19/07/2018
Login
Entrar




Economia

11/07/2018

MRV e Re/Max fecham convênio inédito

As duas empresas acertaram parceria para a comercialização de imóveis de baixa renda no País
Mara Bianchetti
Email
A-   A+
Ernani Assis explica que diferencial da Re/Max estará na forma de oferta dos imóveis/Divulgação
A construtora e incorporadora MRV Engenharia Participações S/A, sediada em Belo Horizonte, e a rede de franquias imobiliárias Re/Max fizeram parceria para a comercialização de imóveis de baixa renda no País. Além de Minas Gerais, imobiliárias de Alagoas, Paraíba, Goiás, Mato Grosso, Piauí e Ceará já estão com suas forças de vendas voltadas para o portfólio da construtora mineira, em um convênio inédito.

Iniciado há cerca de duas semanas, o acordo visa, entre outras coisas, aproveitar a expertise internacional da franquia de imobiliárias para alavancar as vendas de projetos da MRV, que só em 2017 lançou 6.777 unidades habitacionais em todo o País. No mesmo período, a construtora comercializou 43.335 imóveis, em um total de R$ 6,5 bilhões em vendas contratadas.

De acordo com o diretor de vendas da construtora em Minas Gerais, Bahia e Alagoas, Yuri Chaim, a união das empresas tem como objetivo engrandecer a força de vendas, agregando mais valor ao negócio e permitindo a companhia chegar a mercados até então inexplorados. Para isso, 38 unidades da Re/Max já estão habilitadas ao processo.

Ele explicou que, no primeiro momento, não foram estabelecidas metas, mas que, assim que o processo estiver alinhado, objetivos serão traçados. “Hoje temos cerca de 40 mil imóveis à venda em todo o Brasil e a expertise em comercialização imobiliária da Re/Max será fundamental para equalizar número de lançamentos e vendas da construtora”, explicou.
Em relação aos estados onde haverá atuação conjunta, Chaim disse que são regiões onde as operações das duas empresas convergem. Mas, conforme ele, a proposta é ampliar este acordo para todo o Brasil.

Somente no primeiro trimestre deste ano, a MRV teve resultados de vendas contratadas de R$ 1,6 bilhão e lançamentos de R$ 859 milhões.

Atendimento diferenciado - Já o vice-presidente da franqueadora no Brasil, Ernani Assis, destacou que o diferencial da atuação da Re/Max estará justamente na oferta dos imóveis. Nesse sentido, ele garantiu que os corretores da rede oferecerão as unidades habitacionais voltadas para baixa renda com o mesmo nível de qualificação e informação que ofertam para o segmento de luxo.

“A ideia é atender um cliente do ‘Minha casa, minha vida’ da mesma forma como recebemos alguém que busca um imóvel triple A”, ressaltou.

O acordo prevê que seja nomeado um profissional para cada uma das 163 unidades da Re/Max de forma a realizar um treinamento de comercialização dos imóveis específicos do portfólio da construtora. Além disso, os processos de aprovação de crédito para financiamento de casas e linhas diferenciadas de produtos, assim como entrada parcelada em até 60 vezes e ITBI, beneficiarão todos os clientes das duas marcas.

Para a rede, conforme o vice-presidente, a parceria trará a oportunidade de crescimento, agregando um produto diferente ao que os franqueados estão acostumados a vender. “A parceria permitirá cada franqueado aumentar seu potencial de riqueza, por meio do ganho em escala. Não venderemos imóveis no tíquete médio da rede, que hoje varia de R$ 5 milhões a R$ 10 milhões, mas poderemos ganhar em volume de vendas com os imóveis da MRV, a maior incorporadora do Brasil”, justificou.

A Re/Max está presente em 19 estados do Brasil e integra a maior rede de franquias imobiliárias em número de transações mundiais, vendendo um imóvel a cada 30 segundos. Fundada nos Estados Unidos, tem mais de 120 mil corretores em mais de 100 países, sendo 1,5 mil no Brasil. Iniciou as operações no País em 2009 e oferece capacitação a seus franqueados com cursos da Universidade Re/Max.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

19/07/2018
Indústria pode recorrer à Justiça por repasse de verbas
Fiemg alega que governo estadual retém cerca de R$ 100 mi desde 2015
19/07/2018
Antecipação do abono anima CDL-BH
INSS paga metade do valor a aposentados e pensionistas em agosto e PBH libera ao funcionalismo amanhã
19/07/2018
Em Minas, setor automotivo espera impulso com o Rota 2030
Também poderão se habilitar ao programa fornecedores de montadoras
19/07/2018
PBH cumpre 1ª etapa de auditoria
Relatório reúne 5 mil documentos de 40 empresas, referentes ao período de 2013 a 2016
19/07/2018
Leilão da Eletrobras deve ter duas etapas
A primeira, segundo o BNDES, deve ser agora em julho, enquanto a segunda está prevista para o fim de agosto
› últimas notícias
Indústria pode recorrer à Justiça por repasse de verbas
Antecipação do abono anima CDL-BH
Em Minas, setor automotivo espera impulso com o Rota 2030
PBH cumpre 1ª etapa de auditoria
Demanda por cães de guarda cresce em BH
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


19 de julho de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.