Publicidade
24/11/2017
Login
Entrar

Negócios

09/11/2017

4 ferramentas de planejamento estratégico para priorizar as ações de maior impacto

É natural que o planejamento inche e se torne mais complexo, quando a empresa cresce. Por isso, algumas ferramentas te ajudam a sintetizar a estratégia e olhar para o que mais importa
*
Email
A-   A+
Planejar é um exercício para quem sonha grande. Você imagina aonde quer chegar e escolhe quais caminhos precisa pegar para alcançar seu objetivo. Mas planejar também significa desbravar sua própria trilha, andar em terrenos diferentes para descobrir novos destinos.

Na prática, o planejamento estratégico o ajuda a resolver três questões:

- Diminui aquela sensação de que você mata um leão por dia e vive apagando incêndios;
- Traz foco no que é preciso ser feito hoje para chegar aonde você deseja;
- Coloca a pessoa certa na função certa.

No quarto artigo da série especial de Planejamento Estratégico para empresas de alto crescimento, Caio Bonatto, empreendedor da TECVERDE, conta como usa ferramentas diferentes para traçar a estratégia, comunicar ao time e deixá-la sempre à mão para ser revista e adaptada à realidade de crescimento que a empresa vive.
Planejamento Estratégico começa com… a estratégia!

Empreendedor: Caio Bonatto
Empresa: TECVERDE
Setor: Construção Civil

“O pior erro de uma scale-up (empresa em crescimento contínuo) é tentar engessar o planejamento para se adequar a um método. Na minha visão, quando a empresa cresce, parece com uma lagarta que nasce no casulo. A cada troca de casulo, vai crescendo até virar uma borboleta. Mas imagine você se planejando para a mesma casca de casulo todo ano? Desse jeito, nunca vai virar uma borboleta. É preciso adequar sua forma ao estágio de crescimento que está vivendo.

É por isso que, nos últimos cinco anos, nós já experimentamos três modelos diferentes de planejamento e estamos a cada ano os aprimorando. O mais recente é inspirado no livro Scaling-Up, de Verne Harnish. Ao longo do livro, ele apresenta diversos templates e frameworks que te ajudam a conduzir o planejamento estratégico.

Para adaptar à realidade da TECVERDE, temos usado, essencialmente, o framework das Sete Camadas da Estratégia e o Planejamento Estratégico em uma Página, com foco também na geração de capital para acelerar nosso crescimento usando o Ciclo Completo de Capital e O Poder do Um. A seguir, você pode baixar as quatro ferramentas, entender como usar cada uma e adaptá-las à realidade do seu próprio negócio.

Sete Camadas da Estratégia

Sem uma estratégia para dominar sua indústria, você pode passar vários anos gerando pouca tração no mercado. Por isso, antes de partir para a visão do ano seguinte, definimos alguns pilares:

- Palavras que te pertencem
- Território e Promessa de Marca
- Garantia da Promessa da Marca: qual é o mecanismo catalítico?
- Estratégia descrita em uma só frase: qual a chave para ganhar dinheiro em 2018?
- Fator-X: qual é a sua vantagem oculta?
- Lucro por X: o impulsionador do lucro
- BHAG: Objetivo Grande, Cabeludo e Audacioso

Planejamento Estratégico em uma Página

Depois de desenhar a estratégia macro do seu negócio, esse template te ajuda a sintetizar os principais elementos do ano ou dos próximos 5 anos para consultar com frequência e não perder de vista. Nele, são formadas sete colunas que respondem às seguintes perguntas:

- O que devo ou não devo fazer?
- Por que nós existimos?
- Onde estaremos daqui a 3 ou 5 anos?
- Que resultados preciso alcançar nos próximos 12 meses?
- Como chegar a essa visão, em um horizonte de 90 dias?
- Se conquistarmos a meta, como vamos comemorar?
- Como cada um do time colabora com o plano?

Estratégia financeira para crescer com capital próprio

Para complementar a estratégia, faça o exercício do Ciclo Completo de Capital, procurando novos caminhos que acelerem a geração de dinheiro em caixa, a partir dos quatro ciclos:

- Ciclo de Vendas
- Ciclo de Inventário
- Ciclo de Entrega
- Ciclo de Faturamento e Pagamento

É útil porque explora o ciclo de vendas, inventário, entrega, fatura e pagamento encontrando lacunas e oportunidades para aumentar a eficiência operacional.

O Poder do Um: 7 alavancas financeiras para melhorar seu fluxo de caixa

Você já parou para pensar qual seria o impacto no seu caixa se aumentasse em 1% a sua margem de lucro? Ou se diminuísse em 1% seus gastos operacionais? Essa é a lógica do Poder do Um: calcular a mudança no fluxo de caixa da empresa se forem realizadas pequenas mudanças em sete alavancas financeiras.

