21/06/2018
Login
Entrar

Negócios

10/03/2018

Cimed investe R$ 150 milhões em fábrica de Pouso Alegre

Serão contratadas 400 pessoas
Thaíne Belissa
Email
A-   A+
A expectativa do grupo é fechar o atual exercício com a produção de 400 milhões de unidades/Divulgação
Depois de faturar seu primeiro bilhão em 2017, atingindo 25% de crescimento no faturamento em relação a 2016, o Grupo Cimed inicia 2018 com otimismo e planos de expansão do quadro de funcionários e da produção. Desde o ano passado, a empresa está investindo R$ 150 milhões na expansão de sua planta fabril, localizada em Pouso Alegre, no Sul de Minas Gerais. A expectativa é de que essa ampliação gere um crescimento de 26% no número de unidades (medicamentos e produtos de venda livre) produzidas este ano, em relação a 2017. Além disso, o grupo vai contratar 500 pessoas, sendo 400 para a fábrica em Minas Gerais.

O diretor executivo comercial do Grupo Cimed, Gerson Souza, destaca que os planos de crescimento são frutos dos bons resultados em vendas do grupo. Só em 2017, a Cimed faturou R$ 1,030 bilhão, o que representou um crescimento de 25% em relação a 2016. O resultado é muito maior que o registrado pelo setor farmacêutico no País, que em 2017 cresceu cerca de 12% em faturamento em relação a 2016, segundo o Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos (Sindusfarma).

Ao todo, o grupo teve um incremento de 12,9% nas vendas de unidades em 2017 em relação ao ano anterior. Entre os produtos que se destacaram estão os medicamentos genéricos, que registraram crescimento de 30,8% nas vendas nessa mesma base de comparação. Já os produtos OTC, que são aqueles que ficam ao alcance do cliente, tiveram um crescimento de 19% em 2018 em relação a 2017. Souza explica que esses produtos de venda livre - vitaminas, repelentes, antigripais - representam a maior parte do faturamento da empresa, respondendo por 65% das vendas.

"Para dar conta dessa demanda crescente estamos investindo na ampliação da fábrica. Desde 2017 iniciamos as obras para expansão da área de medicamentos e vitaminas. O investimento é de R$ 150 milhões, sendo que parte desse aporte é próprio e parte é financiado por banco", explica.


Só em 2017, a Cimed faturou R$ 1,030 bilhão, o que representou um crescimento de 25% em relação a 2016

O diretor afirma que, embora as obras só terminem em 2019, elas já vão gerar resultados para empresa neste ano. A expectativa do grupo é fechar 2018 com a produção de 400 milhões de unidades, entre medicamentos, genéricos e produtos de OTC. Isso representa um crescimento de 26% em relação ao ano passado, quando foram produzidas 315 milhões de unidades.

Além disso, o grupo vai abrir 500 vagas de emprego, sendo que 400 são na planta de Pouso Alegre. As 100 restantes serão para escritórios, pontos de venda e distribuidoras espalhadas pelo País. Souza acredita que a renovação constante de portfólio e o foco no público de classes C e D são algumas das estratégias vitoriosas do grupo. "Fabricamos produtos de qualidade, mas com preços acessíveis à população das classes C e D. Se você analisar a pirâmide econômica brasileira, vai perceber que essas classes formam a grande massa de consumo no País", afirma.

Com 41 anos de operação, o grupo Cimed é considerado a 4ª maior farmacêutica em unidades produzidas no Brasil. Além da fábrica em Pouso Alegre, o grupo conta com centro de distribuição próprio em São Sebastião da Bela Vista, no Sul de Minas, 25 centros de distribuição regionais e mais de 52 mil pontos de vendas no País.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

21/06/2018
Mercado de franchising cresce em Minas
Número de estabelecimentos em território mineiro cresceu 17% no primeiro trimestre deste ano
21/06/2018
Marcas mineiras já ultrapassam fronteiras
Grandes redes sediadas em Minas mantêm planos de expansão até mesmo para outros países
21/06/2018
Franchising é alternativa para expansão das marcas
Indústrias investem no setor
21/06/2018
Principais redes do País buscam espaço no Estado
Minas Gerais é um dos territórios mais disputados pelas redes franqueadoras no Brasil. Em 2017 o PIB mineiro, com aproximadamente R$ 574 bilhões, correspondeu a cerca de 8,7%...
21/06/2018
Cervejaria Hofbräuhaus aposta no segmento
Marcas internacionais também escolhem o Estado como porta de entrada para o Brasil. Em 2015, a cervejaria alemã Hofbräuhaus desembarcou no Brasil por meio de uma parceria com...
› últimas notícias
Conselho da Vale aumenta cautela após desastre da Samarco, em Mariana
Confiança do empresário recua 6,7 pontos
Pesquisa aponta que 92% das empresas do País esperam mais receita e patrimônio até 2020
Presidente Temer afirma que Brasil abriu mais 33 mil vagas formais de emprego em maio
Belgo-Mineira Bekaert investirá R$ 107 mi em planta de Itaúna
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


21 de junho de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.