24/06/2018
Login
Entrar

Negócios

09/06/2018

Startup cria ferramenta para a venda de grãos

Mineira Grão Direto recebeu aporte de R$ 2,3 milhões da Monsanto e pretende ampliar as transações
Thaíne Belissa
Email
A-   A+
Plataforma da startup usa algorítimos para direcionar compradores e vendedores de grãos/Divulgação
Criadora de uma solução inovadora que traz praticidade e inteligência para o processo de compra e venda de grãos no Brasil, a startup mineira Grão Direto deve aumentar em mais de 40 vezes o número de transações realizadas na plataforma até o fim de 2019. A meta será possível após investimento de R$ 2,3 milhões que a empresa acaba de receber da multinacional de agricultura Monsanto e dos fundos de investimento Canary e OpenVC. O aporte também permitirá que a empresa desenvolva novas funcionalidades para a solução e chegue a outros estados no País.

Sócio e um dos fundadores da Grão Direto, Alexandre Borges fala com otimismo sobre o novo momento da startup, que tem pouco mais de um ano de operação. Segundo ele, o aporte recebido é importante não só porque ele permitirá crescimento em resultados, mas também porque coloca o negócio ao lado de grandes players. “Esse investimento nos aproxima de parceiros incríveis em nível global. Conseguimos um tripé de investidores que contribuirão muito: a Monsanto com sua expertise no segmento agrícola, a Canary no segmento financeiro e a OpenVC em tecnologia”, comemora.

Segundo ele, o aporte será essencial para o desenvolvimento de novas funcionalidades na plataforma, transformando-a em uma solução completa de compra e venda de grãos. Hoje, a solução resolve apenas a primeira parte do problema identificado por Borges e seus sócios, que é o levantamento de bons fornecedores e de bons compradores de grãos e a negociação entre essas partes.

“A compra e venda de grãos ainda funciona de forma analógica no Brasil. A negociação é feita basicamente por meio de ligações telefônicas, inclusive em multinacionais. Isso não fazia sentido na nossa cabeça, tendo em vista que esse é um segmento que já lida tão bem com a tecnologia em outros processos. Enxergamos uma dor de mercado e criamos a Grão Direto, que oferece uma interface digital para esse processo”, explica.

Borges explica que a plataforma não pode ser comparada a classificados ou leilões digitais, pois seu funcionamento tem inteligência embarcada. Nela, produtores podem cadastrar os grãos que têm para vender, especificando o tipo, a origem e o preço. Os compradores, por outro lado, informam na mesma plataforma quais os grãos estão procurando e quanto gostariam de pagar. Os algorítimos da solução é quem faz o trabalho pesado de identificar qual o melhor produtor ou qual o melhor vendedor para cada usuário, eliminando todo o trabalho que antes era feito por ligações telefônicas.

“A plataforma é inteligente para mostrar ao usuário a melhor opção de compra e venda baseada não apenas no preço, mas nas condições do grão e na origem”, detalha. O empreendedor destaca que as novas funcionalidades que serão incorporadas à solução acompanham o processo após a negociação.

“Depois que o fornecedor ou comprador ideal é encontrado existem vários processos que também são trabalhosos, como a formalização do contrato e a logística de pagamento. Nossa intenção é aperfeiçoar a plataforma para que ela atenda aos usuários nesses processos também. Queremos que eles consigam fazer 100% da operação por meio da plataforma”, diz.

Leia também:
Corrida de Unicórnios abre as inscrições
Lemonade apresenta os vencedores na Capital


Expansão - Além de melhorias no produto, o aporte recebido pela Grão Direto também permitirá que a empresa chegue a outras regiões do País. Hoje a plataforma está disponível apenas para o Triângulo Mineiro, para o Noroeste de Minas Gerais e para o Sul de Goiás. A expectativa do sócio é expandir atuação no restante dos estados onde já estão presentes e partir para outras regiões produtoras de grãos no Brasil.

Atualmente plataforma tem mais de 1.300 produtores e cerca de 70 empresas compradoras. A expectativa é que, até o fim de 2019, a solução chegue a 10 mil produtores e 200 compradores, aumentando em mais de 40 vezes o número de negociações realizadas dentro da plataforma.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

23/06/2018
Franchising também é lugar de inovação
Padronização das operações pode servir para replicar as mudanças de forma mais ágil nas empersas
23/06/2018
Grandes redes são confundidas com franquias
Empresas se expandem com operações padronizadas e capilaridade semelhante ao do setor
23/06/2018
Clinicerta inaugura a sua primeira unidade em BH
Investimento totalizou R$ 1,2 mi
23/06/2018
Franqueado é parte essencial no processo de inovar
Na busca pela inovação no franchising, o franqueado aparece como um dos principais atores. O presidente da ABF, Altino Cristofoletti Junior, lembra que é o franqueado que...
23/06/2018
Outback privilegia seus funcionários
Com 92 restaurantes espalhados em 38 cidades e 15 estados do Brasil, a rede de restaurantes Outback Steakhouse também se destaca por sua padronização em atendimento,...
› últimas notícias
Torcida não aquece as vendas no hipercentro
Prestadoras de serviços terrestres cogitam dispensa de pessoal com reoneração
Liminar contrária não abala Mendes Júnior
Primeiro leilão da Aneel prevê R$ 6 bi
BR Distribuidora aguarda decisão do TRT para mensurar os impactos
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


23 de junho de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.