Publicidade
23/09/2017
Login
Entrar

DC Turismo

11/03/2017

Arpoador é boa opção para turista no Rio

Região reúne alguns dos principais pontos turísticos da capital fluminense e tem acesso facilitado
Luciana Montes, Editora*
Email
A-   A+
A Pedra do Arpoador, um dos principais cartões-postais do Rio, é uma pequena península de pedra que se estende em direção ao mar de Ipanema/Divulgação
Considerada a segunda maior metrópole do Brasil, perdendo apenas para São Paulo, a cidade é o destino turístico número um do Brasil. Rio de Janeiro? Sim, e continua lindo. Mais que um cartão-postal, o Rio é praticamente um “estado de espírito”. E uma boa opção de hospedagem para o turista, seja ele de negócios ou lazer, é ficar na região do Arpoador, localizada entre as praias de Copacabana e Ipanema.

O nome do lugar (Arpoador) vem da prática de caça às baleias com arpões a partir da pedra. Os índios já faziam isso antes dos portugueses chegarem. Até o final do século XIX, havia empresas no Rio que ainda trabalhavam com isso.

De tão bonita, a região já embalou algumas canções. Cazuza, em “Faz parte do meu show”, cantou: “Vago na lua deserta das pedras do Arpoador”. Assim como a banda mineira Skank em sua música “Te ver” citou: “Te ter e ter que esquecer, é insuportável é dor incrível, é como não sentir calor em Cuiabá, ou como no Arpoador não ver o mar.”

Com acesso fácil de transporte público (metrô e ônibus) e próximo ao Aeroporto Santos Dumont, a região reúne alguns dos principais pontos turísticos da capital fluminense e tem acesso facilitado a praticamente todos os locais mais desejados pelos turistas.

A Pedra do Arpoador, pequena península de pedra que se estende em direção ao mar de Ipanema, é um dos principais cartões-postais da cidade, onde diariamente e, especialmente nos finais de semana, dezenas de pessoas se reúnem para apreciar um dos mais belos pôr do sol do mundo. Ao lado da pedra fica a Praia do Arpoador. São apenas 500 metros de praia, já que ela muda nome e segue sendo chamada de Praia de Ipanema.

Outra dica é visitar o Forte de Copacabana, localizado sobre uma ponta de pedra encravada no mar. Com paisagem privilegiada que abrange a praia do Arpoador de um lado e, do outro, a curva inteira da praia de Copacabana até o Leme. Ocupando uma área total de 114.169 metros quadrados, o Forte de Copacabana foi inaugurado em 1914 e é considerado “a mais moderna praça de guerra da América do Sul”.

Ainda no Forte, vale uma visita ao Museu Histórico do Exército (MHEx), que possui coleções de vultos militares como Caxias, Rondon e outros. Compõem o acervo indumentárias, medalhas, condecorações, diplomas, porcelanas, óleos sobre telas, mobiliários, armamentos etc. A este acervo somam-se doações de particulares e familiares de militares.

Além de uma vista panorâmica de tirar o fôlego, é possível desfrutar no Forte de Copacabana de um café da manhã - ou da tarde - na filial da Confeitaria Colombo que funciona no local. A doceria é um ícone da capital fluminense cuja sede, localizada no centro da cidade, tem mais de 120 anos de história.

Há também o Parque Garota de Ipanema, batizado em homenagem à famosa canção de Vinicius de Moraes e Tom Jobim, que possui uma área verde preservada, brinquedos para as crianças, além de um mirante para a belíssima paisagem da praia de Ipanema.

O Arpoador também é um local estratégico para aqueles que desejam apreciar a gastronomia e a famosa noite carioca. Sem necessidade de grandes deslocamentos, estão alguns dos melhores bares, restaurantes e casas noturnas da cidade. Na região da Praça General Osório, onde está localizada uma estação de metrô, alguns dos mais conceituados e tradicionais bares e restaurantes como o Belmonte (rua Teixeira de Melo, 53), Fazendola (rua Jangadeiros, 14) e o Felice Ipanema (rua Gomes Carneiro, 30).

Na época do Carnaval, diversos blocos animam os foliões pelas ruas da região. Entre eles, destaca-se a Banda de Ipanema que, desde a sua fundação, em 1965, desfila pelas ruas do bairro ininterruptamente e sempre em três datas: no sábado, anterior em duas semanas; no sábado e na terça-feira de Carnaval. O evento é tão importante para a folia carioca que, em 2004, a Banda de Ipanema foi declarada oficialmente patrimônio cultural da cidade do Rio de Janeiro - o primeiro bem imaterial contemplado com esse reconhecimento.

