17/06/2018
Login
Entrar




Economia

14/03/2018

Chinesa vende eletrodoméstico on-line para brasileiros

Reuters
Email
A-   A+
São Paulo - A gigante chinesa de eletrodomésticos Midea abriu uma plataforma de varejo on-line para vender diretamente mais de 100 produtos de sua linha residencial ao consumidor final no Brasil, em mais um passo para expandir as operações no País, segundo maior mercado para a marca.

O grupo, maior fabricante mundial de eletrodomésticos, desembarcou no Brasil em 2007, inicialmente vendendo itens importados da China sob demanda de grandes redes varejistas, e a partir de 2011 ampliou sua atuação por meio de uma joint venture com a empresa norte-americana de soluções de refrigeração e ar condicionado Carrier.

A parceria permitiu o aumento do portfólio de produtos e a entrada em novas categorias, mas até meados de fevereiro os eletrodomésticos da marca Midea eram comercializados apenas em sites de terceiros.

A Midea foi fundada em 1968 e emprega mais de 133 mil funcionários em um total de 29 unidades de produção no mundo. Em 2016, a receita global da companhia subiu 16%, para US$ 24 bilhões. No Brasil, o grupo tem duas fábricas, uma em Canoas (RS), onde concentra nove linhas de montagem, e outra em Manaus (AM). Somadas, as duas têm capacidade para produzir mais de 1 milhão de unidades de ar condicionado por ano.

O investimento de R$ 3 milhões em uma plataforma própria de comércio eletrônico no Brasil ocorre após iniciativa similar da joint venture Midea-Carrier na Rússia, há cerca de um ano, disse à Reuters o chefe da área na companhia, Érico Souza.

A chamada Midea Store entrou em fase de testes em 15 de fevereiro com 110 produtos, incluindo aspiradores de pó, eletroportáteis, lava e seca e freezers e será oficialmente lançada nesta semana. “O varejo on-line é o ponto de partida para entendermos melhor o consumidor brasileiro e trazermos produtos mais assertivos, ampliando nosso portfólio”, explicou Souza.

Linha residencial - Segundo o executivo, a linha residencial de eletrodomésticos e ar condicionado continuará sendo vendida em sites de outros varejistas, mas a loja virtual da Midea disponibiliza alguns produtos exclusivos.

Souza ressaltou que o objetivo do grupo não é competir com parceiros varejistas, e, sim, realçar a marca. “Não importa se vendemos no nosso e-commerce ou nas varejistas, o que importa é vendermos mais Midea”, afirmou.

Questionado sobre o desempenho da loja on-line ainda na fase piloto, ele apontou que as entregas foram melhores que o esperado. Por enquanto, acrescentou Souza, não há planos para abertura de lojas físicas no Brasil, mas futuramente é possível a criação de um programa de fidelização de clientes e serviços como garantia estendida e seguro.

Em relação às perspectivas para os negócios no Brasil, o executivo afirmou que a estratégia da joint venture Midea-Carrier atualmente está focada no crescimento orgânico das operações brasileiras.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

16/06/2018
BDMG reduz juros para MPEs
Empréstimos para capital de giro agora têm taxas a partir de 1,27% ao mês e prazo de 51 meses
16/06/2018
Valor de dívidas de estados e municípios foi de R$ 594,1 mi
Brasília - O Tesouro Nacional pagou, em maio, R$ 594,10 milhões em dívidas atrasadas de estados e municípios, informou o órgão na sexta-feira (15). Do...
16/06/2018
Fazenda critica MP do frete ao STF
Parecer vê adoção de tabelamento em setor de livre concorrência sem análise de impacto
16/06/2018
Liberação de saque deve injetar R$ 39,3 bi no mercado
Rio de Janeiro - A decisão do governo federal de liberar o saque das contas inativas do PIS/Pasep para quem tem direito ao benefício é positiva para o comércio do Rio...
16/06/2018
Uberlândia está no rumo da universalização
Município é o único de Minas a figurar em ranking, em nível nacional, entre polos com mais de 100 mil habitantes
› últimas notícias
BDMG reduz juros para MPEs
Valor de dívidas de estados e municípios foi de R$ 594,1 mi
Fazenda critica MP do frete ao STF
Liberação de saque deve injetar R$ 39,3 bi no mercado
Uberlândia está no rumo da universalização
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


16 de junho de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.