Publicidade
21/02/2018
Login
Entrar

Negócios

09/02/2018

Belo Horizonte terá posto de comando para garantir segurança durante o Carnaval

Daniela Maciel
Email
A-   A+
COP-BH: 100 posições ocupadas 24 horas por dia/Divulgação
Criado em 2014, por ocasião da Copa do Mundo Fifa, o Centro de Operações da Prefeitura de Belo Horizonte (COP-BH), instalado no bairro Estoril, na região Oeste, está pronto para o Carnaval. A previsão é de que 3,6 milhões de pessoas saiam pelas ruas da Capital - de 27 de janeiro a 18 de fevereiro -, sendo 180 mil turistas. Dados da Empresa Municipal de Turismo de Belo Horizonte (Belotur) informam que a folia de 2018 contará com 480 blocos de rua cadastrados, que farão cerca de 550 cortejos, número bem maior do que o do ano passado, quando aconteceram 416 desfiles.

No COP-BH reúnem-se os principais órgãos de segurança e infraestrutura pública do Estado e do município para monitorar e coordenar ações que vão desde o deslocamento da guarda-civil para atendimento a ocorrências, até a limpeza das ruas após os desfiles, passando por acionamento de ambulâncias, fechamento e abertura de vias, segurança patrimonial dos equipamentos públicos, fiscalização dos ambulantes, entre outras ações. Serão 100 posições ocupadas 24 horas por dia.

De acordo com a coordenadora do COP-BH, Geórgia Ribeiro, o Centro de Operações funciona todos os dias, 24 horas. O que acontece no Carnaval é uma mobilização especial já que o evento muda radicalmente a rotina da cidade. Terão assento no Centro de Operações - durante os quatro dias de festa - órgãos e empresas públicas como: Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte S/A (BHTrans), Superintendência de Limpeza Urbana (SLU), Guarda Municipal, Polícia Militar (PM), Corpo de Bombeiros, Defesa Civil, Polícia Civil, Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), Companhia Energética de Minas Gerais S.A. (Cemig), Companhia de Gás de Minas Gerais (Gasmig), Empresa Municipal de Turismo de Belo Horizonte (Belotur), entre outros.

“Este é um trabalho coordenado pela Belotur que começa muito antes do Carnaval. Usamos uma série de ferramentas, inclusive algumas públicas, no intuito de monitorar, fiscalizar e coordenar as ações para que a festa tenha o menor impacto possível sobre o funcionamento da cidade preservando o direito de todos se divertirem”, explica Geórgia Ribeiro.

Para o presidente da Belotur, Aluizer Malab, a tecnologia de monitoramento e coordenação do evento, desenvolvida a partir do COP-BH, parte da mobilização conjunta de todos os órgãos envolvidos na organização da festa. “Aqui no COP-BH está reunida toda a inteligência que cuida da organização e segurança dos foliões e também daqueles que querem descansar e precisam se locomover e ter acesso aos equipamentos públicos da cidade”, destaca Malab.

Entre as ferramentas usadas pelo COP-BH a principal é a BH Geo, uma plataforma georreferenciada, baseada nas informações dos blocos que vão desfilar. Assim é possível saber onde estão os postos de saúde, os pontos de ônibus ou as ruas interditadas em um determinado trajeto, antecipando problemas e agindo de forma muito mais assertiva quando acontece um imprevisto.

Além da BH Geo, são usadas ferramentas como grupos de aplicativos de mensagem, mais de 1,6 mil câmeras e as Unidades de Segurança Preventiva da Guarda Municipal. A novidade de 2018 são as equipes volantes. “É uma equipe integrada de agentes da BHTrans, Polícia Militar, Guarda Municipal e fiscais que ficam em vans que são deslocadas de acordo com a necessidade detectada pela sala de comando no COP-BH. Já tivemos utilização desse recurso com muito sucesso no pré-carnaval”, afirma a coordenadora do COP-BH.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

21/02/2018
Software: setor "briga" contra bitributação
Cenário normativo é nebuloso; fabricantes se unem contra incidência de ICMS e ISS
21/02/2018
App Boca a Boca já tem dois mil usuários
Um lugar para passar as férias, um bom restaurante, um serviço de assistência mecânica de confiança. Não importa qual a necessidade: o hábito de pedir...
21/02/2018
Um líder para os líderes: as regras e as histórias que fizeram de Vicente Falconi uma referência na gestão
Para muita gente, o professor Falconi é sinônimo de eficiência em gestão. Conheça mais sobre os conceitos que até hoje norteiam algumas das principais empresas do país
21/02/2018
Leis de incentivo devem estimular criação de startups
O governo federal regulamentou na quinta-feira (8), medidas de incentivo à inovação e à pesquisa científica e tecnológica no ambiente produtivo. O decreto...
21/02/2018
Falta de mobilidade urbana afeta varejo
Hipercentros, como o de Belo Horizonte, são os que mais sofrem os efeitos da falta de estrutura
› últimas notícias
Alienação fiduciária será analisada pelo STF
Formação Bruta de Capital Fixo recua 2% em 2017, segundo o Ipea
Desistência em aprovar reforma da Previdência é fator negativo para nota
Produção de ouro da AngloGold cresce 4%
Plano Rota 2030 será anunciado neste mês
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Electric Ink investe R$ 12 mi em Uberaba
Empresas tradicionais se rendem à cultura das startups
Coco Bambu vai desembarcar na Capital e Uberlândia
Mudanças legislativas geram divergências
Governo adia votação de reforma
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


21 de fevereiro de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.