Hospedagem - Se você está vindo de fora da cidade, e quer ficar na região, vai encontrar muitos hotéis e hostels nas proximidades. Uma boa opção é o Mercure Rio de Janeiro Arpoador, localizado na rua Francisco Otaviano nº 61, que interliga a avenida Vieira Souto em Ipanema à avenida Atlântica em Copacabana. O hotel, da categoria midscale da AccorHotels, tem 52 apartamentos, todos com dois ambientes, são equipados com mesa de trabalho, ar-condicionado, varanda, TV LCD, internet wi-fi e cofre.

Segundo a gerente-geral do Mercure Rio de Janeiro Arpoador, Priscila Machado, os mais recentes investimentos - montante não revelado - ocorreram na revitalização da recepção do hotel, ampliação do coffee shop e construção do Espaço Lounge. “Alguns apartamentos também já passaram por reformas e já estão previstas intervenções em outras acomodações em breve.” A unidade está sob administração da AccorHotels desde final de 2003.

Para a gerente-geral, o grande diferencial do hotel, que recebe tanto turistas de negócios quanto de lazer, é a localização. “Estamos entre a praia de Copacabana e Ipanema, região privilegiada para caminhadas, passeios de bicicleta e atividades ao sol. Próximas ao hotel estão as melhores referências da cidade em lojas, bares e restaurantes. Fácil acesso aos principais pontos da cidade, apenas 12 quilômetros do Aeroporto Santos Dumont e 30 quilômetros do Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão).”

“Para o turismo de negócios, o Mercure Rio de Janeiro Arpoador disponibiliza - somente no período da tarde - o espaço do restaurante para eventos como coquetéis, workshops, cursos e reuniões. O local é equipado com internet wi-fi e TV de LCD.”

Além disso, o hotel inaugurou recentemente uma horta e é dessa horta que saem alguns dos ingredientes que são servidos no café da manhã, orgânicos e frescos, colhidos pouco tempo antes do restaurante abrir. “A horta fica à disposição dos hóspedes para consumo.” Outra novidade recém-incorporada é o cardápio de pizzas, que são feitas artesanalmente com fermentação natural de 24 horas. “É como se estivesse fazendo pizza em casa.”

Crise - O ano de 2016 foi um ano próspero para o hotel, na avaliação de Priscila Machado. “Nos meses de janeiro, fevereiro e o período das Olimpíadas tivemos um significativo aumento na demanda, o que trouxe resultados positivos e, em alguns momentos, superou as expectativas. Nos outros meses conseguimos manter a média de ocupação.”

Para a gerente-geral, a crise mudou o perfil dos hóspedes, que têm aproveitado as viagens de negócios para unir a oportunidade com o lazer “esticando a viagem” para aproveitar o destino com a família no final de semana, por exemplo. “Este comportamento é conhecido como bleisure e tem se tornado muito frequente em nossos hotéis.”

Atualmente, o hotel conta com 34 colaboradores que são capacitados e treinados constantemente. “O nosso bom atendimento é elogiado pelos hóspedes em nossos canais de avaliação de satisfação, o que é motivo de orgulho para nossa equipe.”

*A jornalista viajou a convite da rede AccorHotels

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

23/09/2017
Morro da Garça desperta para o turismo
Cidade mineira já formatou rotas que misturam natureza, história e literatura
23/09/2017
Semana do Turismo vai do dia 26 a 30
A quarta edição da Semana do Turismo do Sistema Fecomércio MG, Sesc e Senac, com o tema “Comércio e Turismo Viajam Juntos”, pretende discutir a...
23/09/2017
Congonhas quer faturar com turismo
Município tem buscado qualificação e sensibilização de empresários e população em torno da ideia
23/09/2017
Vereadores são contra fechamento do Minascentro
O debate a respeito do fechamento do Minascentro iniciado pela Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih-MG) e demais entidades associadas ao segmento de...
23/09/2017
"Guimarães Rosa" inspira passeios
Morro da Garça, na região Central do Estado, faz parte do Circuito Turístico Guimarães Rosa, junto com as cidades de Araçaí, Buritizeiro, Corinto, Curvelo,...
› últimas notícias
Minas Gerais terá planta de grafeno até 2020
Planta da Mercedes em Juiz de Fora opera com estabilidade
Empresariado está mais otimista e Icei atinge o maior nível desde março de 2013, aponta CNI
Carrefour Brasil troca de presidente e anuncia a emissão de R$ 2 bi em notas
Unifei entre as mil melhores universidades do mundo
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:

Cadastrar
› Mais Lidas
Usiminas reajustará preços em 10,2%
Setor de mineração deve mudar o foco dos investimentos
Fiemg apresenta plano para o Alto Paranaíba
BR Food cogita reduzir produção em fábricas de Uberlândia
Crise econômica impacta o financiamento estudantil
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


23 de September de 2017
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.