Publicidade
18/01/2018
Login
Entrar

DC Mais

14/11/2017

Centenas de palhaços vão divertir Mariana

Da Redação
Email
A-   A+
Mais de uma centena de palhaços de diversas cores, estilos, tamanhos e nacionalidades são esperados em Mariana, na região Central do Estado, de quinta-feira a domingo, no Circovolante - 9° Encontro Internacional de Palhaços. Serão quatro dias de programação gratuita na Praça da Sé, Praça Gomes Freire, Rua Frei Durão, asilos e hospitais, além da descentralização, que leva espetáculos a bairros e distritos.

Serão espetáculos, rodas de conversa, shows de música, lançamento de livro e exibição de filmes. Mauro Consenza (Uruguai), Francois Buille (França), Umberto Rosichetti (Itália), Atalwalpa Coello (Peru), Circo Amarillo (Argentina/Brasil), Irmãs Cola (Brasil/SP), Artitude (Brasil/Brasília), Pé de Cana (Brasil/SP), Cia. Lunática (Brasil/MG), Palhaço Furreca (Brasil/MG), Cia. Circunstância (Brasil/MG), Palhaço Viralata (Brasil/MG), Uniclown (Brasil/MG), Cia. Sapato Velho (Brasil/RJ), Guga Morales (Brasil/RJ), Nopok (Argentina/Brasil) estão entre os palhaços confirmados.

O grande homenageado da edição é o palhaço Saracura. Descendente da terceira geração de uma família circense, Deusa Aparecida Reis fazia números de trapézio e equilíbrio com o pai, quando criança. Aos 80 anos sua mãe ainda arrisca alguns truques. “Quando surgiu vaga para palhaço eu me candidatei e nasceu o Saracura. O público gostou, eu também, e fiquei 20 anos sendo palhaço, tirando o sorriso das pessoas sem contar uma piada. Realizei-me nessa arte e hoje sou jardineiro. Saber da homenagem me emocionou, nunca esperaria ser escolhido entre tantos artistas. Fiquei muito feliz e já estou ensaiando para desenferrujar, não quero fazer feio!”, conta Saracura.

A abertura do Circovolante – 9° Encontro Internacional de Palhaços será na Feira Noturna de Mariana. No dia 16, o Circovolante leva dois espetáculos e um show para marcar o início do evento, na Praça dos Ferroviários. Entre os destaques vai estar o Samba no Pé de Moleque, sábado (18), quando todos os palhaços se reúnem - e o público também entra no clima com roupas coloridas e pinturas – e um grande cortejo (Foto) segue contagiando as ladeiras da cidade histórica. Uma novidade é a programação simultânea, com espetáculos acontecendo em locais diferentes, ao mesmo tempo, para que todos possam desfrutar melhor as atrações.

O número 9 simboliza a crise seguida da superação. E a 9ª edição do festival não negou essa previsão. “Em um ano como este, o esforço para a realização do encontro foi grande. Tivemos inclusive que adiar para novembro, na expectativa de conseguir mais apoio. A comunidade de Mariana ficou muito ansiosa, pois o evento normalmente ocorre em setembro. Todos os dias recebíamos ligações e mensagens e, agora, com as datas confirmadas, estão todos animados. Vai ser um Encontro lindo”, comenta Xisto Siman, palhaço e um dos idealizadores do evento.

O Encontro Internacional de Palhaços gera grande demanda de interessados em trabalhar no evento. Por isso, neste ano, o Circovolante abriu oficinas técnicas para profissionalizar candidatos e oferecer formação em sete áreas de atuação: produção de eventos, receptivo, divulgação, maquiagem artística, contrarregragem, assistência em sonoplastia e assistência em sonorização.

Encontro de Corais - Quem estiver na cidade para o Encontro de Palhaços terá oportunidade de apreciar também o Vozes que Cantam – XV Encontro de Corais de Ouro Preto e Mariana, de 17 a 19 de novembro. Promovido pelo Conservatório de Música Mestre Vicente Ângelo das Mercês, o evento objetiva incentivar e tornar mais reconhecida a atividade coral na região, além de criar oportunidades de integração entre os grupos, com troca de experiências, arranjos e intercâmbio cultural entre as cidades sedes dos participantes. As inscrições foram abertas a corais de todo o Brasil e os selecionados se apresentarão ao público nas duas cidades.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

18/01/2018
Presidente da Empresa Mineira de Comunicação, Flávio Henrique, morre vítima de febre amarela
O presidente da Empresa Mineira de Comunicação (EMC), Flávio Henrique Alves de Oliveira , de 49 anos, morreu às 7h30 de hoje (18) em Belo Horizonte. Músico,...
18/01/2018
MG tem 3,6 milhões de pessoas ainda não imunizadas contra a febre amarela
Diante da confirmação de 12 casos de febre amarela em Minas Gerais, no período de julho de 2017 até ontem, a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais...
18/01/2018
Curtas DC Mais 18/01
Espaço do Conhecimento Atrações trazem o conhecimento de forma lúdica e interativa ao dia a dia dos visitantes do Espaço do Conhecimento da UFMG...
18/01/2018
Agenda Cultural 18/01
Mostra de Fotografias Visita guiada - A mostra “Reinado de Chico Calu - Repertórios Sagrados da Irmandade Os Carolinos”, que reúne fotografias e objetos...
17/01/2018
Febre amarela deixa Minas e São Paulo em vigilância
O governo de Minas Gerais comunicou na segunda-feira (15) a morte de mais duas pessoas por febre amarela no Estado. Um dos casos é de um paciente que estava internado em Nova Lima, na...
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.