18/08/2018
Login
Entrar

Finanças

12/06/2018

BNDES vai focar apoio a empresas nascentes

AE
Email
A-   A+
Brasília - O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Dyogo Oliveira, disse, ontem, que a instituição continuará vendendo participação em empresas maduras para concentrar sua atuação no apoio a empresas nascentes. Em seminário sobre mercado de capitais promovido pelo BNDES e pelo Tribunal de Contas da União (TCU), ele afirmou que o resultado das participações do banco em empresas tem sido muito satisfatório e que a gestão da carteira do banco tem sido positiva e trazido bons resultados para o País. Ele citou como exemplo a valorização da participação do banco na Eletropaulo de mais de 200%.

Dyogo, no entanto, reforçou que a participação do BNDES em empresas tem que ser temporária. “O papel do banco é fazer com que empresas brasileiras se desenvolvam e tragam benefícios para o País”, completou.

Ele ressaltou, no entanto, que a participação em empresas é um negócio de risco e que sempre haverá investimentos que não darão retorno. “Uma empresa que dá certo justifica todo o investimento e esforço, porque ela será uma dessas empresas gigantes que temos hoje”, ponderou, ressalvando que não convém comparar os resultados do banco enquanto acionista de empresas com os obtidos com financiamentos.

O presidente do BNDES disse ainda que tem enfatizado em sua gestão o desenvolvimento do mercado de capitais, que, para ele, é o caminho natural para o desenvolvimento da infraestrutura em um momento de restrição fiscal. “Com a falta de reformas, sofreremos uma situação que inviabiliza investimentos do governo”, completou.

No evento, Dyogo Oliveira fez um panorama histórico do desenvolvimento do mercado de capitais e afirmou que há hoje um processo de reintegração entre este mercado e o bancário. Ele ressaltou que instituições públicas, como o próprio BNDES e a Caixa, não podem deixar de ter instrumentos do mercado de capitais. “Não adianta querer emprestar dinheiro para empresas que estão nascendo, elas não têm capacidade de tomar dívida”, exemplificou.

Leia também:
Tesouro pode receber pagamento antes

Meta
- O presidente do BNDES disse que o banco já cumpriu cerca de 40% da meta de venda de participação em empresas de 2018, que é de R$ 10 bilhões. Esse valor não inclui a operação com a Fibria, feita em março. Ele ressaltou que a estratégia do BNDES é vender participação em empresas maduras e focar nas nascentes.

“Todas as empresas da nossa carteira estão em processo de desenvolvimento. Estamos com estratégia bem forte de desinvestimento, não posso falar quem está mais perto, porque isso desvaloriza ativos, mas a estratégia está bem definida”, afirmou Dyogo.
Ele destacou que investir em empresas iniciantes implica em tomar mais risco, mas ressaltou que a inadimplência do banco, hoje em 1,6%, é a mais baixa do mercado.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

18/08/2018
Dólar encerra 2ª semana em alta
Na cena interna, pesquisa de intenção de votos acabou impactando humor de investidores
18/08/2018
Indicador avança 0,67% em nova prévia de agosto
Rio de Janeiro - O Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) subiu 0,67% na segunda prévia de agosto, após ter aumentado 0,53% na segunda prévia de julho. A...
18/08/2018
Demora em reformas pode afetar progresso
Brasília - O Banco Central (BC) afirmou, na sexta-feira (17), em seu Boletim Regional, que “o nível de incerteza relativo ao ritmo de implementação de reformas e...
18/08/2018
Ibovespa recua e acumula queda de 0,6%
São Paulo - O Ibovespa caiu na sexta-feira (17), revertendo a alta da semana, diante de maiores receios com a cena eleitoral e a apreensão envolvendo a Turquia, com as...
17/08/2018
Mercado revê projeção e estima déficit menor no ano
Segundo boletim Prisma deste mês, rombo no País deve ser de R$ 148,1 bi
› últimas notícias
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


18 de agosto de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.