22/07/2018
Login
Entrar




Economia

12/07/2018

Atraso na entrega amplia venda de cimento em junho

Reuters
Email
A-   A+
São Paulo - As vendas de cimento no Brasil tiveram forte alta em junho na comparação anual, mas o movimento foi atribuído pelo setor à dificuldade nas entregas no fim de maio, gerada pela greve dos caminhoneiros, e não a uma melhora na demanda pelo insumo.

Segundo dados do Sindicato Nacional da Indústria do Cimento (Snic), as vendas do insumo em junho somaram 4,972 milhões de toneladas, um crescimento de 13,2% na comparação com o mesmo mês do ano passado, e expansão de 38,6% frente ao volume de maio.

“Deu uma melhorada (nas vendas), mas isso foi uma consequência do represamento das vendas do período entre final de maio e início de junho”, avaliou o presidente do Snic, Paulo Camillo Penna.

“As primeiras informações que tivemos apontam que a última semana de junho foi muito fraca, muito em linha com a queda da produção industrial”, acrescentou Penna.

Segundo os dados mais recentes do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de maio, a produção industrial do País caiu 10,9% em maio sobre abril e recuou 6,6% no comparativo anual.

Com o desempenho do mês passado, os produtores de cimento do País fabricaram no primeiro semestre 25,392 milhões de toneladas, uma queda de 1,5% na comparação com um ano antes.

Na avaliação do presidente do Snic, o setor deverá ter agora em 2018 uma quarta queda consecutiva de vendas, ante expectativa mais cedo neste ano de que a comercialização poderia crescer 1% ou 2%. A entidade ainda não concluiu cálculo de nova projeção para o ano.

Tradicionalmente, o desempenho do segundo semestre é melhor que a primeira metade do ano, mas, mesmo que essa tendência seja mantida em 2018, Penna avalia que as vendas da segunda metade do ano teriam que crescer cerca de 10% apenas para o ano empatar com 2017.

“Muito provavelmente, vamos fechar o ano com um número negativo de vendas”, ponderou Penna, citando a queda nas confianças dos empresários e dos consumidores após a greve dos caminhoneiros e as incertezas sobre a economia geradas pelo processo eleitoral.

Tabela de frete - Além do quadro econômico fraco, Penna citou impactos ao setor gerados pela tabela de frete rodoviário, cuja medida provisória que a instituiu no fim de maio foi aprovada ontem pela Câmara dos Deputados.

O presidente do Snic afirmou que os fabricantes estão negociando a “melhor forma” de frete para escoar a produção com milhares de caminhoneiros autônomos, que “guardam hoje uma relação de fidelidade e reciprocidade” com as empresas.

Penna afirmou que, se implementada na totalidade, a tabela poderia mais que dobrar a base de custos dos fabricantes ante nível atual de 28% da receita líquida. A tabela está sendo questionada na Justiça por empresas e entidades do setor privado.

“É impossível utilizar essa tabela no quadro atual de matéria-prima em alta e preço (do cimento) em baixa e ainda ter algum resultado para indústria”, disse Penna.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

21/07/2018
Renovação da concessão da EFVM pode ser resolvida na Justiça
Estados de Minas e ES discordam do investimento da ferrovia fora da área de atuação
21/07/2018
Pessimismo aumenta na indústria mineira
Em julho, índice que mede a confiança do setor no Estado voltou a recuar e fechou em 47,1 pontos
21/07/2018
Minas mantém sequência de superávit
Em junho, saldo foi positivo em 12.143 postos de trabalho, somando 91.506 no semestre e 45.995 em 12 meses
21/07/2018
Brasil fecha 661 vagas com carteira assinada
Brasília - O Brasil encerrou o mês de junho com o fechamento de 661 vagas de emprego com carteira assinada, de acordo com o saldo entre contratações e...
21/07/2018
Governo quer leilão da Eletrobras até agosto
Perspectiva de encerrar processo até o fim do próximo mês tentará evitar liquidação de distribuidoras
› últimas notícias
Exportações de soja devem ser recorde no próximo ano
Renovação da concessão da EFVM pode ser resolvida na Justiça
Pessimismo aumenta na indústria mineira
Minas mantém sequência de superávit
Brasil fecha 661 vagas com carteira assinada
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


21 de julho de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.