Publicidade
21/01/2018
Login
Entrar

DC Turismo

13/01/2018

12 municípios ganham "portais de entrada"

Convênios, no valor de R$ 360 mil, têm como foco incentivar o turismo, transmitindo boas-vindas a quem chega
Daniela Maciel
Email
A-   A+
Piumhi é uma das beneficiadas com o portal/Divulgação
A celebração, no fim de 2017, de um convênio entre a Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais (Setur-MG) e 12 municípios das regiões Central, Centro-Oeste, Sul de Minas, Zona da Mata e Jequitinhonha/Mucuri para a construção de “portais de entrada” demonstra a disposição das cidades em investir no turismo como vetor de desenvolvimento econômico e social.

A maioria começa a despertar para essa possibilidade e está se estruturando para buscar qualificação da cadeia produtiva e promoção e divulgação dos seus variados atrativos, que passam por opções como turismo rural, cultural/histórico, religioso, ecoturismo e, claro, gastronomia, considerada a estrela do turismo mineiro e ponto-chave trabalhado pelas políticas públicas para o turismo no Estado.

As cidades contempladas até o momento foram: Abaeté, Gouveia e Maravilhas (região Central); Araújos, Córrego Fundo, Formiga, Igaratinga e Piumhi (Centro-Oeste); Campo do Meio e Claraval (Sul de Minas); Guidoval (Zona da Mata) e Novo Oriente de Minas (Jequitinhonha/Mucuri).

O objetivo da Setur-MG, segundo o secretário de Estado de Turismo de Minas Gerais, Ricardo Faria, é que os portais de embelezamento sejam uma ferramenta para beneficiar o setor. Os convênios, no valor de R$ 360 mil, preveem o projeto e a instalação de um portal de entrada que tem como foco incentivar o turismo, transmitindo boas-vindas a quem chega e, também, mostrando um pouco do que o município pode ofertar.

“Por meio dos portais, que ficarão alocados na entrada principal da cidade, o município poderá desejar de forma simbólica boas-vindas aos turistas. Além disso, essa é uma forma estratégica de convidar os visitantes a conhecer melhor os atrativos que o local possui”, afirma Faria.

Maravilhas, com população estimada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em pouco menos de 8 mil pessoas e pertencente ao Circuito Turístico Verde - Trilha dos Bandeirantes, tem no agronegócio a sua maior força econômica. Distante 120 quilômetros de Belo Horizonte, tem no fácil acesso um dos diferenciais que pode fazer com que turistas interessados em história, turismo de experiência e festas escolham a cidade para conhecer.

Relevância - O secretário de governo, Félix Pereira Gonçalves, destaca a importância do portal para a atração de turistas. “O portal é uma forma aconchegante de receber as pessoas. Temos um calendário de festas muito populares como o carnaval e a Festa de Maravilhas, que acontece em julho e atrai até 50 mil visitantes em quatro dias. O turismo ainda é uma atividade nascente aqui. Estamos trabalhando para melhorar a infraestrutura. A Serra de Santa Cruz, o Cristo e a Capela fazem parte de um belo patrimônio natural e formam o mirante da cidade. Na área rural temos alguns casarões que estão sendo catalogados”, enumera Gonçalves.

Já Piumhi está mais estruturada. Com cerca de 35 mil habitantes (dados do IBGE), e estrategicamente localizada entre o Lago de Furnas e a Serra da Canastra quer se valer dessa característica para se tornar um hub turístico.

Segundo o responsável pela implantação do Programa de Desenvolvimento do Turismo de Piumhi, Luciano Firmino, a cidade, que foi eleita - em votação popular promovida no site da empresa de hospedagem colaborativa Airbnb - a quinta mais acolhedora do Brasil, está pronta para receber o turista e oferecer a ele todos os serviços para que aproveite com segurança e conforto os atrativos do Lago de Furnas e da Serra da Canastra. A cidade faz parte do Circuito Turístico Nascente das Gerais.

“A população e os comerciantes de Piumhi estão cada vez mais percebendo o turismo como uma fonte de riqueza. Estamos em uma região privilegiada, no entroncamento dos complexos de Furnas e Canastra. Aqui podemos distribuir serviços turísticos para as pessoas que vão transitar para toda a região. Esse é o nosso posicionamento”, explica Firmino.

O objetivo da prefeitura de Piumhi é de, em médio prazo, atrair cerca de 30 mil turistas por ano, injetar R$ 15 milhões por ano no comércio e gerar de 3 mil a 4 mil empregos sazonais. Além das festas, como a ExpoPiumhi, que atrai cerca de 12 mil pessoas durantes quatro dias em julho, e do Festival Vozes de Natal, lançado em 2017, tem no turismo de experiência um dos grandes potenciais.

“Algumas fazendas já estão começando a abrir as portas para os turistas conhecerem o processo de plantio e beneficiamento do café. Já temos receptivos especializados e uma estrutura de hospedagem e alimentação pronta para receber os visitantes”, pontua o gestor.

Abaeté, às margens do lago de Três Marias, tem cerca de 24 mil habitantes - segundo o IBGE - e como principais atividades econômicas a pecuária e as indústrias de calçados e roupas. Para o secretário Municipal de Esportes, Lazer e Turismo, Robson Marcos Maia, a cidade ainda está no início do processo de conscientização sobre os potenciais a cadeia produtiva do turismo.
 
“Montamos o Conselho Municipal de Turismo ano passado que, a partir de agora, vai desenvolver o nosso plano de turismo. Nosso principal atrativo é o Lago de Furnas aliado às nossas festas, como o Congado e o Carnaval”, explica Maia.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

20/01/2018
Trade turístico contrata temporários e intermitentes
Só a Gi Group Brasil fechou 2017 com mais de 5 mil recolocações
20/01/2018
Grutas da Rota Peter Lund ganham nova iluminação
A pré-história de Minas Gerais já pode ser vista sob um novo olhar. As grutas da Rota Lund, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), ganharam novo projeto de...
13/01/2018
Grupo Rio Quente, controlado pela Algar, conclui aquisição da Costa do Sauípe
O Grupo Rio Quente, que administra o complexo turístico Rio Quente, na cidade de mesmo nome, em Goiás - pertencente à holding Algar, sediada em Uberlândia, no...
06/01/2018
Codemig assume Thermas Antônio Carlos
Expectativa é de que o empreendimento possa ser concedido para exploração pela iniciativa privada
06/01/2018
Trilhas brasileiras garantem muita aventura
Está comprovado: o Brasil é número um em recursos naturais, de acordo com relatório do Fórum Econômico Mundial, e destino certo para o viajante que procura...
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.