Publicidade
21/01/2018
Login
Entrar

Agronegócio

10/01/2018

Mosaic conclui processo de aquisição da Vale

FP/AE
Email
A-   A+
A Mosaic Fertilizantes, maior produtora global de fosfatados e potássio combinados, concluiu o processo de aquisição da Vale Fertilizantes, anunciado em dezembro de 2016. A empresa amplia sua posição como a maior produtora mundial de fosfatados e potássio combinados, com cerca de 50% de seus funcionários estrategicamente baseados no Brasil.

“Hoje damos início a uma nova jornada de transformação para construir uma empresa de agronegócio única no mercado brasileiro – que minera, produz, mistura e distribui nutrientes e ajuda o mundo a produzir os alimentos de que precisa. Encaramos essa jornada com uma combinação única de ativos valiosos e profissionais qualificados”, diz Rick McLellan, vice-presidente sênior da Mosaic Brasil.

A Mosaic Fertilizantes passa a operar no mercado da América do Sul com superfosfato (SSP), triplo superfosfato (TSP), fosfato monoamônico (MAP), fosfato dicálcico (DCP) e cloreto de potássio (KCl). A companhia também expande sua atuação no mercado de nutrição animal e passa a atuar em novos mercados, comercializando produtos industriais, como gesso e ácido sulfúrico.
A empresa passa a contar com uma capacidade operacional para produção de 27,2 milhões de toneladas de fosfato concentrado e potássio, representando 16,8 milhões de toneladas de fertilizantes fosfatados e 10,4 milhões de toneladas de potássio, respectivamente.

Como parte da negociação inicial entre as partes, Luciano Siani Pires, CFO da Vale desde 2012, foi eleito para fazer parte do Conselho de Administração da Mosaic.

Vale - A Vale informou na noite de segunda-feira que concluiu a venda da Vale Fertilizantes para a Mosaic, “em mais um passo em direção à redução da dívida e simplificação do portfólio de ativos”, informou a mineradora em fato relevante. A conclusão do negócio já estava programada para ocorrer nesta semana, após ambas as companhias alterarem no dia 2 de janeiro o acordo relativo à operação.

A Vale vai reter participação acionária no terminal portuário Tiplam, no Sudeste do Brasil, que anteriormente estava incluída na transação.

Com a conclusão do negócio, a Vale receberá aproximadamente US$ 1,15 bilhão e mais 34,2 milhões de ações da Mosaic, representando 8,9% do capital total da Mosaic.  

“A Vale reafirma a importância de sua parceria com a Mosaic, fortalecendo a exposição da Vale ao mercado mundial de fertilizantes, particularmente nas grandes regiões agrícolas de alto crescimento da América do Norte e do Brasil”, acrescentou a Vale no fato relevante. Com informações da Reuters.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

20/01/2018
VBP da agropecuária cai 9,59% em MG
Resultado de 2017 é atribuído à menor produção de café e à queda nos preços de commodities
20/01/2018
Anvisa define novas regras para rastreabilidade
Brasília - A Diretoria Colegiada da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nesta semana a Instrução Normativa Conjunta (INC), elaborada...
20/01/2018
Na pecuária mineira, alta foi de 0,82%
Em 2017, o Valor Bruto da Produção (VBP) da pecuária de Minas Gerais alcançou R$ 20,15 bilhões, variação positiva de 0,82% frente a 2016. No setor,...
20/01/2018
No Brasil, receita cresceu 1,3%
O ano de 2017 se encerra com um Valor Bruto da Produção (VBP) de R$ 540,3 bilhões, 1,3% em valores reais acima do obtido em 2016, que foi de R$ 533,1 bilhões. É o...
19/01/2018
Produção de café em Minas deve crescer até 25,3%
Projeção para 2018 é atribuída à bienalidade positiva e ao ingresso de áreas renovadas, com mais tecnologia
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.