21/06/2018
Login
Entrar

Internacional

10/03/2018

Brasil espera ampliar exportações para o Canadá

Em 2017, fluxo entre países foi de US$ 4,5 bilhões
ABr
Email
A-   A+
Ministro Marcos Jorge destacou importância do mercado consumidor canadense para o País/Washinton Alves/Divulgação
Brasília - O ministro brasileiro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge, disse, na sexta-feira (09), que espera um aumento expressivo e a diversificação da pauta exportadora do Brasil para o Canadá, que atualmente é bastante concentrada.  As declarações foram feitas a propósito da abertura das negociações de um acordo de Livre Comércio entre o Mercosul e o Canadá, em Assunção, no Paraguai.

O evento reuniu os chanceleres dos quatro países do Mercosul - Aloysio Nunes (Brasil),  Eladio Loizaga (Paraguai), Rodolfo Nin Novoa (Uruguai) e Jorge Faurie (Argentina) - e o ministro canadense de Comércio Internacional, François-Philippe Champagne.

Segundo Marcos Jorge, que também marcou presença em Assunção, as negociações com o Canadá demonstram o quanto o Mercosul vem trabalhando para promover uma maior abertura comercial com outros países.  A primeira rodada negociadora já está marcada para a semana de 19 de março, em Ottawa.

“O Canadá é um importante e exigente mercado consumidor. Em 2017, o fluxo comercial entre Brasil e Canadá foi de cerca de US$ 4,5 bilhões, com um superávit para o Brasil de pouco mais de US$ 950 milhões”, disse o ministro. Ele ressaltou que Mercosul e o Canadá negociam um acordo amplo, que envolve temas como o comércio de bens, serviços, compras governamentais, pequenas e médias empresas, barreiras não tarifárias e propriedade intelectual.

Marcos Jorge considera muito estratégicoo momento para o início dessas negociações, que ocorre um dia após os Estados Unidos anunciarem sobretaxas sobre a importação de produtos de aço e de alumínio. “Enquanto alguns atores internacionais se fecham, o Brasil e os sócios do Mercosul têm demonstrado que é fundamental a integração dos nossos mercados às cadeias globais de valor. A negociação de novos acordos, como este com o Canadá, é um importante caminho”, avaliou.

Relacionamento - Nos últimos anos, a participação brasileira nas importações canadenses oscilou em torno de 0,6%. Já os produtos canadenses representam entre 1% e 1,5% das compras brasileiras. A pauta comercial bilateral é bastante concentrada em produtos químicos inorgânicos, açúcar e produtos de confeitaria, pedras e metais preciosos (do lado brasileiro) e adubos e fertilizantes, reatores nucleares, máquinas e aparelhos, aeronaves e suas partes (do lado canadense).

Análises preliminares indicam potencial oportunidade para, pelo menos, 90 produtos brasileiros, principalmente calçados, produtos químicos, de borracha, minerais não metálicos e automóveis.

O Canadá aplica, em média, tarifa de 22,5% sobre a importação de produtos agrícolas e de 6% sobre produtos manufaturados. Na área industrial, acordos firmados pelo Canadá tendem a promover eliminação imediata de tarifas, com exceção do setor automotivo.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

21/06/2018
UE inicia cobrança a produtos dos EUA amanhã
Taxa de importação será de 25%
21/06/2018
Trump desiste de política de imigração
Washington - O presidente dos Estados Unidos (EUA), Donald Trump, desistiu ontem de uma política de imigração que gerou críticas no país e no exterior,...
21/06/2018
Diretoria do FMI aprova empréstimo à Argentina de US$ 50 bilhões
São Paulo - A diretoria executiva do Fundo Monetário Internacional (FMI) aprovou ontem, pelo prazo de três anos, um empréstimo de US$ 50 bilhões à...
20/06/2018
Áudio com crianças aumenta polêmica de política de imigração
Separação de famílias tem causado comoção no país
20/06/2018
Merkel e Macron entram em acordo por orçamento para investimentos no bloco
Berlim - A chanceler alemã, Angela Merkel, e o presidente francês, Emmanuel Macron, concordaram ontem em criar um orçamento da zona do euro voltado para estímulo a...
› últimas notícias
Conselho da Vale aumenta cautela após desastre da Samarco, em Mariana
Confiança do empresário recua 6,7 pontos
Pesquisa aponta que 92% das empresas do País esperam mais receita e patrimônio até 2020
Presidente Temer afirma que Brasil abriu mais 33 mil vagas formais de emprego em maio
Belgo-Mineira Bekaert investirá R$ 107 mi em planta de Itaúna
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


21 de junho de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.