Publicidade
26/04/2018
Login
Entrar

Agronegócio

12/04/2018

BH sedia 1º Seminário da Cachaça

Evento será nos dias 17 e 18 de abril e visa toda a cadeia da produção artesanal de alambique
Da Redação
Email
A-   A+
A cachaça artesanal tem ganhado cada vez mais espaço dentro do agronegócio em Minas/Carlos Alberto/Imprensa MG/Divulgação
O governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), realiza nos próximos dias 17 e 18 de abril o 1º Seminário Estadual da Cachaça Artesanal de Alambique. O evento será no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais (Crea-MG), em Belo Horizonte, e as inscrições gratuitas já estão abertas.

O evento espera reunir produtores, técnicos, comerciantes, empresas e instituições que estejam alinhados com as ações relacionadas à qualidade, segurança e certificação da cachaça artesanal de alambique.

A participação da cachaça artesanal vem crescendo no ranking dos produtos que se destacam no cenário do agronegócio mineiro e despertando a atenção do mercado internacional, mas não como commodity, a exemplo dos grãos soja e milho, e sim como bebida gourmet.

Na avaliação do superintendente de Apoio à Agroindústria da Secretaria de Agricultura, Gilson Sales, o segmento vem passando por uma mudança no perfil do consumidor, que está cada vez mais sofisticado, seletivo e exigente quanto à qualidade.

Segmento - A produção mineira está em torno de 150 milhões de litros. O Estado tem pouco mais de 4,2 mil alambiques informais. Segundo a Associação Nacional dos Produtores de Cachaça (Anpaq), 700 são registrados no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), órgão federal responsável pelo registro.

O Estado possui um programa de certificação da bebida, o Certifica Minas Cachaça. Executado pelo Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), o programa conta com 18 marcas certificadas. Segundo o superintendente Gilson Sales, para atender a esse novo perfil de mercado, o produtor deve investir na certificação da produção, tema que será um dos destaques do seminário.

“Os programas de certificação são de adesão voluntária, mas é um investimento que o produtor faz em seu negócio. O processo valoriza e promove a marca, coloca o produtor em dia com a legislação, permitindo que ele saia da clandestinidade para o mercado formal, e abre as portas de um nicho de mercado que procura exatamente por este produto diferenciado”, afirma Sales.

Tributação - Outro tema de grande interesse do setor produtivo que será abordado, durante o seminário, é o Simples Nacional. Segundo o superintendente do Sindicato das Indústrias da Cerveja e Bebidas em Geral (SindBebidas), Cristiano Lamêgo, será explicado aos produtores como vai ser a tributação a partir do momento em que se optar por esse regime diferenciado.

“Esta é uma conquista do setor, aprovada em janeiro deste ano. Quem optar pelo Simples Nacional vai ter uma redução em torno de 60% a 70% no volume de imposto”, avalia Lamêgo.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

26/04/2018
Projeto fomenta desenvolvimento da agricultura em regiões mineiras
Iniciativa da Epamig já teve 1º passo dado
26/04/2018
Vacinação contra aftosa tem início em maio
Começa na próxima terça-feira, 1º de maio, a primeira etapa anual de vacinação contra a febre aftosa em Minas Gerais. Produtores rurais terão...
26/04/2018
Brasil vai negociar material genético e animais em feira
O Departamento de Saúde Animal (DSA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), a Agência Brasileira de Promoção de...
25/04/2018
Levantamento aponta recuo de 3,6% na safra de cana-de-açúcar
Ainda segundo dados da Conab, produção do etanol se manteve estável e a do açúcar caiu na temporada 17/18
25/04/2018
3corações investe em novos produtos para expandir mercado pelo País
São Paulo - O grupo 3corações, líder brasileiro no segmento de café torrado e moído, buscará ampliar suas vendas de cafés especiais com...
› últimas notícias
Incertezas do Brasil e juros dos EUA levam o dólar a subir
Porto de Santos atinge nível recorde no movimento de cargas em março
Confiança do consumidor sobe só 0,3%
Caixa retoma 1.089 imóveis em Minas
Santander reduz juros anuais para 8,99%
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


26 de abril de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.