Publicidade
24/04/2018
Login
Entrar

DMEP - Cegueira das Organizações

30/01/2018

Como vender a minha empresa? Parte 5

Flávio de Aguiar Araújo*
Email
A-   A+
Nas edições anteriores desta série de ensaios sobre “Como vender a minha empresa”, publicados entre junho e dezembro de 2017, abordamos passos importantes quando estamos preparando empresas para serem vendidas, quais os documentos utilizados e qual o papel e importância da duediligence ou auditoria. Neste ensaio vamos falar de um documento muito importante, o infomemo, ou information memorandum, uma expressão em inglês muito utilizada para o documento que é enviado aos potenciais investidores detalhando o negócio.

Quando enviamos o detalhamento do negócio para o investidor, em geral eles estão interessados em avaliar quatro pontos importantes, o mercado, a empresa, o financeiro e a transação.

O primeiro é o MERCADO. É importante saber qual o tamanho do mercado e sua taxa de crescimento nos últimos anos. A partir desta leitura de tamanho de mercado é possível demonstrar qual a participação da empresa. Por fim é recomendável destacar quais são os principais concorrentese as diferenças de posicionamento em relação a eles.




O segundo ponto é a EMPRESA. É essencial entender quais são os produtos e seus diferencias e qual o modelo de negócio praticado pela empresa. Outro aspecto é a equipe, quem são sócios e qual o seu papel no negócio. Além dos sócios quem é a equipe chave a frente do negócio. Por fim é necessário apresentar o planejamento da empresa, pontuando como espera crescer e quais as principais iniciativas precisam ser conduzidas.

O terceiro ponto é a radiografia do FINANCEIRO. Neste quesito é preciso olharpara trás e para frente, apresentando as demonstrações financeiras dos últimos anos e as projeções financeiras para os próximos anos. Também é necessário demonstrar o comportamento das principais variáveis do negócio, que alguns chamam de Unitseconomics. Do ponto de vista comercial duas variáveis têm sido muito exigidas, o CAC (Customer acquisition cost ou custo de aquisição do cliente) e LTV (Life time value ou o valor do cliente no seu ciclo de vida). É fundamental que o valor do cliente seja maior do que o custo de aquisição. Do ponto de vista do negócio é importante demonstrar o ROI (Return on investment ou retorno sobre o investimento), ou seja, quanto a empresa consegue ganhar sobre os investimentos realizados.

Por fim, o quarto ponto é a TRANSAÇÃO. O investidor está interessado em saber qual a estratégia de funding e como ela reflete no objetivo do investimento (aquisição total ou parcial), em outras palavras, para que os recursos que estão sendo capitados serão utilizados. Em caso de aquisição parcial, os recursos vão para os sócios (cash out) ou para o negócio (cash in)? Em caso cash in, quando os recursos captados são para o negócio, é necessário detalhar como será aplicado em termos de capital de giro e investimentos.

Elaborar um bom documento facilita o processo de negociação, ao permitir de maneira objetiva apresentar as principais informações que precisam ser avaliadas pelos potenciais investidores. Logo, para livrar-se de imprevistos durante a negociação recomendamos elaborar um bom informemo, que deve conter as informações apresentadas acima.

*Sócio-diretor da DMEP

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

24/04/2018
Desvendando o BSC - parte final: Como organizar a empresa para finalmente conduzir o plano?
Nesta série já elucidamos a organização de objetivos estratégicos voltados para a geração de valor e estruturação de...
18/04/2018
O custo do não planejamento de oportunidades de mercado, produto e negócio
Desenvolver a oportunidade nova é uma jornada fascinante. É, ao mesmo tempo, prazerosa e arriscada. Quem já participou de um processo de desenvolvimento de produto, mercado ou...
10/04/2018
Análise de dados auxilia transformação de negócios de Educação
Já não é nenhuma novidade falarmos que a Educação precisa e está se transformando. É comum lermos ou nos depararmos com algum exemplo de...
03/04/2018
A minha empresa vende ou é comprada?
A questão apresentada no título desse ensaio talvez possa parecer não fazer muito sentido, porém existem diferenças importantes entre esses dois atos....
27/03/2018
De olho nos relacionamentos
Os relacionamentos são tudo nos negócios. Empreendedores de sucesso muitas vezes agradecem aos seus parceiros - sua rede de apoiantes externos, que inclui investidores, mentores,...
› últimas notícias
Leia mais notícias ›
› Newsletter
O melhor conteúdo exclusivo e gratuito no seu e-mail:




Cadastrar
› Mais Lidas
Leia todas as notícias ›
Publicidade
› Assine o DC

Acesso completo

aos conteúdos online e versão impressa.
Único jornal especializado em Economia, Negócios e Gestão de Minas Gerais.
Ferramenta indispensável para fazer bons negócios.
› Edição Impressa


24 de abril de 2018
Conteúdo exclusivo para assinantes
› DC no Facebook
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.