Publicidade
11/12/2017
Login
Entrar

»

Finanças

08/07/2007

BM&F: operações sobem 66%

Email
A-   A+
Mais de 200 milhões de contratos comercializados no ano

São Paulo — A Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) encerrou o primeiro semestre de 2007 com volume de negócios 66,37% maior que o do mesmo período do ano passado. De janeiro a junho de 2007, foram comercializados 220,37 milhões de contratos, contra 132,46 milhões dos primeiros seis meses de 2006, com média de 1,79 milhão de contratos diários nos primeiros seis meses de 2007.

Em junho, o volume total negociado foi de 42,67 milhões de contratos — mais do que o dobro do registrado em junho de 2006 (19,66 milhões). Em relação a maio, junho cresceu 2,73%, com média diária de 2,13 milhões de contratos. Os mercados que mais se destacaram no mês passado foram os futuros de juro (DI), dólar e Ibovespa.Com24,7milhões de contratos, o DI futuro encerrou o mês com mais do que o dobro do volume assinalado em junho de 2006 (11,08 milhões).

Na comparação com maio, a elevação foi de 9,08%, com 22,64 milhões de contratos registrados. O futuro de dólar, que havia negociado 4,18 milhões de contratos no mesmo período do ano passado, atingiu 8,01 milhões de contratos. Em maio último, o volume de dólar totalizou 7,90 milhões de contratos. Já o Ibovespa futuro cresceu 74,13% em junho (2,61milhões de contratos) sobre igual período de 2006 (1,5 milhão). Comparando- se com maio, a elevação chegou a 23,37%.

Em 29 de junho, último pregão do mês, os contratos em aberto atingiam 17,02 milhões de posições registradas, alta de 39,35% em relação ao último dia de junho de 2006. (AG)

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

19/10/2013
Governo vai ao FMI negociar critérios da dívida bruta
Brasília - O Brasil vai enviar uma missão técnica a Washington, nos dias 20 a 26 de outurbo, para discutir com o Fundo Monetário Internacional (FMI) mudanças no cálculo da dívida bruta...
19/10/2013
"Abandono" gera divergências
Especialistas dizem que ele continua de pé, mas "fragilizado" por aumento em gastos públicos.
19/10/2013
Economistas desconfiam de situação artificial
Em contraponto a uma corrente de economistas "neodesenvolvimentistas", que pregam o crescimento do país como prioridade, ainda que os meios abalem as estruturas do tripé econômico, outros...
19/10/2013
Nos ajustes, Bovespa garante pequena elevação
Nos ajustes, Bovespa garante pequena elevação; Petrobras cai. São Paulo - As mesmas blue chips que sustentaram os ganhos pela manhã empurraram a Bovespa para baixo à tarde. O índice...
19/10/2013
IPCA-15 acelera em outubro e sinaliza alta até fim do ano
Índice que mostra prévia subiu para 0,48% em outubro. ALISSON J. SILVA Em outubro, Alimentação e Bebidas teve alta de 0,70%, contra 0,04% no...
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.