Parque Turístico Ecológico Dunas de Genipabu engloba uma praia, um grande complexo de dunas, uma lagoa e uma área de proteção ambiental localizados a 20km do Centro de Natal - Crédito: Divulgação

As cidades de Porto Seguro (BA), Maceió (AL) e Natal (RN) são os três destinos mais procurados, entre os meses de junho e julho, em agências de turismo de Minas Gerais. A constatação é da Pesquisa de Sondagem Empresarial, realizada pelo Ministério do Turismo com 175 empresas de comércio de viagens do Estado. O levantamento trouxe, ainda, que 6 em cada 10 mineiros procuram destinos onde possam aproveitar os momentos de lazer com sol e praia.

No perfil do público mineiro, os casais com filhos correspondem ao maior número (43,7%) dos viajantes que utilizam agências de viagens, seguidos dos casais sem crianças, com 25,8%, e viagens em família, com 21,1%. Para o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, os números mostram otimismo e corroboram para a virada que esta nova gestão está realizando no setor.

“Temos observado que os mineiros têm sido importantes indutores do turismo no País, além de estarem procurando conhecer mais as belezas da costa brasileira. Isso é um importante impulso para continuarmos trabalhando ainda mais para desenvolver o setor turístico nacional, gerando emprego e renda”, finalizou.

Além dessas informações, o estudo trouxe a perspectiva das empresas mineiras em relação ao desempenho, faturamento, demanda de serviços e geração de empregos de maio a outubro de 2019. Para 16,3% delas, a perspectiva é de que o número de empregados aumente. Além disso, 60,8% acreditam que a demanda pelos serviços ofertados cresça no período. Outro dado positivo é de que 60% indicaram um cenário com perspectiva de aumento no faturamento para os próximos meses.

Com a pesquisa, o Ministério do Turismo tem o objetivo de auxiliar as empresas de Minas Gerais do setor de agenciamento de viagens a avaliarem nichos de mercados a serem melhor explorados. Com esta sondagem, por exemplo, é possível identificar que os turistas das agências consultadas pela pesquisa não têm certos estados como escolha, para a viagem no período.

LEIA TAMBÉM:

Fungetur vai beneficiar MPEs

Periodicidade – A Pesquisa de Sondagem Empresarial das Agências e Organização de Viagens está em sua primeira edição e será realizada semestralmente pelo Ministério do Turismo. O estudo é uma expansão da sondagem já realizada com o setor hoteleiro e pretende avaliar a percepção de desempenho, no cenário atual e futuro, das agências e operadores turísticos, além de identificar o comportamento do consumidor sob a perspectiva dos empresários para os períodos de alta temporada.

Para o subsecretário de Inovação e Gestão do Conhecimento do Ministério do Turismo, Marcelo Garcia, área responsável pelo estudo, este novo nicho atua diretamente com o consumidor (potencial ou real) de viagens.

“Além de informações sobre o desempenho da empresa, o setor de agências e operadores representa uma potencial fonte de informações sobre o comportamento de consumo do mercado doméstico, em especial para a projeção da demanda com informações sobre motivo de viagem, segmento turístico de interesse e principais destinos demandados”, destaca Moreira. Segundo o subsecretário, a ideia é aumentar cada vez mais as agências consultadas pela pesquisa. (Com informações do Ministério do Turismo)