20/07/2018
Login
Entrar




Economia

17/05/2018

Petrobras lucra mais entre 290 empresas

AE
Email
A-   A+
Desemprenho do setor de Petróleo e Gás, com destaque para a Petrobras, avançou 62,1%/Agência Petrobras
São Paulo - O lucro de 290 empresas de capital aberto no primeiro trimestre totalizou R$ 50,82 bilhões, indicando alta de 7,4% em relação ao mesmo período do ano anterior, de R$ 47,31 bilhões, de acordo com levantamento da Economatica. Pelos cálculos da consultoria, o setor de bancos liderou os ganhos e Petrobras foi a mais lucrativa.

O crescimento, acrescenta a Economatica, poderia ser maior, se a Eletrobras não fizesse parte da amostra. Sem a Eletrobras, as empresas de capital aberto teriam lucrado 10,6% mais no primeiro trimestre no comparativo anual.

O setor com maior lucro acumulado no primeiro trimestre de 2018, com 21 instituições, é o de bancos: os ganhos somados atingiram R$ 17,6 bilhões, crescimento de R$ 2,185 bilhões ou 14,2%.

Petróleo e Gás - Com destaque para a Petrobras, o segmento de Petróleo e Gás apresentou o segundo melhor resultado do período, com R$ 7,66 bilhões. O desempenho representa um salto de 62,1%, ou R$ 2,93 bilhões, em relação ao registrado um ano antes.

Dos 26 setores analisados somente construção informou prejuízo no período, de R$ 482,9 milhões. O resultado, porém, foi inferior ao prejuízo de R$ 489,3 milhões informado no primeiro trimestre de 2017.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

20/07/2018
Responsabilidade é decisiva para novos consumidores
No Brasil, setor farmacêutico é o que gera mais confiança
20/07/2018
Lojistas de BH apostam nos shopping
Pesquisa da Abrasce aponta que País tinha 571 desses centros de compras em dezembro
20/07/2018
Setor de fundição avança 3,5% em Minas no 1º semestre
Crescimento é atribuído à recuperação do parque automotivo, que consome 60% dos fundidos no Estado
20/07/2018
Indústria e comércio foram os mais afetados com a greve dos caminhoneiros
Fiemg estimou perdas de R$ 2,47 bi, com destaque para os setores automotivo e de máquinas e equipamentos
20/07/2018
Produção da Anglo em complexo recua 64% no 1º semestre
Queda no volume é reflexo da paralisação das operações
› últimas notícias
Responsabilidade é decisiva para novos consumidores
Lojistas de BH apostam nos shopping
Setor de fundição avança 3,5% em Minas no 1º semestre
Indústria e comércio foram os mais afetados com a greve dos caminhoneiros
Produção da Anglo em complexo recua 64% no 1º semestre
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


20 de julho de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.