05/01/2017 - Obra mostra perfil e trajetória de grandes líderes brasileiros

Diz a sabedoria popular que a melhor forma de educar alguém é pelo exemplo. E foi em busca de casos exemplares que o jornalista e head of Strategic Development da Samba Tech, Fernando Pacheco, investigou as características e trajetórias de alguns dos mais importantes líderes empresariais do Brasil. Com um mosaico formado por homens e mulheres com as mais diferentes formações e dedicados a variados campos de atividades no Brasil, ele construiu o livro "O Caminho dos Líderes", lançado no fim de 2016. O subtítulo ?conversas exclusivas com grandes gestores e seus insights sobre liderança?, a obra traça um painel íntimo e delicado com cada entrevistado e revela não só o que aprenderam e como se tornaram líderes admirados, mas também fracassos e angústias que, ao fim, também ajudaram a modelar um jeito próprio de exercer a liderança em cada caso. Queria conversar com pessoas que tivessem um posicionamento interessante no mercado, que como líderes tivessem construído coisas relevantes. A escolha dos entrevistados se deu por meio de pesquisas, indicações, e também pessoas que conheci ao longo da minha trajetória. Foram seis meses de trabalho intenso entre a primeira entrevista e o lançamento do livro, mas tudo isso é fruto de muito mais tempo de observação. Há oito anos me interesso pelo tema e venho fazendo minhas anotações a respeito", explica Pacheco. Foram entrevistados o ex-Ceo da Azul Linhas Aéreas Pedro Janot; o fundador da Richards, Ricardo Ferreira; o Ceo da Seculus, Alexandre Azevedo; o Ceo do Dr. Consulta, Thomaz Srougi; o Ceo da Livraria Cultura, Sérgio Herz; o diretor executivo de Seminovos da Localiza, Marco Antônio Guimarães; o Ceo da Meliuz, Israel Salmen; a presidente do Instituto Ayrton Senna, Viviane Senna; a Ceo da Career Center, Karin Parodi; o diretor executivo de inovação da Fundação Dom Cabral (FDC), Carlos Arruda; o fundador e ex-Ceo do Esporte Interativo, Edgar Diniz; o Ceo da Mobile, Fabricio Bloisi; o Ceo da Precon, Marcelo Miranda; o Ceo da Simon Franco RH, Simon Franco; o Ceo do Great Place to Work, Ruy Shiozawa; o ex-diretor-geral do Linkedin América Latina, Osvaldo Barbosa de Oliveira; a presidente do Conselho da DMRH e Cia de Talentos, Sofia Esteves; o Ceo da Samba Tech, Gustavo Caetano e o Ceo da Predictable INC, Aaron Ross. "Nessas conversas percebi que a expressão chegar lá é algo muito individual e que sucesso é um conceito subjetivo e particular. É possível perceber, entretanto, alguns pontos em comum entre esses líderes. Primeiro eles têm talento e interesse em desenvolver pessoas. Outro ponto é a humildade, todos sempre acham que ainda não estão prontos. E, por fim, o protagonismo: nenhum deles aceitou o papel de vítima. Se surge um problema, eles assumem a responsabilidade e ajudam a construir a solução", destaca o autor. Leia também Capacitação e qualificação são imprescindíveis Entre os entrevistados, o que tem maior intimidade com o escritor é Gustavo Caetano. A convivência diária rendeu ao fundador da Samba Tech a missão de também prefaciar o livro. Ele foi eleito uma das 50 mentes mais inovadoras do País pela Revista Proxxima (Meio & Mensagem), um dos 15 brasileiros mais influentes na internet pela Revista GQ e ganhou duas vezes o prêmio de Ceo do ano (Pequenas Empresas Grandes Negócios e The Next Web), entre outras tantas deferências no Brasil e no exterior. "Primeiro foi uma honra participar quando vi a lista de pessoas que estariam no livro. Depois foi um pouco difícil sentarmos para fazer a entrevista, porque viajo muito. Mas quando conseguimos foi muito legal. Essa conversa me deu a oportunidade de fazer algumas reflexões que eu nunca tinha parado para pensar. Foi, ao mesmo tempo, um papo leve e profundo. Uma oportunidade de também aprender comigo mesmo. Sou um cara que aprendeu que as pessoas precisam compartilhar mais, tanto sucessos como fracassos", relembra Caetano.