Publicidade
22/04/2018
Login
Entrar

Opinião

19/05/2017

A vergonha institucionalizada

Aristoteles Atheniense*
Email
A-   A+
A sequência de escândalos na política, envolvendo as maiores empresas do País, estremeceu a confiança do nosso povo, que foi tomado da sensação de que o Brasil tornou-se irremediavelmente corrupto, sem condições de recuperar o crédito moral – externo e interno – no futuro. O ufanismo que cultivávamos desde a poesia de Olavo Bilac, passando pela música de Ary Barroso e atingindo o movimento...

Exclusivo para assinantes.


Para ler esta e outras matérias, cadastre-se gratuitamente ou assine.

Ler 5 matérias por mês

     

Receber nossas newsletters



Assinar
Cadastrar

Ou faça login

Leia também

21/04/2018
Editorial
A receita que pode dar certo
21/04/2018
A escorchante e injusta carga tributária
O brasileiro trabalha mais de 5 meses por ano (153 dias) apenas para pagar impostos, taxas e contribuições aos governos federal, estadual e municipal. Existem cerca de 90 modalidades...
21/04/2018
As forças da desordem carioca
“Desde fevereiro, quando foi decretada a intervenção federal na segurança do Rio, coisas estranhas aconteceram.” (Jornalista Élio Gáspari) As...
21/04/2018
O Fóssil do Dia
É preocupante o recente anúncio da Organização Meteorológica Mundial (OMM) de que os níveis de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera estão...
20/04/2018
Editorial
Uma conta impagável
› últimas notícias
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


20 de abril de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.