22/07/2018
Login
Entrar




Política

16/06/2018

Arquiteta diz que conheceu Marisa Letícia

AE
Email
A-   A+
São Paulo - A arquiteta Maria Cecília de Castro afirmou, em depoimento ao juiz federal Sérgio Moro, na sexta-feira (15), ter apresentado à ex-primeira-dama Marisa Letícia o projeto para reforma da cozinha do sítio Santa Bárbara, em Atibaia (SP). Arrolada como testemunha de defesa de Fernando Bittar, proprietário do imóvel, ela disse que o projeto não foi executado porque Marisa não teria gostado. A arquiteta afirmou ter sido paga por Fernando Bittar pelo projeto.

De acordo com Maria Cecília, Fernando e Lilian Bittar a chamaram em 2013 porque havia “um problema na fossa” que estaria causando “mau cheiro” no sítio. “Eu fui lá dar uma olhada nisso”.

Em seguida, ela diz ter recebido outra solicitação do casal. “Queriam ampliar a cozinha, fazer uma mais moderna, fechada, dentro da casa. Uma cozinha mais moderna para a sala do jantar. Fiz um estudo para isso, mas o projeto não deu seguimento”, revelou.

Para o estudo da cozinha, Maria disse que o Fernando e Lilian queriam “mais pessoas dando palpite” no projeto. “Ele pediu para ter uma reunião com a tia dele para ela também dar palpite”, observou.. “Quando eu cheguei lá e encontrei com ele, ele ia apresentar e falou: Fernanda, vou te avisar que minha tia era a dona Marisa. Eu falei: ah, não sabia disso”, ressaltou.

“Apresentei, ela (Marisa) entendeu o que eu tava falando. Na verdade, ia ficar o projeto não exatamente como ela gostaria porque ia ter um pilar no meio da sala, ia ficar uma coisa meio estranha que ela não gostou muito. E eu falei pra ela: para ficar bom, a gente teria que reformar o telhado da casa”, concluiu.

O caso envolvendo o sítio representa a terceira denúncia contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no âmbito da Operação Lava Jato. Segundo a acusação, a Odebrecht, a OAS e também a empreiteira Schahin, com o pecuarista José Carlos Bumlai, gastaram R$ 1,02 milhão em obras de melhorias no sítio em troca de contratos com a Petrobras. A denúncia inclui ao todo 13 acusados, entre eles executivos da empreiteira e aliados do ex-presidente, até seu compadre, o advogado Roberto Teixeira.

O imóvel foi comprado no final de 2010, quando Lula deixava a Presidência, e está registrado em nome de dois sócios dos filhos do ex-presidente, Fernando Bittar - filho do amigo e ex-prefeito petista de Campinas Jacó Bittar - e Jonas Suassuna. A Lava Jato sustenta que o sítio é de Lula, que nega.

Em nota, o advogado Cristiano Zanin Martins, que defende Lula, afirmou: “A testemunha informou que Fernando Bittar pediu e pagou pelo trabalho da arquiteta, deixando evidente, uma vez mais, que ele é o proprietário do sítio, como consta no Cartório de Registro de Imóveis”, argumentou.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

21/07/2018
TJMG nega pedido de soltura de Azeredo
Ex-governador pleiteou relaxamento da prisão até o julgamento de recursos em instâncias superiores
21/07/2018
Apoio do Centrão dá fôlego a Alckmin
Aliança está longe de colocar o ex-governador paulista em situação confortável no pleito de outubro
21/07/2018
Candidatura de Ciro é oficializada
Brasília - O PDT oficializou na sexta-feira (20) a candidatura de Ciro Gomes à Presidência da República na sede do partido em Brasília. Diante da...
21/07/2018
PT quer Josué na chapa de Pimentel
São Paulo - O PT vai trabalhar para que o empresário Josué Gomes (PR) não aceite ser candidato a vice-presidente na chapa do ex-governador paulista Geraldo Alckmin...
21/07/2018
Ex-governador do Mato Grosso do Sul é preso pela Polícia Federal
São Paulo - A Polícia Federal prendeu na sexta-feira (20) o ex-governador do Mato Grosso do Sul André Puccinelli (MDB) , seu filho André Puccinelli Júnior e um...
› últimas notícias
Exportações de soja devem ser recorde no próximo ano
Renovação da concessão da EFVM pode ser resolvida na Justiça
Pessimismo aumenta na indústria mineira
Minas mantém sequência de superávit
Brasil fecha 661 vagas com carteira assinada
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


21 de julho de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.