Publicidade
21/01/2018
Login
Entrar

Política

10/01/2018

Vetado ao cargo, Fernandes deixa vice-liderança

FP
Email
A-   A+
Pedro Fernandes chegou a ser convidado para o ministério, mas foi recusado/Fábio Rodrigues Pozzebom/ABr
Brasília - Rifado do Ministério do Trabalho depois de ter seu nome vetado pelo ex-presidente José Sarney (MDB), o deputado Pedro Fernandes (PTB-MA) pediu ontem para deixar o cargo de vice-líder do governo na Câmara. O ofício foi entregue pela manhã ao líder do governo na Casa, Aguinaldo Ribeiro (PP-PB).

“Diante das circunstâncias e para evitar embaraços do sr. presidente Michel Temer com o sr. ex-presidente José Sarney, notifico meu desinteresse de continuar como vice-líder, por conseguinte, solicito a minha destituição”, afirma Fernandes no documento obtido pela Folha de S.Paulo.

Fernandes é hoje um dos atuais 14 vice-líderes do governo na Câmara. Até o ano passado, eram 15, mas o deputado Rocha (PSDB-AC) pediu para deixar o posto.

Votações - O regimento interno da Câmara diz que líder e vice-líderes do governo podem fazer uso da palavra em sessões, encaminhar votações e participar do trabalho de comissões mesmo que não sejam membros, embora, neste último caso, não possam votar.

Fernandes havia votado a favor do governo nas principais pautas do governo: PEC do teto dos gastos públicos, reforma trabalhista, terceirização, reforma do ensino médio e nas duas denúncias da PGR (Procuradoria-Geral da República) contra Temer.

Rocha, o primeiro a deixar a vice-liderança, havia faltado a uma votação e contrariado o governo em outras três, inclusive nas das denúncias.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

20/01/2018
Governo vai ao STJ tentar empossar deputada
Cristiane Brasil insiste em assumir
20/01/2018
Fernando Collor anuncia pré-candidatura à Presidência
São Paulo - O senador Fernando Collor (PTC-AL), que foi presidente da República entre 1990 e 1992, lançou na sexta-feira (19) sua pré-candidatura à...
20/01/2018
Para Lula, ser impugnado configuraria fraude
São Paulo - A menos de uma semana de ser julgado por três desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), em Porto Alegre, o ex-presidente Luiz...
20/01/2018
Impopular, Temer tenta deixar legado e fazer sucessor
Eleição será 1ª sem recursos de empresas
20/01/2018
Caixa aprova novo estatuto que dá ao conselho administrativo poder de definir vice-presidentes
São Paulo - A Caixa Econômica Federal aprovou na sexta-feira (19) um novo estatuto em linha com a Lei das Estatais, que dá ao conselho de administração poder de...
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.