16/08/2018
Login
Entrar

Internacional

11/05/2018

Austrália Ocidental prevê queda de 9% nos preços

Reuters
Email
A-   A+
Melbourne - O governo da Austrália Ocidental, uma das regiões mais ricas em minério de ferro do mundo, espera que os preços da commodity caiam por volta de 9%, para uma média de US$ 61,90 por tonelada em 2018/19, informou ontem a administração.

A expectativa é de que os preços do minério de ferro tenham queda neste ano por pressão da ampla oferta, por uma demanda potencialmente mais lenta na China, maior consumidor mundial, e um lucro reduzido na produção de aço.

Embora medidas da China para diminuir a poluição e cortes na produção de aço devam continuar em 2018, analistas disseram que essas questões podem ter efeito mais limitado sobre o mercado de aço do que no ano passado, quando a redução na produção levantou os preços do material.

O governo do estado previu, em seu orçamento anual, que o preço de referência do minério de ferro entregue no norte da China, incluindo os custos e frete, deve cair ainda mais, para US$ 60,80 em 2019/20, antes de subir para US$ 63,40 em 2021/22.

Já a previsão para 2017/18 está em linha com a estimativa média para os preços de referência em pesquisa da Reuters de janeiro, de US$ 62 por tonelada em 2018, abaixo dos cerca de US$ 71 do ano passado.

O contrato de referência do minério de ferro para entrega na China é negociado atualmente a cerca de US$ 66,46 a tonelada.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

15/08/2018
EUA ameaça com novas sanções e Turquia promete retaliar
Pressão americana é para que turcos libertem pastor
15/08/2018
Militares são presos suspeitos de ataque
Caracas - O procurador-geral da Venezuela, Tarek Saab, revelou, na terça-feira (14), que dois militares de alta patente foram presos por suposto envolvimento em explosões de drones...
14/08/2018
Argentina eleva taxa de juros para 45% para conter o dólar
Decisão ocorre após a crise na Turquia movimentar os mercados globais
14/08/2018
Erdogan culpa "terroristas econômicos" por crise
Ancara - O presidente da Turquia, Tayyip Erdogan, acusou, ontem, “terroristas econômicos” de conspirar para prejudicar o país, ao divulgar informações...
11/08/2018
Rússia ameaça retaliar os EUA caso haja restrições a bancos
Russos temem efeitos de novas sanções sobre economia
› últimas notícias
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


15 de agosto de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.