19/08/2018
Login
Entrar

Agronegócio

10/08/2018

Alta produtividade garantirá safra recorde

Conab estima produção de 14,17 milhões de toneladas em Minas, volume 0,7% maior que o do ciclo passado
Michelle Valverde
Email
A-   A+
Crescimento na produção de soja deve chegar a 9,4% enquanto na de algodão será maior que 70%/Divulgação
O 11º Acompanhamento da Safra Brasileira de Grãos vem confirmando que Minas Gerais pode encerrar a safra 2017/18 com recorde na produção. De acordo com os dados, o Estado será responsável pela produção de 14,17 milhões de toneladas, volume 0,7% superior ao registrado na safra anterior, até então o maior colhido em Minas. Neste ano, os destaques positivos foram a soja e o algodão, que apresentaram expansão significativa na produção.

Os dados da Conab confirmam que a produção de soja no Estado foi recorde. Com preços mais elevados e maior liquidez, quando comparada com o milho, a oleaginosa ganhou espaço que antes era dedicado ao cultivo do cereal.

Na safra 2017/18 houve expansão de 3,6% em área de soja, somando 1,5 milhão de hectares. A produtividade também se destacou, crescendo 5,6% e chegando a 3,67 toneladas por hectare. Com a expansão da área e o maior rendimento no campo, a produção mineira alcançou o recorde de 5,54 milhões de toneladas, alta de 9,4% sobre o volume de 5 milhões de toneladas colhidas na safra anterior, que até então era o recorde produtivo.

Algodão - Em Minas Gerais, a área de algodão em caroço teve um aumento expressivo, passando de 15,6 mil hectares, na safra 2016/17, para 25 mil hectares na safra atual, o que resultou em um crescimento de 60%. O aumento ocorreu devido aos preços atrativos e ao mercado futuro promissor na época em que a safra 2017/18 estava em fase de planejamento.

Ao longo da safra foi registrada alta de 6,1% na produtividade, motivada pelo uso de irrigação na cotonicultura empresarial, assim como pelo maior investimento na cultura e melhoria da tecnologia na agricultura familiar. O rendimento por hectare foi de 3,9 toneladas de algodão em caroço.   

Minas Gerais vai produzir 99,2 mil toneladas de algodão em caroço, alta de 70,2%. A produção de algodão em pluma foi estimada em 39,7mil toneladas, variação positiva de 74,9%. Para o caroço de algodão, a previsão é colher 59,5 toneladas, alta de 67,1%.

A colheita da primeira safra de algodão foi intensificada e já se encontra em fase final. O algodão segunda safra, plantado mais tarde, em fevereiro, encontra-se em fase de maturação, devendo ser colhido entre agosto e setembro. Na avaliação dos técnicos da Conab, de modo geral, os cotonicultores mineiros estão bastante satisfeitos com o produto colhido. A produtividade superou as expectativas iniciais, a qualidade da fibra é boa e os preços remuneradores.

De acordo com o secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Wilson Vaz de Araújo, para a próxima safra, que começa a ser plantada em outubro, as expectativas são positivas em relação à soja e ao algodão.
“Os destaques da safra 2017/18 foram a soja e o algodão, produtos estes que devem manter o crescimento na safra 2018/19.  A tendência é de expansão de área em função dos bons resultados registrados no atual período”, disse.

Leia também:
Safra deve diminuir 5,7% no País, projeta o IBGE
Milho e feijão terão recuo no Estado
Para o Brasil, previsão é de queda de 3,8%


Sorgo - Dentre as altas, destaque para o sorgo. Por ser mais resistente ao estresse hídrico quando comparado com o milho, a produção de sorgo em Minas Gerais será 11,5% maior na safra 2018/19, com a colheita de 732,8 mil toneladas. A área de plantio do sorgo teve incremento de 14,9% em relação à safra anterior, somando 210 mil hectares. A expansão ocorreu, principalmente, em razão da menor janela para o plantio do milho. A produtividade sofreu redução de 2,9% em relação à safra anterior. O que se deve ao clima desfavorável nas principais regiões produtoras. A colheita está avançada no Estado.

Trigo - Em Minas Gerais, houve uma pequena redução de 1,1% da área plantada de trigo, 83,7 mil hectares, tanto no cultivo de sequeiro como no irrigado, em comparação à safra anterior. A expectativa é colher 207,2 mil toneladas do cereal, volume 8,6% inferior ao registrado na safra passada.

A produtividade do trigo irrigado não sofreu redução significativa, em virtude da maior disponibilidade hídrica decorrente do sistema de plantio. Já o cultivo de sequeiro apresentou queda de produtividade de 9,6% em relação à safra passada. Com isso, a produtividade média para o Estado foi estimada em 2,47 toneladas por hectare, queda de 7%.

De acordo com os técnicos da Conab, os principais motivos para a redução se deve à escassez de chuva e às altas temperaturas registradas no período, o que prejudicou a germinação e o desenvolvimento das lavouras. As condições fitossanitárias das lavouras são consideradas boas, apresentando um desenvolvimento satisfatório. A maior parte da produção já está em fase de maturação.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

18/08/2018
Melhoramento genético reúne produtores
ExpoGenética será realizada em Uberaba, entre 18 e 26 de agosto, com foco em qualidade e produtividade
18/08/2018
Blairo Maggi pede responsabilidade aos empresários
Representantes de 28 entidades do agronegócio reuniram-se na última quinta-feira (16), para avaliação do programa de desburocratização do Ministério...
18/08/2018
Exportações somam US$ 3,5 bi, alta de 8,3%
Brasília - Com certificado de sanidade e produzida com sustentabilidade, a carne bovina brasileira entrou em mais de 135 países, em 2017, totalizando 1,5 milhão de toneladas...
17/08/2018
VBP deve ter ligeiro recuo em Minas
Previsão para o ano é de R$ 57,6 bilhões, retração de 0,33% frente ao registrado em 2017
17/08/2018
ADM fecha acordo de compra de unidades da Algar Agro
São Paulo - A norte-americana Archer Daniels Midland (ADM) anunciou ontem que fechou um acordo para compra de unidades processadoras de soja da brasileira Algar Agro, braço...
› últimas notícias
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


18 de agosto de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.