Publicidade
23/04/2018
Login
Entrar

Economia

14/03/2018

Venda de campo para Statoil aprovada

AE
Email
A-   A+
Norueguesa Statoil comprou 25% da participação da Petrobras no Campo de Roncador/Sérgio Morais/Reuters
Brasília - O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) aprovou sem restrições a venda de 25% de participação que a Petrobras detém no Campo de Roncador, na Bacia de Campos, para a norueguesa Statoil. A decisão foi divulgada em despacho publicado na edição de ontem do Diário Oficial da União (DOU).

O negócio foi anunciado em dezembro passado pelo valor de US$ 2,9 bilhões. “Os investimentos futuros neste campo serão realizados na proporção 2:1, com a Statoil assumindo 25% adicionais, limitados a US$ 550 milhões, além da sua participação adquirida. A Petrobras continuará como operadora do campo, com a participação de 75%”, informou comunicado da estatal brasileira.

O Campo de Roncador está ativo desde 1999, mas, de acordo com as empresas, a sua produção está em declínio e é, em média, atualmente, de 6.223.314 m3 de gás/dia e 244.525 barris de petróleo/dia, o que representa 7% da produção nacional de gás natural e 11% da produção nacional de petróleo.

Leia também:
Compra da MGO tem sinal verde


Em parecer do Cade sobre o negócio, a Petrobras diz que a operação traz para a empresa a oportunidade de gerar caixa e financiar projetos prioritários no Brasil. Já a norueguesa afirma que a aquisição se justifica pela expansão de sua presença no mercado relevante e fortalecimento dos seus planos de produção e exploração no Brasil, assim como pela possibilidade de aumentar a quantidade de óleo extraído no Roncador - “processo que envolverá o compartilhamento de conhecimentos técnicos, pessoal e tecnologia entre as empresas”.

A Statoil aguarda a aprovação da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) para começar a trabalhar no campo de Roncador, na Bacia de Campos. A expectativa da Statoil é que a parceria seja concretizada ainda neste ano, após passar pelo crivo de todos os órgãos reguladores.

A área, porém, está em fase de declínio da produção. Por isso o interesse da Petrobras em firmar parceria com a Statoil, reconhecida por recuperar campos maduros na Noruega. Segundo o presidente da petroleira norueguesa no Brasil, Anders Opedal, o objetivo é aumentar o fator de recuperação do projeto em 5 pontos percentuais.

Já a área de Carcará, também adquirida da Petrobras, no pré-sal da Bacia de Santos, está em fase de planejamento do desenvolvimento e de definição do desenho do projeto, disse Opedal. A empresa contratou o navio-sonda West Saturn, da Seadrill, para perfurar o bloco BM-S-8, onde está Carcará. No fim deste ano, ou início do ano que vem, a mesma embarcação será deslocada para Carcará Norte, adquirida no segundo leilão de partilha, no ano passado.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

21/04/2018
Minas tem superávit de 14 mil empregos
Estado registra saldo positivo na geração de postos formais de trabalho pelo terceiro mês consecutivo
21/04/2018
Codemge lança edital para projetos estruturais
Companhia também já trabalha, em outra linha, para obter o licenciamento ambiental do novo distrito
21/04/2018
Justiça adia acordo entre Samarco e Ministério Público Federal
O possível acordo que seria estabelecido entre o Ministério Público Federal (MPF) e a mineradora Samarco e suas controladoras Vale e BHP Billiton Brasil para...
21/04/2018
Usiminas tem lucro líquido de R$ 157,2 mi
A Usinas Siderúrgicas de Minas Gerais (Usiminas) encerrou o primeiro trimestre com lucro líquido de R$ 157,2 milhões. O resultado confirma a curva ascendente dos resultados da...
21/04/2018
Venda de veículos novos avança na Capital
As concessionárias de BH venderam mais veículos novos no primeiro trimestre de 2018 na comparação com o mesmo período do ano anterior. O resultado positivo pode...
› últimas notícias
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


20 de abril de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.