25/06/2018
Login
Entrar

Economia

12/10/2017

Captação cai 9,93% na comparação anual

Resgates, por sua vez, chegaram a R$ 5,32 bilhões, valor 17,37% superior ao contabilizado em agosto de 2016
AE
Email
A-   A+
Contribuições para os planos de previdência somaram R$ 74,65 bi de janeiro a agosto/Marcos Santos/USP Imagens/Divulgação
São Paulo - Os planos de previdência privada fecharam agosto com captação líquida positiva de cerca de R$ 5,6 bilhões, cifra 9,93% inferior à vista um ano antes, de acordo com dados publicados na quarta-feira (11) pela Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (FenaPrevi). A queda, de acordo com a entidade, reflete um maior número de resgates no período de referência. Foram R$ 5,32 bilhões resgatados, valor 17,37% maior do que o contabilizado em agosto de 2016.

Apesar da baixa em termos de captação líquida, o setor de previdência privada, após experimentar desaceleração nos últimos meses, voltou ao crescimento de dois dígitos. As contribuições aos planos somaram R$ 10,88 bilhões em agosto, segundo a FenaPrevi, resultado 13,45% superior ao verificado no mesmo mês do ano anterior, quando os aportes totalizaram R$ 9,59 bilhões.

Planos individuais - Conforme antecipou na terça a Coluna do Broadcast, o setor de previdência complementar aberta fechou o mês de agosto com 13,691 milhões de pessoas, sendo 10,220 milhões de planos individuais (incluindo os produtos para menores) e 3,471 milhões de planos coletivos. O número representa avanço de 8,26% em relação ao mesmo período do ano passado.

“O movimento de recuperação pelo qual o País está passando, ainda que tímido, começa a ter impacto no volume de contribuições”, avalia o presidente da FenaPrevi, Edson Franco, em nota.

No acumulado de janeiro a agosto, segundo a federação, as contribuições para os planos de previdência somaram R$ 74,65 bilhões, montante 5,70% superior ao de R$ 70,60 bilhões registrado em 2016. O resultado da captação líquida ficou com saldo positivo de R$ 34,17 bilhões, 3,4% menor, na mesma base de comparação.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

23/06/2018
Torcida não aquece as vendas no hipercentro
Giro caiu com greve dos caminhoneiros
23/06/2018
Prestadoras de serviços terrestres cogitam dispensa de pessoal com reoneração
Se perderem neste ano os benefícios fiscais com o projeto de reoneração da folha de pagamento, as empresas de ground handling (que prestam serviços terrestres de apoio...
23/06/2018
Liminar contrária não abala Mendes Júnior
Advogado da construtora afirma que decisão do TJMG não invalida plano apresentado pela construtora
23/06/2018
Primeiro leilão da Aneel prevê R$ 6 bi
São Paulo - O primeiro leilão de linhas de transmissão de 2018 do Brasil, promovido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), prevê R$ 6...
23/06/2018
BR Distribuidora aguarda decisão do TRT para mensurar os impactos
São Paulo - A BR Distribuidora afirma ter processos com perfil similar aos da Petrobras no tocante ao julgamento do Tribunal Superior do Trabalho (TST) da quinta-feira (21), e que...
› últimas notícias
Torcida não aquece as vendas no hipercentro
Prestadoras de serviços terrestres cogitam dispensa de pessoal com reoneração
Liminar contrária não abala Mendes Júnior
Primeiro leilão da Aneel prevê R$ 6 bi
BR Distribuidora aguarda decisão do TRT para mensurar os impactos
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


23 de junho de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.