19/06/2018
Login
Entrar




Negócios

14/06/2018

BNDES e ABF lançam projeto para franquias

ABr
Email
A-   A+
Projeto do banco de fomento visa ampliar o acesso das franquias ao Cartão BNDES/Riacho Doce/Reuters
Rio - O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) apresentou nesta semana o Projeto Franquias, que vai ampliar o acesso do Cartão BNDES para o mercado de franquias no País. O cartão foi criado há 16 anos para apoiar as micro, pequenas e médias empresas, mas a penetração no setor de franquias é de apenas 15%.
“Historicamente, o Cartão BNDES nunca era visto como uma opção para franquias.

Quando a gente via o comportamento de franqueados no cartão, a gente começa a perceber que ele é esparso. E, dialogando com o setor, a gente se deu conta de que poderia criar um ambiente de negócios para franqueado, em que ele pudesse se identificar como comprador, entender as opções de compra dele dentro do portal”, explica o administrador do banco Yuri Mourão, que apresentou o projeto. Segundo ele, no ano passado o cartão ofereceu crédito rotativo total de R$ 2,6 bilhões.

Mourão explica que, para ter acesso ao cartão, as empresas devem ter sede no Brasil e faturamento de até R$ 300 milhões, além de estar em dia com os tributos. Segundo ele, atualmente 60% das franquias do país poderiam estar usando o cartão, e com o projeto esse percentual pode chegar futuramente a 90%.

“A partir desse diálogo, queremos também fornecer coisas que a ele [franqueado] nunca se viu comprando no cartão, como por exemplo, uma proposta que a gente está aguardando a aprovação, de locação de máquinas e equipamentos. É uma atividade industrial brasileira de R$ 6 bilhões por ano, com 5 mil fornecedores, e que nós nunca apoiamos e a gente só foi descobrir isso depois do diálogo com os franqueadores. A ideia é explorar o potencial que verdadeiramente ele possui”, diz o administrador.

Dentro do site do Cartão BNDES, foi aberto um ambiente para os franqueadores se cadastrarem e listarem os fornecedores, sem custos. “Isso vai facilitar para o franqueado e passa a ser um luxo para o fornecedor estar nessa lista”, diz Mourão, que incentivou as franquias a aderirem, também gratuitamente à automação das vendas pelo Cartão do BNDES, utilizando a API do banco, já que 57% das vendas do setor já é feita por e-commerce.

Setor - O vice-presidente da Associação Brasileira de Franchising (ABF), André Friedheim, ressaltou que o setor de franquias no País está em crescimento, com 7% no acumulado de 12 meses encerrando no primeiro trimestre de 2018, o que representa uma variação de R$ 154,426 bilhões para R$ 165,190 bilhões em faturamento. Para ele, a parceria com o BNDES vai impulsionar o mercado.

“É um grande marco para o sistema de franquias, porque existe essa demanda natural tanto para o financiamento da operação na hora da implantação quanto para o dia a dia. O Cartão BNDES, que já é um instrumento que eles têm há 16 anos, agora a gente vai conseguir colocar isso no mercado de franquias de uma maneira mais estruturada, através dos bancos repassadores. As taxas são as padronizadas do Cartão BNDES, mas que já é muito bom, porque muitos franqueados muitas vezes precisam de capital de giro pra fazer a operação acontecer e não tem acesso a esse financiamento”.

Segundo os dados da ABF, existem hoje no País 147.657 unidades de franquias, de aproximadamente 2.800 marcas, que geram juntas 1.199.861 empregos e respondem por 2,4% do PIB do País.

“O mercado de franquias continua crescendo, a nossa expectativa é que continue crescendo esse ano e com mais acesso ao crédito a tendência é que a gente consiga ter uma melhor a performance”, disse Friedheim.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

19/06/2018
Araujo investe em aplicativo para impulsionar vendas
Meta da rede é atingir receita de R$ 2,2 bi neste ano
19/06/2018
iMedicina recebe aporte da Cedro Capital
Criadora de uma solução inovadora para gestão e divulgação de consultórios médicos, a startup mineira iMedicina pretende triplicar seu faturamento...
19/06/2018
Meios de hospedagem legais aumentam 54% após fiscalização do Mtur
O número de meios de hospedagem cadastrados no Cadastur, do Ministério do Turismo, cresceu 54% desde o início da “Operação Verão Legal”...
19/06/2018
Profissionais devem se preparar para a retomada do mercado
Planejamento é a palavra de ordem no atual mercado de trabalho, seja para quem vai contratar ou para os profissionais que desejam se movimentar ou se recolocar. “O ritmo de...
19/06/2018
Empresários planejam políticas de redução de custos
Em um ambiente global de negócios em constante mudança, empresas com metas agressivas de redução de custos tendem a obter vantagens competitivas. A pesquisa global de...
› últimas notícias
Preço do diesel recua R$ 0,41 em Minas
Mais de 40% das empresas usam planilhas ao contratar
Inadimplência recua na Capital
TCU vai apurar se cobrança por despacho de bagagem reduziu preços das passagens
Governo espera movimentar a economia com liberação de saques
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


19 de junho de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.