Publicidade
25/07/2017
Login
Entrar

Negócios

15/06/2017

App gratuito mapeia espaços culturais da Capital

Daniela Maciel
Email
A-   A+
Criado para dar visibilidade aos espaços culturais da cidade e permitir que a população local e turistas conheçam a diversidade da produção cultural belo-horizontina, entrou em atividade o aplicativo RUA BH. O Roteiro Unificado das Artes (RUA) já mapeou cerca de 150 locais entre museus, bibliotecas, centros culturais, teatros e mais uma infinidade de espaços que mantém programação cultural regular.

Disponível gratuitamente nas lojas Google Play ou Apple Store dos celulares e pelo site www.ruabh.com.br, o projeto foi realizado pela Articular Gestão Cultural e Comunicação, por meio da Lei de Incentivo à Cultura Municipal e apoio da Automax - concessionária de automóveis.

De acordo com a idealizadora do RUA BH e sócia da Articular, Laura Guimarães, o projeto consumiu R$ 50 mil. “A ideia do aplicativo surgiu quando começamos a estudar mapeamentos culturais e, em viagens para fora do Brasil, percebemos que diferentemente de outros lugares o que tínhamos aqui era muito generalista. Em Buenos Aires conhecemos o ‘Mapa de las Artes’, um guia focado em cultura, e partimos desse exemplo. As pesquisas começaram em 2014 e fomos aprovados no edital da Lei de Incentivo em 2016”, relembra Laura Guimarães.

Entre as funcionalidades do aplicativo estão o georreferenciamento, que indica os espaços mais próximos do usuário e a possibilidade de fazer a pesquisa a partir de filtros isolados ou conjugados como região, tipo de espaço (museu, teatro, biblioteca etc) e categoria artística (música, teatro, dança etc). E, por fim, existem os roteiros. Que são opções temáticas que ultrapassam a simples lista de espaços relacionados. São três roteiros: Pampulha, makers places e cultura afro-mineira.

A expectativa é de que em uma segunda fase o projeto seja monetizado a partir de ferramentas como banners publicitários dos espaços e promoções. “Por enquanto nosso objetivo é tornar o RUA BH conhecido e utilizado pelo maior número de espaços culturais e usuários. Convidamos todos os espaços que não estão listados a entrar em contato. Usamos três critérios básicos para cadastrar os equipamentos culturais. Eles precisam ter programação cultural; programação regular e um site de fácil acesso”, destaca a idealizadora do RUA BH.

Outro objetivo da empreendedora é que as informações disponíveis no sistema possam ser apropriadas por estudantes, produtores e instâncias governamentais para a construção de estratégias e políticas públicas culturais. “O RUA BH é um grande banco de dados validado por nós, que pode indicar tendências, vocações e subsidiar a construção de políticas culturais”, destaca a empresária.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

25/07/2017
Inovação: Censo vai mapear ecossistema em Uberlândia
Objetivo é colocar a cidade no mapa do setor
25/07/2017
5 passos para ser mais produtivo hoje
"Tempo é dinheiro" nunca fez tanto sentido ? entenda como otimizá-lo nesta websérie inédita sobre produtividade.
25/07/2017
Semp TCL prevê a venda de 800 mil TVs no ano
A comercialização de televisores no Brasil cresceu 30,3%, passando de 4 milhões no 1º semestre de 2016 para 5,22 milhões em igual intervalo de 2017. Os dados...
25/07/2017
Ciberataques valorizam carreira dos especialistas da área de TI
Salário subiu 97,15%, de R$ 5.833, em 2016, para R$ 11.500, em 2017
25/07/2017
Redes de hotéis sofrem com baixa demanda e buscam alternativas
Rio - Muitos quartos, poucos hóspedes. Essa é a situação atual da rede de hotelaria nacional, passada a euforia levantada pela expectativa de...
› últimas notícias
Drogarias e cosméticos têm expansão em BH
MPEs e médias reivindicam regras melhores
Antecipando Copom, Santander reduz juros de linhas para pessoa física
Gasmig projeta expansão do mercado
Inflação: Consumidores esperam alta de 6,9% em 12 meses
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:

Cadastrar
› Mais Lidas
Multilaser prevê faturar R$ 1,950 bilhão
Semana Internacional do Café acontece em outubro, na Capital
Alta de imposto reduz atividade produtiva
PBH anuncia reajuste de 2,53% para 50 mil servidores
Vendas no varejo recuaram 3,2% no semestre, sinalizando melhora
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› DC Franquia
Guarde Mais abre 2ª unidade em Minas
Rede paulista Planeta Kids busca ampliar mercado em Minas Gerais
Nova Lima ganha primeira unidade da Pingu's English, voltada para crianças
Redes internacionais ganham espaço
Com 853 cidades, MG atrai atenção das franqueadoras
Leia todas as notícias ›
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


25 de July de 2017
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.