16/07/2018
Login
Entrar

Agronegócio

12/04/2018

Brasil exportará material genético ao Marrocos

Da Redação
Email
A-   A+
O Departamento de Saúde Animal (DSA) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) recebeu, na terça-feira (10), a confirmação de que o Marrocos irá comprar do Brasil material genético de perus (ovos férteis de perus e perus de um dia). A Embaixada brasileira em Rabat informou que o Escritório Nacional de Segurança Sanitária dos Produtos Alimentícios (ONSSA) do Marrocos aprovou os Certificados Zoosanitários Internacionais (CZI), viabilizando as exportações àquele mercado.

As negociações sanitárias com o Marrocos foram rápidas, tendo sido iniciadas neste ano, motivadas por ações de prospecção de mercado realizadas em conjunto pelo Mapa e pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). Os marroquinos demonstraram grande interesse em importar material genético avícola brasileiro para suprir sua cadeia de produção de carne de perus, de acordo com a coordenadora do Trânsito e Quarentena Animal (CTQA), Judi da Nóbrega.

Alta rentabilidade - A partir de agora, o Marrocos integra o grupo de cerca de 50 países das Américas, Oriente Médio, África, Europa e Ásia que importam regularmente material genético avícola do Brasil. O material de reprodução exportado tem altíssimo valor agregado e supera em 55 vezes a tonelada de frango embarcada ao exterior, afirma a coordenadora do Mapa.

Em 2016 (último dado da ABPA), foram exportadas 9,39 mil toneladas de ovos férteis e 754 toneladas de pintinhos de um dia. A receita cambial com a venda foi de US$ 87,2 mil por t, enquanto que a carne de frango somou US$ 1,56 mil/t.

Segundo Judi da Nóbrega, “os mercados importadores de genética avícola do País encontram-se em franca expansão”. A coordenadora diz ainda que os principais fatores que contribuem para as sucessivas conquistas de mercados externos são o reconhecimento internacional da condição sanitária dos plantéis avícolas nacionais, o nível de biosseguridade dos estabelecimentos produtores de genética brasileira e a eficiência das linhagens avícolas produzidas no Brasil, que permitem desenvolver rapidamente produtos de qualidade e com índices zootécnicos (produtividade).

Na avaliação de Judi Nóbrega, o acesso e a manutenção de mercados importadores dessas mercadorias são estratégicos para o País. Ela lembra que o Brasil é o único país que nunca registrou ocorrência de influenza aviária de alta patogenicidade.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

14/07/2018
Faturamento com produtos mineiros cai 5,9%
No primeiro semestre, os negócios movimentaram R$ 3,72 bilhões, com recuo de 11,6% no preço médio
14/07/2018
Disputa entre China e EUA pode favorecer o Brasil
São Paulo - Em resposta à sobretaxa imposta pelos Estados Unidos a produtos chineses, o país asiático anunciou medidas contra importações de produtos...
13/07/2018
Mangalarga Marchador em crescimento
Em 2017 giro foi de R$ 500 mi, com projeção de alta de até 30% neste ano, incluindo negócios na Exposição Nacional
13/07/2018
Com valorização do dólar, comercialização da safra de café avançou para 31%
São Paulo - A comercialização de café da safra 2018/19 no Brasil avançou para 31% do total até 10 de julho, superando os 26% registrados há um...
13/07/2018
Importadores aceleram compras dos EUA e brasileiros têm interesse
Chicago - As tarifas retaliatórias da China sobre a soja norte-americana, ameaçadas há semanas e decretadas na sexta-feira, derrubaram os preços e provocaram uma onda...
› últimas notícias
JPMorgan encerra trimestre com receita 6,5% maior e lucro acima das expectativas
Setor de serviços encolhe 6,7% em maio em Minas Gerais
Cemig pretende alongar prazo de dívida
Faemg concede Medalha do Mérito Rural aos que contribuem com a agropecuária
Mercado de eventos dribla a crise em Belo Horizonte
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


14 de julho de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.