Publicidade
20/02/2018
Login
Entrar

FETCEMG - Painel do Transporte

25/09/2015

A necessidade de um ajuste correto

Vander Francisco Costa*
Email
A-   A+
Estamos passando por momento delicado em decorrência do acúmulo da crise econômica com a instabilidade política. Não reconhecer isto é não enxergar a realidade, como também não é verdade que nossas dificuldades econômicas são reflexos da recessão mundial. O mundo vai crescer este ano. Vai crescer pouco, mas o índice será positivo. Se o Brasil acompanhasse este crescimento, não seria necessário o aumento da carga tributária.

O equilíbrio das contas públicas é indispensável e, para isto, é preciso fazer o ajuste correto. No nosso ponto de vista, não pode ser como proposto, onde vemos a intenção efetiva de aumento de tributos e cortes ao vento. Corte real, por enquanto, somente em nossos bolsos, através da redução da massa salarial e do aumento de tributos.

O ajuste correto deve ser precedido da análise dos motivos que levaram ao déficit. Hoje estamos passando por momento de queda real da arrecadação federal, mas esta não foi a realidade do ano passado, que mesmo assim fechou com déficit na contabilidade real que desconsidera as pedaladas. Assim, podemos concluir que o problema originário não é de receita, mas de gastos, e é por aí que devem começar os ajustes.

Não é correto começar a cortar os gastos pelos investimentos, pois estes geram tributos, empregos e por consequência massa salarial e mais consumo, aumentando a arrecadação sem ter que aumentar alíquotas ou criar novos impostos. Quando temos problemas no orçamento de casa ou na empresa, somos obrigados a avaliar a qualidade do que gastamos para cortar primeiro os supérfluos na gestão familiar e o que não gera retorno nas empresas.

Os cortes na família não começam pela educação dos filhos e na gestão pública não deveria começar pela educação, como ocorreu com os recursos do Fies, Pronatec e do Programa Ciências Sem Fronteiras. Criticamos os cortes porque não vemos redução no custeio, na quantidade de cargos comissionados e na absurda quantidade de ministérios.
A sociedade não está disposta a pagar mais impostos para manter intacta a Esplanada e outros luxuosos prédios de Brasília. É indispensável primeiro arrumar a casa para depois pedir mais sacrifícios.

Falam que o orçamento agora é transparente. Pode até ser para quem faz a leitura com lupa. Observamos a transferência do custeio dos gastos com o Programa Minha Casa Minha Vida para o bolso dos trabalhadores, podendo a conta vir a ser paga por nós empresários, quando transferem a obrigação de pagamento do programa com recursos do FGTS a fundo perdido. Isto mesmo. Pretendem pegar o dinheiro do trabalhador para pagar as empreiteiras que constroem as casas, sem a obrigação de ninguém retornar nada. Esta conta não vai fechar e quando o trabalhador for buscar o seu dinheiro não vai poder sacar.

No passado, quando isto ocorreu por conta de aplicação de índices inflacionários, a conta ficou para as empresas, que pagaram por um período dois adicionais e até hoje paga um, no caso de rescisão imotivada. Pode ser esta a intenção para o futuro.

O trabalhador está disposto a dar o dinheiro de seu FGTS para construir o Minha Casa Minha vida? A pergunta é dar, porque o certo seria emprestar para receber com remuneração no futuro. O raciocínio também não fecha quando os governantes afirmam ser impossível remunerar com mais justiça o FGTS, como aprovado na Câmara, e agora querem retirar os recursos a fundo perdido?

O ajuste é necessário, mas deve ser feito e pago por quem de direito, o Tesouro Nacional, e não pelos cidadãos que já dão a sua contribuição com elevada carga tributária.


Vander Francisco Costa, Presidente da Fetcemg*

A coluna “Painel do Transporte” é uma publicação da Fetcemg - Federação das Empresas de Transportes de Carga do Estado de Minas Gerais e seus Sindicatos Filiados.

Fale com a coluna através do e-mail: imprensa@setcemg.org.br

Os textos publicados nesta editoria são de responsabilidade da Fetcemg. O Diário do Comércio não se responsabiliza e nem poderá ser responsabilizado pelas informações e conceitos emitidos e seu uso correto.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

21/12/2016
Reforma trabalhista: uma medida de sobrevivência
Dentre os muitos desafios que temos pela frente para recolocar o Brasil na estrada do desenvolvimento, um deles atende pelo nome de reforma trabalhista. Seja pelo fato de que nossa...
21/09/2016
Por um Brasil melhor
É tempo de reformas estruturantes no ambiente econômico brasileiro. O governo Temer se diz  disposto a apoiá-las e nós, brasileiros, não podemos perder a...
22/06/2016
Licenciamento ambiental
As entidades envolvidas na defesa ambiental recebe ram, com muita desconfiança, o Projeto de Lei (PL) nº 654/15, que dispõe sobre o procedimento de licenciamento ambiental...
20/04/2016
RNTRC - Por que é importante
O transporte rodoviário de cargas, durante décadas, sofreu com a ausência de  regulamentação. O desconhecimento estatístico de sua frota nunca permitiu...
02/03/2016
Brasil, meu Brasil brasileiro urubatan Helou, diretor presidente e fundador da Braspress e Vice-presidente da NTC&Logística
Este meu Brasil, que de mulato inzoneiro não tem nada, em apenas 25 anos construiu  2ª maior democracia do mundo, provando a enorme musculatura institucional  que vigora no...
› últimas notícias
Mudanças legislativas geram divergências
Geração de eólicas cresce 26,5% no País
Tarifa sobre o aço nos EUA deve afetar o setor no Brasil
Petrobras passa a divulgar preços médios nas refinarias
Electric Ink investe R$ 12 mi em Uberaba
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Sondagem revela retomada do otimismo na construção civil
Ibovespa mantém trajetória ascendente
Colégio Pitágoras Cidade Jardim vai oferecer ensino bilíngue para crianças
Sebrae pretende atender 69,6 mil MPEs
Tiradentes e Camanducaia no topo do turismo
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


20 de fevereiro de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.