- Preço
- Volume
- Custos diretos
- Despesas operacionais
- Contas a receber
- Inventário
- Contas a pagar

Essas são algumas das ferramentas que fazem sentido para nós hoje. Mas, independentemente do método, existem seis pontos que para mim são fundamentais para todo empreendedor refletir.

1)Alinhamento

Procure um alinhamento muito profundo entre a visão de longo prazo (o sonho grande) e o curto prazo (rotina do time).

2) Comunicação

Use ferramentas que otimizem a comunicação. Quando a empresa cresce, os problemas de comunicação aumentam exponencialmente.

3) Capital

Não trabalhe com a premissa de que você precisa de dinheiro do mercado. Planeje seu ciclo de capital e use o dinheiro do próprio negócio para crescer.

4) Donos

Quem é responsável pelo quê dentro da empresa? Deixe claro as expectativas, entregas e os resultados.

5) Simplifique

No primeiro ano, nós definimos metas para todo mundo, do CEO ao estagiário. Criamos uma ferramenta robusta, mas não conseguimos rodar.

Não conseguíamos:

- gerar informações suficientes para ter a visão dos números;
- acompanhar as pessoas individualmente;
- comunicar as expectativas sobre o trabalho delas.

Hoje, reduzimos quem é responsável por cada meta para envolver as pessoas aos poucos. Nossa intenção é retomar o momento em que toda a empresa tem metas individuais, mas, garantindo que a comunicação do propósito e do porquê de tudo que fazemos venha em primeiro lugar.

6) Todo dia é Day1

Seja qual for o seu plano, ele nunca pode te limitar a se reinventar. No início, você faz isso de forma instintiva. Mas, quando se torna uma grande organização, precisa de método para forçar isso, e não ficar à mercê da sorte. É sua responsabilidade como empreendedor manter esse espírito presente na sua empresa e criar um método que dê consistência ao espírito de renovação.”

 O que dizem os mentores?

Por Cassio Casseb


Sem planejamento, cada dia é uma prioridade diferente e o time já não sabe o que fazer primeiro. Nas empresas em que o exercício de visão e planejamento não é claro, cada hora um assunto é prioridade, de acordo com os comandos do dono. A reação do time, nesses casos, é fazer o que o dono pede já que as prioridades não são hierarquizadas, o que acaba criando uma ‘gestão por espasmos’, sem estabilidade e visão de médio prazo.

Na prática, eu já vi mais empresas quebrarem quando iam bem, do que quando iam mal. Isso porque o empreendedor não olhou para os pontos fracos e para as ameaças com antecipação, ou ainda, ficou tão eufórico com o sucesso que foi além das suas possibilidades.

No final do ano passado, por exemplo, quando o Banco Central ameaçava diminuir os 30 dias de pagamento dos cartões de crédito, algumas fintechs quase fecharam as portas. Elas projetavam crescer mais de 100% nos próximos cinco anos e talvez não imaginassem como essa decisão do governo poderia colocar tudo a perder.

Sugiro, com isso, que o empreendedor faça uma análise SWOT simples da sua empresa. Sente um dia e veja como explorar cada ponto para fortalecer ou mitigar o que estiver diante de você. Esse exercício de olhar o interno e o externo precisa ser feito, seja qual for o método de planejamento que você usar.

Texto originalmente publicado no site da Endeavor Brasil*

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

24/11/2017
Programa Ideas For Milk realiza primeiro Vacathon
Maratona de programação rural para produção de leite teve mais de 80 propostas
24/11/2017
Betim recebe de 1º a 3 de dezembro evento mundial de incentivo à inovação
Um final de semana dedicado à inovação, à tecnologia e ao empreendedorismo. De 1º a 3 de dezembro, o 1º Startup Weekend Betim vai reunir empreendedores,...
24/11/2017
Cefet-MG conquista 6º lugar em competição
Protótipo de aeronave não tripulada, o projeto F2, foi desenvolvido no campus de Belo Horizonte
24/11/2017
Mineira traz Tea Shop para BH
A marca de chás espanhola Tea Shop acaba de desembarcar em Belo Horizonte com uma unidade franqueada no Pátio Savassi, na região Centro-Sul. O empreendimento, capitaneado pela...
24/11/2017
Empresário investe em novo conceito de loja
Um espaço que funciona como um showroom e apresenta o produto de forma diferenciada, proporcionando uma experiência de compra. Esse é o princípio do Concept Store, que...
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.