Publicidade
22 de June de 2017
Login
Entrar

Economia

11/01/2017

Confins é campeão de pontualidade no País

Pesquisa aponta, ainda, o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte como o quarto mais pontual do mundo
Mara Bianchetti
Email
A-   A+
Aeroporto Internacional de Belo Horizonte atingiu o índice de 88,49%, que garantiu o primeiro lugar entre todos os aeródromos brasileiros/Divulgação
O Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH), atingiu a 4ª colocação no ranking dos aeroportos mais pontuais do mundo, na categoria entre 5 milhões e 10 milhões de passageiros/ano. O terminal atingiu índice de 88,49%, alcançando o primeiro lugar geral entre os principais aeródromos do País.

De acordo com o diretor de Operações da BH Airport, Daniel Bircher, a combinação de várias ações por parte da concessionária tem proporcionado a melhoria do desempenho do terminal, no que se refere à pontualidade de pousos e decolagens. Prova maior disso, conforme ele, foi o fato de a empresa ter conseguido ultrapassar a meta de pontualidade estabelecida por ela mesma em 2015, de 85%.

“O principal fator que colabora para isso é a realização de um trabalho bem focado, juntamente com as companhias aéreas. Para isso, construímos um Centro de Operações que coloca todos os parceiros em contato com o gerenciamento diário do aeroporto e com os dados dos voos que chegam ou partem do terminal”, explica.

Outro ponto determinante, de acordo com o diretor, diz respeito a uma análise minuciosa que é feita desses dados, permitindo que sejam identificadas as origens dos problemas e, ao mesmo tempo, suas soluções.

Além disso, há o trabalho de prevenção no próprio aeroporto, que engloba todo o operacional da concessionária e das companhias aéreas. “São ações como realocação de aeronaves, disponibilização de ônibus para embarque e desembarque de passageiros, mudança de portões para conexões. Todos precisam estar antenados no que deve ser feito para uma melhor operacionalização do terminal”, justifica.

Tanto que, para este ano, a meta não deverá ser diferente. Bircher admite que atingir 100% de pontualidade é impossível, uma vez que os horários dos voos consideram fatores externos como questões meteorológicas. Mas ele garante que, pelo menos os 85%, o principal aeroporto do Estado vai trabalhar para manter.

“A intenção é sempre buscar a excelência e, com isso, oferecer um benefício para atrair mais voos e fazer novas conexões no aeroporto. Dentro desta estratégia, inclusive, entregamos, no fim do ano passado, uma nova estrutura para atender os cerca de 10 milhões de passageiros que passam por lá anualmente, dobrando a capacidade do aeródromo para 22 milhões/ano”, destaca.

Leia também
Latam Airlines ganha o 9º lugar no quesito


Médio porte - O levantamento foi realizado pela OAG, consultoria britânica que analisa o desempenho de aeroportos em todo o mundo. De acordo com o Relatório Punctuality League 2016, os critérios de avaliação consideram os empreendimentos de acordo com as categorias muito grande (com movimentação acima de 22 milhões de passageiros por ano); grande (entre 10 milhões e 20 milhões); médio (entre 5 milhões e 10 milhões) e pequeno (entre 2,5 milhões e 5 milhões).

Em sua categoria, o Aeroporto Internacional de Belo Horizonte ficou atrás apenas dos Aeroportos de Birminghan (Inglaterra), Osaka (Japão) e Cidade do Panamá (Panamá). No ranking geral de 80 aeroportos avaliados, foi classificado em 8º lugar, entre os mais pontuais do mundo.

Publicidade

Aproveite! Assine o DC e tenha notícias exclusivas

Leia também

22/06/2017
Betim terá sistema viário de R$ 250 milhões
O empreendimento reunirá indústria, comércio e serviços, com previsão de aportes de R$ 1 bi em dez anos
22/06/2017
Desembolsos do BNDE para Minas Gerais caem 3% até maio
Os desembolsos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para Minas Gerais caíram 3%, em valor, entre janeiro e maio deste ano frente ao mesmo período de...
22/06/2017
Especialistas alertam para aumento nos teores de ferro e alumínio no rio Doce
Brasília - O vazamento de rejeitos de mineração da barragem da Samarco em Mariana (MG), em novembro de 2015, afetou profundamente o meio ambiente, enfatizaram ontem...
22/06/2017
Preços dos imóveis estão em alta na região da Savassi
Valor do metro quadrado está 152,2% acima da média na Capital
22/06/2017
Setor da construção movimentou R$ 354,4 bilhões em 2015, segundo o IBGE
Rio - O valor das incorporações, obras e serviços realizados pelas empresas de construção somaram R$ 354,4 bilhões em 2015, queda de 16,5% em termos...
 
© Diário do Comércio. Todos os direitos reservados. Política de Privacidade. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.