investidores leva a moeda norte-americana ao nível mais baixo da história diante do euro Nova York - O dólar caiu ontem para o nível mais baixo da história ante o...
20/07/2007
Amorim: propostas são desequilibradas
Chanceler garantiu que o bloco está unido e apoiará as sugestões feitas pela OMC no segmento agrícola Genebra - O chanceler Celso Amorim foi até Genebra ontem dizer ao...
20/07/2007
Kirchner: crise energética afetou indústria
Buenos Aires - Pela primeira vez, o presidente Néstor Kirchner reconheceu que a crise energética da Argentina provocou impacto negativo no nível de crescimento industrial, em junho. Ele, no...
20/07/2007
China quer 10 anos de
Genebra - A China quer uma lei que garanta que, por uma década, não precisará fazer novas aberturas comerciais para produtos industriais. E os chineses ainda garantem: ter um déficit...
20/07/2007
Energia residencial não será reajustada
Buenos Aires - O ministro de Planejamento da Argentina, Julio De Vido, reiterou que o governo não vai autorizar aumentos de tarifas de energia residencial, como pedem os empresários e o setor...
19/07/2007
Fed: economia se fortalecerá em 2008
Para presidente do banco, crescimento econômico deve registrar retomada mesmo com a crise imobiliária Nova York - O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados...
19/07/2007
Proposta da OMC ainda divide países emergentes
Bloco de 11 economias, entre elas Brasil e Argentina, havia deixado claro que não aceitariam cortes acima de 50% Bruxelas - As propostas da Organização Mundial do Comércio (OMC)...
18/07/2007
OMC: última cartada para tentar salvar Rodada Doha
Decisão agora é de cunho político Genebra - O Brasil terá de ceder em sua posição no setor industrial e aceitar cortes de mais de 60% de suas tarifas de importação.  o...
18/07/2007
Argentina terá fábrica da Honda
Montadora fará aportes da ordem de US$ 100 milhões Argentina - A Honda construirá a primeira fábrica na Argentina, um investimento de US$ 100 milhões, mesmo valor aplicado quando a...
18/07/2007
Kirchner está menos blindado
Buenos Aires - Os mercados reagiram com calma à renúncia de Felisa Miceli ao posto de Ministra da Economia da Argentina e sua rápida substituição por Miguel Peirano, que até ser nomeado...

páginas PrimeiraAnterior588589590591592593594595596SeguinteÚltimaDe 8880 até 8895 de 8934 registros
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.