Depois da inauguração e do início das operações do Navegantes Mall, na região da Lagoa dos Ingleses, em Nova Lima, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), um novo investimento está no foco do megaprojeto CSul Desenvolvimento Urbano: o Projeto de Monitoramento e Pesquisa Hidrogeológica.

Com aporte de R$ 10 milhões, o estudo é uma das condicionantes para adquirir a licença prévia do empreendimento. Ele permitirá um profundo conhecimento das características hídricas subterrâneas da região.

O presidente da CSul, Maury Bastos, explica que o processo é acompanhado pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, pelo Ministério Público Estadual e instituições de pesquisa.

O megaprojeto será construído em uma região com grande volume de água subterrânea, chamado Aquífero Cauê. E é exatamente essa a área que será estudada, por meio do investimento da CSul.

“Essa pesquisa é importante para que o uso futuro da água seja sustentável. Hoje o governo concede licença de retirada dessa água, principalmente para as mineradoras que já atuam na região. Mas, é preciso um maior entendimento do volume de água disponível para que a gestão desse recurso seja mais consciente”, explica.

Segundo Bastos, através da pesquisa hidrogeológica será possível aperfeiçoar estudos de simulação de cenários para o Projeto CSul, bem como para outros empreendimentos que desejarem se instalar na região do Vetor Sul da RMBH. O investimento total no projeto é de R$ 10 milhões, que serão aplicados no trabalho de perfuração de quatro poços tubulares e oito poços de monitoramento.

De acordo com o presidente, até o momento, já foram perfurados três poços e instalados cinco piezômetros.

“Quando os poços estiverem prontos, vão bombear água por 45 dias, enquanto os piezômetros fazem a medição do comportamento do aquífero e da velocidade de recarga de água. Com esses resultados cria-se um modelo matemático para entender o potencial de abastecimento na região”, explica. A expectativa é de que os resultados da pesquisa sejam divulgados até março do ano que vem.

O projeto é um dos diversos investimentos já realizados pela CSul na região. No 1º semestre deste ano, a CSul inaugurou, em parceria com o Grupo EPO, o Navegantes Mall e as lojas âncoras – Super Nosso, Americanas Express, Store e Drogaria Araujo.

De 2013 a 2019, foram gerados cerca de R$ 402 milhões em negócios e projetos desenvolvidos ou a serem desenvolvidos na região. Só em 2019, a previsão é de que R$ 190 milhões em negócios e empreendimentos voltados para a atração de empresas sejam movimentados.

“Para 2020, a expectativa é finalizar o processo de licença de instalação e, até o meio de 2021, conquistar a licença de instalação. Além disso, estamos negociando novos empreendimentos na área de comércio e serviços”, finaliza.