Publicidade
25/09/2017
Login
Entrar

DMEP - Cegueira das Organizações

13/06/2017

Como vender a minha empresa? Parte 1

Flávio de Aguiar Araújo*
Email
A-   A+
Vender parte ou a totalidade de uma empresa pode ser uma oportunidade para realizar o investimento. Também é uma alternativa para captar recursos para investir e crescer ou mesmo uma possibilidade de participar de movimentos de consolidação de mercado se tornando parte de uma empresa maior.

O que já foi restrito a grandes empresas vem se tornando mais comum entre médias empresas e startups. Mas o que devemos fazer quando decidimos vender a empresa? Sugiro seguir alguns passos básicos dentre as quais destaco: determine qual o objetivo, avalie para quem o negócio é atrativo, considere se a empresa está preparada, defina por quanto está disposto a vender, tenha em mente que vender uma empresa não se trata apenas de qual o valor, mas inclui vários outros aspectos de governança, especialmente quando a venda é parcial. Por fim, se prepare para conduzir o processoe estabeleça quem será o responsável.

O objetivo da venda tem diferentes motivações: pode ser para realizar o investimento e sair do negócio para se dedicar a outras prioridades, por necessidade de recursos para questões pessoais, para investir em outros negócios, ou captar recursos para crescer. Sem clareza dos objetivos é difícil conduzir um processo de venda. Cada tipo de objetivo pode levar a uma estratégia de venda e a investidores diferentes.

Para que a venda tenha sucesso é importante que a empresa seja atrativa. Portanto, é fundamental avaliar se o negócio está crescendo, se apresenta bons resultados, se está em um mercado que apresenta boas perspectivas futuras ou mesmo se a empresa possui alguma diferenciação e se existem investidores potenciais para sua empresa.

Igualmente é essencial avaliar se a empresa está preparada para ser vendida, investigando dentre outros aspectos questões societárias, de estratégia, de resultados e de mercado. Ter concordância dos sócios do ponto de vista informal e formal é um aspecto básico. Também é relevante entender qual o melhor momento, seja do ponto de vista interno ou do mercado, crises podem favorecer compradores e desfavorecer vendedores, como exemplo.

Saber quanto vale o negócio é um fator relevante e que exigirá trabalho de especialistas. Todavia é igualmente importante ter em mente que nem sempre este valor irá convergir com o que você acha ou mesmo com o valor que um comprador estará disposto a pagar. Também considere que empresas que possuem ativos imobiliários associados a operação do negócio podem ou não separar estes ativos do negócio que está sendo negociado. Outro aspecto importe são os passivos reais ou potenciais que podem afetar o valor da negociação, é fundamental conhece-los.

Em caso de uma venda parcial o contrato de compra e venda ou mesmo o acordo dos acionistas, terão uma série de aspectos importantes, como cláusulas de DragAlong e TagAlong que estabelecem regras para o caso de venda da empresa no futuro, questões relacionada a quem tem responsabilidade sobre os passivos, determinações de como a empresa será gerida e como decisões serão tomadas, regras de performance dentre outros. Todos estes aspectos fazem parte do “pacote” que vem junto com os recursos captados com a venda e são tão ou mais importantes.

Por fim, destaco que o sucesso da venda é em parte influenciado por fatores que não são controlados pela empresa, mas depende muito de como é a condução. Perder o foco da gestão do negócio para conduzir a venda pode custar caro à empresa, portanto é fundamental se preparar estabelecendo o papel da equipe interna, sejam dos executivos ou dos acionistas, além de buscar apoio externo de especialistas em estratégia de negócio e funding, de valuation, auditoria e jurídico. A preparação interna e o apoio externo permitirão manter os olhos no negócio atual e ao mesmo tempo conduzir um processo de negociação profissional otimizando acertos.

*Sócio-diretor da DMEP

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

20/09/2017
A arte de sonhar um empreendimento e o sonho de empreender com arte
A seção Cegueira das Organizações vem tratando de múltiplos temas que entendemos ser essenciais para o sucesso empresarial. Dentre os artigos expostos, criamos...
12/09/2017
Vendas digitais: desafios e oportunidades para o crescimento das empresas
No ensaio publicado na edição de 8 de agosto deste ano, abordamos o tema associado ao desafio das empresas quanto ao processo de venda de seus produtos e serviços, sendo essa a...
06/09/2017
Desenvolvendo oportunidades em negócios de impacto
De maneira geral, muito se discute sobre iniciativas e esforços que auxiliem as organizações e negócios a se transformarem permitindo uma maior competitividade e...
29/08/2017
Alinhamento e entendimento comum não passam de pai para filho: um problema de sucessão
Continuidade e sucessão são palavras que carregam um paradoxo interessante: isso porque a palavra sucessão pressupõe exatamente uma interrupção ou...
22/08/2017
E aí? O que fazer para crescer?
Desde que fundamos a DMEP, há quase 17 anos, temos vivido as dores e as delícias de ajudar a criar e transformar negócios. Estamos conectados aos diferentes dilemas dos...
› últimas notícias
Minas Gerais terá planta de grafeno até 2020
Planta da Mercedes em Juiz de Fora opera com estabilidade
Empresariado está mais otimista e Icei atinge o maior nível desde março de 2013, aponta CNI
Carrefour Brasil troca de presidente e anuncia a emissão de R$ 2 bi em notas
Editorial
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:

Cadastrar
› Mais Lidas
Planta da Mercedes em Juiz de Fora opera com estabilidade
Unifei entre as mil melhores universidades do mundo
Minas Gerais terá planta de grafeno até 2020
CCPR assume 100% de participação na Itambé
Carrefour Brasil troca de presidente e anuncia a emissão de R$ 2 bi em notas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


23 de September de 2017
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.