Publicidade
21/05/2018
Login
Entrar

Economia

16/05/2018

Decreto que regulamenta a relicitação deve ficar pronto nesta semana

AE
Email
A-   A+
Brasília - O decreto que regulamentará a relicitação (devolução de concessões problemáticas para serem novamente leiloadas) deverá ficar pronto nos próximos dias, provavelmente até o fim desta semana, disse ontem o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Dyogo Oliveira, ao final da reunião ministerial no Palácio do Planalto. O conteúdo do decreto foi fechado na semana passada e agora sua publicação está pendente de acertos burocráticos.

Ele explicou que a relicitação, ou, alternativamente, a recuperação judicial, não impede que seja encontrada uma “solução de mercado” para a concessionária do aeroporto de Viracopos, Campinas, interior de São Paulo. Com dificuldades para honrar pagamentos, a Aeroportos Brasil Viracopos (ABV) entrou com um pedido de recuperação judicial, depois de vários meses tentando a relicitação.

Pelo que deverá constar do decreto, a relicitação exclui a recuperação judicial. Ou seja, a concessionária provavelmente terá de optar entre uma ou outra. Mas, em qualquer uma dessas opções, não há empecilho a uma solução de mercado, falou Dyogo.

Se houver a relicitação, admitiu, há risco de o banco perder parte dos R$ 2,5 bilhões que emprestou à concessionária. Vai depender do resultado do leilão. É preciso que, no leilão, o novo concessionário ofereça um lance de valor suficiente para cobrir as dívidas da ABV. Se ficar aquém, os credores terão perda.

“O pior cenário seria a caducidade”, considerou Dyogo. Essa hipótese, que a rigor está em andamento em um processo aberto pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), é hoje a única providência que o governo pode tomar caso uma concessionária descumpra os compromissos de investimento que estão no contrato. A caducidade consiste na devolução do negócio ao governo. “Aí, todo mundo perde”, apontou Dyogo.

Ressarcimento - A relicitação, que ainda não pode ser feita por falta de regulamentação, é uma tentativa de fazer com que uma concessão com problemas financeiros possa ser devolvida ao governo, mas preservando duas coisas: a possibilidade de os credores e os concessionários antigos serem ressarcidos e a permanência da administração privada à frente do negócio, ainda que sem investimentos. É uma alternativa considerada mais benéfica do que a retomada pelo governo, que exigiria o aporte de recursos públicos.

No momento, os procedimentos para a caducidade e as cobranças sobre a ABV se encontram suspensos por uma liminar da Justiça, até que haja decisão sobre o pedido de recuperação judicial.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

19/05/2018
Minas Gerais cria 23.563 vagas em abril
Resultado superou o de março, com 14,1 mil postos, e o do mesmo mês de 2017, com saldo de 14,8 mil empregos
19/05/2018
Two-Flex Aviação transporta cargas entre Varginha e BH
Alvo são produtos emergenciais, de até 500 quilos
19/05/2018
Governo fala que estuda redução de impostos
Rio de Janeiro - O governo federal está sensibilizado com a elevação dos preços dos combustíveis no Brasil e já discute uma redução de...
19/05/2018
Caminhoneiros anunciam greve contra preço do diesel
São Paulo - Milhares de caminhoneiros autônomos do País podem cruzar os braços a partir de segunda-feira (21), uma manifestação que cobra do governo...
19/05/2018
Sigma aporta R$ 230 mi na produção de lítio
Projeto desenvolvido em Minas, cujos primeiros resultados virão em 2020, já prevê fase de expansão
› últimas notícias
Minas Gerais cria 23.563 vagas em abril
Two-Flex Aviação transporta cargas entre Varginha e BH
Governo fala que estuda redução de impostos
Caminhoneiros anunciam greve contra preço do diesel
Sigma aporta R$ 230 mi na produção de lítio
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


19 de maio de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.