19/08/2018
Login
Entrar

Opinião

10/08/2018

Por uma educação de qualidade

Sebastião Alvino Colomarte*
Email
A-   A+
É inegável que o sistema educacional brasileiro necessita de ajustes para restaurar sua qualidade, principalmente em se tratando do ensino público. Nesse aspecto, antes de qualquer tecnicismo devemos centrar as ações na pessoa, ou seja, na valorização dos professores, acima de tudo.

Ao colocarmos em discussão a qualidade da educação, devemos levar em conta seu aspecto pecuniário e, principalmente, o preparo correto dos profissionais de ensino que, na maioria das vezes, têm que lidar com alunos de diversas características e camadas sociais.

Isso passa por uma boa estrutura no ambiente escolar, em que professores possam ter acesso a todas as ferramentas no sentido de oferecer um ensino de qualidade. Afinal, a tecnologia está aí para atender a todos.

Com uma escola restaurada, revitalizada e com profissionais motivados, o estudante, com certeza, terá prazer em frequentar o ambiente escolar. Repensar a grade curricular e o método de ensino são um dos grandes desafios, uma vez que a escola tem que despertar o interesse do educando.

Um dos graves problemas da educação pública foi o completo abandono desse setor nos últimos anos. Hoje deparamos com a maioria das escolas sem infraestrutura ideal. Com a crise, em vários estados, até a merenda escolar ficou comprometida. Somando-se a isso tudo, temos os movimentos grevistas que, em Minas Gerais, foram constantes no primeiro semestre, o que comprometeu o calendário escolar e a formação dos estudantes.

Considero ser necessário recuperar, o quanto antes, a autoridade dos docentes em sala de aula com vistas a preservar a disciplina, uma vez que está cada vez mais difícil lidar com jovens neste cenário atual. Isolados em suas tribos e no mundo virtual, eles relutam em aceitar os métodos tradicionais de ensino. Penso que crianças e jovens precisam desenvolver técnicas sistemáticas de trabalho, e aí entram os professores para auxiliá-los nessa empreitada.

Educar para a vida e para o trabalho exige muito esforço e muita dedicação. Deixar os estudantes à deriva nesse processo educacional não é bom, pois aprender requer força de vontade. Por isso, será fundamental a presença de um profissional capacitado para guiar os jovens nessa jornada.

Acreditar e apostar na boa educação é uma das formas para alcançarmos níveis mais altos de desenvolvimento. Com governos cientes de seu papel, é plenamente possível caminharmos no rumo da formação de cidadãos conscientes e aptos a enfrentar os desafios, cada vez mais complexos, de um mundo globalizado.

Nesse sentido, restaurar a qualidade da educação deveria ser o compromisso de todos nós. Mas isso só se tornará possível com o apoio de governos centrados nesse objetivo. E aí, sim, poderemos sonhar com um futuro mais justo e com melhores oportunidades para os milhões de brasileiros.

*Professor, superintendente-executivo do Centro de Integração Empresa-Escola de Minas Gerais e diretor da AC Minas

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

18/08/2018
EDITORIAL
EDITORIAL | Gargalos esquecidos
18/08/2018
O Brasil nos trilhos
O Brasil não consegue crescer como a média dos emergentes. Mas, nas últimas décadas até 2011, o País cresceu pelo menos em linha com o mundo. Para muitos,...
18/08/2018
Historinhas do cotidiano (IV)
“As apostas da mega-sena se encerram às dezenove horas.” (Anúncio divulgado com frequência pela CEF) Œ Das informações propagadas pela...
18/08/2018
Previsão otimista para comércio exterior
Apesar das previsões pessimistas que têm cercado o comércio exterior brasileiro nos últimos tempos, as exportações País, em 2018, deverão...
17/08/2018
EDITORIAL
EDITORIAL | Números de uma guerra
› últimas notícias
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


18 de agosto de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.