Publicidade
11/12/2017
Login
Entrar

Finanças

16/03/2017

Alívio nos gastos com educação desacelera IGP-10 em março, aponta FGV

Agência Estado
Email
A-   A+
Rio - A inflação medida pelo Índice Geral de Preços - 10 (IGP-10) foi de 0,05% em março após alta de 0,14% em fevereiro, informou nessa quarta-feira (15) a Fundação Getulio Vargas (FGV). O resultado é o menor para o mês desde 2009.

O IGP-10 acumula alta de 1,07% no ano e elevação de 5,11% em 12 meses. O período de coleta de preços para o indicador de março foi entre o dia 11 de fevereiro e 10 deste mês. O IGP-DI, que apurou preços do dia 1º a 28 do mês passado, subiu 0,06%.

No caso dos três indicadores que compõem o IGP-10 de março, os preços no atacado medidos pelo IPA-10 tiveram queda de 0,12%, após recuo de -0,03% em fevereiro. Os preços ao consumidor verificados pelo IPC-10 apresentaram avanço de 0,32% em março, após elevação de 0,54% no mês anterior.

O principal alívio veio nos gastos com educação, concentrados no início do ano. O grupo Educação, Leitura e Recreação saiu de uma alta de 2,99% para apenas 0,01%. Nesta classe de despesa, vale mencionar o comportamento do item cursos formais, que representa as mensalidades escolares. Após alta de 5,98% em fevereiro, seu impacto desapareceu em março.

Os preços da mão de obra da construção civil subiram mais em março, dentro do IGP-10. O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC) registrou variação de 0,59% ante 0,36% no mês passado.

O índice que representa o custo da mão de obra registrou alta de 0,79%, uma aceleração no ritmo. No mês anterior, este índice variou 0,19%. Já o índice relativo a Materiais, Equipamentos e Serviços desacelerou, com variação de 0,35%.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

08/12/2017
Indústria de fundos acumula patrimônio de R$ 4,1 trilhões
Resultado líquido reflete captação recorde em 2017, aponta Anbima
08/12/2017
IGP-DI registra elevação de 0,80% em novembro
Rio - O Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) registrou alta de 0,80% em novembro, ante um aumento de 0,10% em outubro, divulgou na quinta-feira a...
08/12/2017
Pessimismo com reforma faz bolsa cair 1,07%
São Paulo - O desânimo do investidor com o andamento da reforma da Previdência trouxe fortes perdas à Bovespa na quinta-feira. A constatação de que as...
08/12/2017
Otimismo com emissões de títulos
São Paulo - As captações por meio de emissão de títulos de dívida no mercado externo devem seguir fortes em 2018, ao longo do primeiro semestre, dada as...
07/12/2017
Selic atinge o menor patamar da história
Comitê de Política Monetária decidiu ontem reduzir a taxa em 0,5 ponto percentual, a 7% ao ano
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.