Publicidade
19/02/2018
Login
Entrar

Agronegócio

12/08/2017

Centro-Sul produziu um recorde de 3,41 milhões de toneladas de açúcar na 2ª metade de julho

Email
A-   A+
Volume supera a maior produção apurada em agosto do ciclo 2012/2013/Niels Andreas/Divulgação
São Paulo - As usinas do Centro-Sul do Brasil produziram na segunda metade de julho um recorde de 3,41 milhões de toneladas de açúcar para uma quinzena, na esteira de uma moagem também recorde, de acordo com a União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica).
O volume supera o recorde anterior, de 3,34 milhões de toneladas na segunda quinzena de agosto do ciclo 2012/13, e reflete o clima seco, que beneficiou a colheita, e o maior direcionamento de matéria-prima para fabricação do produto.

Na segunda metade do mês passado, 50,33% da oferta de cana foi alocada para a fabricação de açúcar, ante 48,05% um ano antes.

Paralelamente, a moagem somou 50,74 milhões de toneladas de cana por usinas e destilarias do Centro-Sul, 2,64% mais na comparação anual, e a maior quantidade para uma única quinzena em toda a história. O recorde anterior era da segunda metade de julho de 2015, durante a safra 2015/16, com 49,66 milhões de toneladas, segundo a Unica. O volume ficou ligeiramente acima do esperado por analistas.

Seca - A entidade ponderou, contudo, que o tempo seco de agora deve ser prejudicial para a cana que será colhida mais adiante na atual temporada 2017/18, iniciada em abril.
“A condição climática caracterizada pelo clima seco observado há quase dois meses nas principais regiões produtoras do Centro-Sul favoreceu a operacionalização da colheita nas últimas quinzenas, mas deve acentuar a queda de produtividade agrícola da área que será colhida nos próximos meses de safra”, afirmou a entidade.

“No início da safra, as condições climáticas e os índices registrados no campo indicavam uma recuperação da produtividade, mesmo com um canavial mais envelhecido. Essa percepção tem sido drasticamente alterada após esse período prolongado sem chuva”, acrescentou a associação.

Citando dados do Centro de Tecnologia Canavieira (CTC), a Unica destacou que, de abril a julho, a retração no rendimento das plantações foi de 2,91%, para 82,44 toneladas por hectare, na comparação com o mesmo período do ano passado.

Quanto ao etanol, a produção atingiu na segunda quinzena de julho 2,08 bilhões de litros, praticamente estável na comparação anual, segundo a Unica.

No acumulado da temporada, a moagem de cana alcança 297,32 milhões de toneladas, 4,74% abaixo de um ano atrás.

De abril a julho, o Centro-Sul produziu 17,56 milhões de toneladas de açúcar (mais 3,48%) e 11,57 bilhões de litros de etanol (menos 10,15%).

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

17/02/2018
Tecnologia aproxima máquinas de produtores
Plataforma web desenvolvida pela Agrishare disponibiliza diversas opções de equipamentos para aluguel
17/02/2018
Feira em Guaxupé apresentará a agricultores benefícios com adoção do Compost Barn
De 21 a 23 de fevereiro, os produtores rurais do Sul de Minas Gerais e da média mogiana do estado de São Paulo – importantes regiões de bacia leiteira –...
17/02/2018
JBS investe R$ 40 milhões em fábrica voltada à nutrição animal
São Paulo - A companhia de alimentos JBS está entrando no segmento de nutrição animal com a criação de uma nova empresa, que produzirá...
17/02/2018
Pressionada, Danone projeta aumentar lucro em 2018
Paris - O grupo alimentício Danone informou, na sexta-feira (16), que vai acelerar o crescimento das vendas neste ano e entregar uma alta maior no lucro, conforme busca responder à...
16/02/2018
Cade ratifica compra da Itambé pelo grupo francês Lactalis
Prazo para recursos terminou na quarta-feira
› últimas notícias
Sondagem revela retomada do otimismo na construção civil
Valor liberado para médios e grandes produtores na safra 2017/18 é de R$ 85 bilhões
Justiça decide que elétricas não poderão ter cobrança retroativa de débitos de R$ 6 bilhões
Sebrae pretende atender 69,6 mil MPEs
Nível de atividade do varejo no Brasil aumenta 1,3% em janeiro, aponta a Cielo
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Começam as obras do Aeródromo Inhotim
Mobiliata une empreendedorismo e impacto social
Folia supera expectativas em Belo Horizonte
Sondagem revela retomada do otimismo na construção civil
Melhor Câmbio amplia base de serviços
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


17 de fevereiro de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.